Pesca Gerais

Xexéu: espécies, alimentação, características, reprodução e curiosidades

Xexéu é um pássaro que também atende por Yellow-rumped Cacique na língua inglesa. O nome científico vem da palavra cacicus, utilizada no caribe em espanhol para “cacique”.

Também há a junção com a palavra que vem do grego “kelainos” e tem por significado “preto”, tendo por resultado, “cacique preto”.

Por isso, ao decorrer da leitura você poderá entender mais detalhes acerca da espécie.

Classificação:

  • Nome científico – Cacicus cela;
  • Família – Icteridae.

Subespécies de Xexéu

Em primeiro lugar, entenda que há 3 subespécies que são diferenciadas pela distribuição, sendo que a primeira é a Cacicus cela, de 1758.

Os indivíduos vivem desde a Colômbia até a Venezuela, incluindo as Guianas e o leste da Bolívia.

Em nosso país, a distribuição inclui regiões da Amazônia brasileira até o Mato Grosso do Sul, além do nordeste.

Por outro lado, temos a subespécie Cacicus cela vitellinus que foi listada no ano de 1864.

Os exemplares podem ser vistos na parte tropical leste do Panamá, até o norte da Colômbia.

Esta espécie não se diferencia somente pela distribuição, mas sim pela coloração, pois o amarelo é mais forte.

O tom é tão forte que chega a ser quase alaranjado, além de a mancha amarela nas asas ser menor.

Por fim, a Cacicus cela flavicrissus, listada em 1860, vive na parte tropical do oeste do Equador até o extremo noroeste do Peru, na região de Tumbes.

Esta espécie é similar à que foi citada acima, porém tem um tamanho menor.

xexeu Cacicus cela

Características do Pássaro Xexéu

Xexéu é uma ave da ordem dos Passeriformes sendo muito famosa no centro-oeste e norte do Brasil.

Dessa forma, a espécie tem vários nomes vulgares como, por exemplo, xexéu, japiim, japuíra, xexéu-de-bananeira, japim e João-conguinho.

Com relação ao tamanho, os machos medem entre 27 e 29,5 cm de comprimento, além de as fêmeas terem de 22 a 25 cm.

Já o peso dos indivíduos está entre 60 e 98 gramas, sendo que elas são menores que os machos.

Qual a cor do Xexéu?

Bom, a cor da plumagem é preta, com exceção da parte de tom amarelo-vivo que fica nas asas  na região inferior da cauda.

De outro modo, os jovens da espécie têm um tom de fuligem em todo o corpo, isto é, são acinzentados.

Os bicos dos indivíduos contam com um tom branco e a íris dos olhos é azulada.

japiim

Reprodução

Os indivíduos da espécie tornam-se maduros entre 24 e 36 meses de vida.

Assim, a reprodução ocorre em colônias que ficam em árvores baixas, locais em que um macho pode acasalar com diversas fêmeas, por conta da poliginia.

Isso faz com que os criadores criem os animais em viveiros que tenham árvores e galhos para locais em que um macho acasala com 3 ou 4 fêmeas.

Estas colônias também podem ser feitas em galhos que tem formigueiros ou vespeiros e que estejam sobre a água.

Aliás, é comum que os ninhos sejam feitos nas mesmas árvores usadas por japus, tendo por base as folhas de palmeiras, gravetos e capins.

Por isso, têm entre 40 e 70 cm de comprimento, assemelhando-se a uma bolsa pendurada.

Neste ninho, a fêmea coloca até 3 ovos que têm um tom de branco-azulado com algumas manchinhas, listras e pontos marrom-escuros ou pretos.

São até 3 posturas por temporada e os filhotes podem ser separados de suas mães com 40 dias de vida.

Alimentação do Xexéu

A dieta do Xexéu é variada, tendo em vista que a espécie é onívora.

Isto é, os indivíduos têm grande capacidade de metabolização, podendo comer frutas como a manga, maçã, laranja, mamão, banana e goiaba.

Também pode se alimentar de legumes como a berinjela, maxixe, jiló e a cenoura, bem como as verduras (couve, escarola, almeirão e serralha).

Por isso, quando a criação ocorre em cativeiro, estes alimentos naturais são indicados, desde que sejam livres de agrotóxicos.

Aliás, os donos podem dar ração comercial para os sabiás.

Na natureza, os exemplares chegam até a atacar os filhotes de outras espécies.

japim xexeu

Curiosidades

É interessante que você saiba mais informações sobre o canto desta espécie.

De modo geral, as canções são diferentes e nos passam a impressão de que há várias aves cantando em coro.

Além disso, são bons imitadores, podendo imitar de forma perfeita os sons emitidos por outras aves como os papagaios e os tucanos, além de mamíferos como a ariranha.

Onde o pássaro xexéu vive?

Além das informações que citados acima para diferenciar as subespécies, podemos destacar a distribuição geral do Xexéu:

Falando em especial sobre o nosso país, os indivíduos vivem na Amazônia, incluindo a parte centro oeste, isto é, o Mato Grosso do Sul e Goiás.

Assim, os xexéus ficam em árvores baixas do cerrado e ao redor de matas de galeria.

Por outro lado, alguns exemplares são vistos no nordeste de Pernambuco ao sul da Bahia, tal como do Maranhão ao noroeste do Ceará.

jappim xexeu

Também vivem em Minas Gerais.

Outros países amazônicos que abrigam a espécie são: Bolívia, Equador, Colômbia, Venezuela e as Guianas.

E além da América do Sul, os indivíduos também vivem na América do Norte, desde o Panamá até o Peru.

Portanto, o habitat comum dos indivíduos são as bordas de florestas, em especial as várzeas, além dos cerrados, campos com árvores e florestas de galeria.

Gostou das informações? Deixe seu comentário logo abaixo, ele é importante para nós!

Informações sobre o Xexéu no Wikipédia

Veja também: Garça-azul – Egretta caerulea: reprodução, seu tamanho e onde encontrar

Acesse nossa Loja Virtual e confira as promoções!

Posts Relacionados

Deixe um Comentário