Início Dicas e EquipamentosCuriosidades Verme no olho do peixe: causa urina preta, o que são as larvas, pode comer?

Verme no olho do peixe: causa urina preta, o que são as larvas, pode comer?

por Otávio Vieira

Verme no olho do peixe: hoje abordamos um assunto que circulou muito nas mídias sociais nos últimos tempos.

Afinal, temos uma fake news ou de fato esses vermes ou larvas são prejudiciais ao seres humanos?

A verdade que assunto causou um certo espanto na população.

O que são as larvas no olho do peixe?

O “verme do olho do peixe” é muito comum em peixes de água doce de várias regiões do país. Alguns exemplos são os tucunarés, matrinxãs, traíras, corvinas, carás e jacundás. Aliás todos sabem, são seres vivos e estão passíveis de serem afetados por parasitoses e terem a saúde afetada.

O parasita que atinge os olhos do peixe, são da família Diplostomidae, sendo um verme trematódeo digenético. Ele se acomoda nos olhos dos peixes de rios e reservatórios, porque esses ambientes são favoráveis ao desenvolvimento do parasita, como águas represadas, presença de caramujos e visitas frequentes de aves piscívoras.

Apenas essas aves são os alvos do verme, já que quando ingeridos por elas, se hospedam e despejam ovos dentro do intestino das aves aquáticas, como garças, mergulhões, patos e gansos. Os homens estão a salvo, já que nosso organismo é capaz de digerir o verme, sem grandes danos à saúde. Mas não recomenda-se o consumo!

Sobre verme no olho do peixe

O verme no olho do peixe não apresenta nenhum risco aos humanos, porém não consuma propositalmente. O “alvo” principal desses vermes são as aves aquáticas, onde os trematódeos conseguem se desenvolver e colocar ovos, dando fim ao seu ciclo de vida.

Como não é interessante que o verme seja devorado por outros animais de água doce, como outros peixes maiores, ou jacarés – porque seriam igualmente digeridos – eles ocupam a área do globo ocular dos peixes responsável pela visão, principalmente pelo início da manhã, horário em que as aves aquáticas caçam freneticamente.

Durante o resto do dia, o verme ocupa um lugar que não prejudica a visão de seus hospedeiros, para que o peixe consiga fugir mais facilmente, não atrapalhando o sucesso do ciclo de vida do parasita.

Quais são as condições favoráveis para o desenvolvimento do verme no olho do peixe?

O verme do olho do peixe é muito comum em água doce, sendo os rios e reservatórios de água, seus principais habitats naturais.

Inclusive, as áreas de piscicultura possuem características que favorecem ainda mais o desenvolvimento do parasito:

  • Águas represadas, que favorecem a locomoção;
  • Presença de caramujos, que também servem como hospedeiros intermediários e transportadores;
  • A visita constante de aves piscívoras, as hospedeiras definitivas dos parasitas.

A larva do olho do peixe causa urina preta?

Não. A síndrome de Haff, popularmente conhecida como doença da urina preta, causada por lesões musculares que elevam os níveis séricos de creatina fosfoquinase (CPK).

A larva no olho do peixe é uma doença que atinge animais do mundo todo desde o século passado, mas que não oferece risco algum à raça humana. O Ministério da Saúde já esclareceu que não há relação entre as larvas e a doença de Haff, apesar dos vídeos que circulam com essa fake news nas redes sociais desde 2019.

Porém, as autoridades recomendam que o consumo de peixes com qualquer tipo de larvas sejam evitados. Caso um pescador encontre um peixe nessas condições, é adequado que reserve o pescado em um recipiente com gelo e contate o órgão regional responsável por fazer coletas e análises do material.

O verme do olho do peixe tem relação com o verme que atinge o olho humano?

A final, verme no olho do peixe faz mal para humanos? A resposta, felizmente, é não. O verme, que atinge o olho de humanos nativos da África, adquirido pela picada de uma mosca, muito semelhante a nossa mutuca. Esses parasitas vivem em pares, macho e fêmea, nos vasos linfáticos, o que pode resultar em inchaço, devido à deficiência de drenagem da linfa.

Os vermes adultos se reproduzem, gerando larvas microscópicas que migram pelo corpo e são sugadas pelas moscas, transmissoras do sangue. É muito comum as larvas migrarem de forma visível pelo branco do olho humano, mas elas são transmitidas pela picada das moscas gigantes da família Tabanidae, especialmente as do gênero Chrysops, comuns na África tropical.

Pode comer peixe com verme no olho?

Caso você tenha adquirido um peixe e no olho seu olho tenha o verme, é necessário ter cuidado em relação ao consumo. Os danos à saúde ocorrem quando os pescados são ingeridos crus ou mal cozidos, portanto, o ideal é fritar os peixes a uma temperatura acima de 600ºC, ou congelados por 24 horas. Evite provar o tempero com o peixe ainda cru.

Além disso, recomenda-se que o verme seja retirado antes de todo o procedimento e que o pedaço da carne onde houve contato, seja cortado e jogado fora. Sempre faça o procedimento de limpeza das escamas e vísceras antes do peixe ir para a panela. Atente-se a consistência e conservação do peixe também.

Se você mesmo capturar um peixe e no seu olho apresentar o verme, procure as autoridades do local para que eles te orientem em relação ao que fazer. Além dos olhos, é importante observar os aspectos gerais do pescado, como as guelras, escamas, vísceras, musculatura e gônadas.

A expressão a seguir é compartilhada de forma errada nas mídias sociais: “verme no olho do peixe como tratar”

verme no olho do peixe

verme no olho do peixe tucunaré

Dicas para pesca

Para uma pescaria bem sucedida, observe alguns fatores fundamentais. A seguir, você pode conferir dicas para escolher a linha, a carretilha e a isca de pesca, além de algumas considerações sobre os melhores locais e comportamentos do peixe. Continue a leitura e não perca nada.

Saiba como escolher a linha e carretilha de pesca

Para escolher a melhor carretilha de pesca, é necessário que você tenha em mente qual tipo de peixe você tem intenção de pescar. Os principais tipos de carretilha são:

  • Carretilha de perfil alto: Freio maior, comporta mais linha, resistente e pesada. Indicada para peixes de porte grande, por tornar a briga mais fácil.
  • Carretilha de perfil baixo: Freio menor, comporta menos linha, frágil, leve e prática. Indicadas para peixes de pequeno e médio porte.

Além disso, descobrir o modelo ideal de carretilha para o tipo de peixe que você pretende pescar é essencial para ter sucesso na sua pescaria. Veja quais são as 10 melhores carretilhas de 2022 e saiba como escolher o melhor modelo.

Já os molinetes são mais simples e se ajustam às necessidades e preferências do pescador. Neles também não há peças adicionais para acionar durante o arremesso em pescas de praia, além da linha já parar de sair automaticamente quando a isca atinge a água.

Quanto às linhas, existem duas: as de monofilamento e as de multifilamento. Geralmente, as linhas de monofilamento dão conta do recado e servem para a maioria dos casos, sendo perfeitas para iniciantes e peixes menores. No entanto, não esqueça de usar sempre uma linha de boa marca e qualidade, pois tendem a suportar bem uma briga com os peixes mais teimosos. Confira quais são as 10 linhas de pesca de monofilamento mais resistentes de 2022 e aproveite a sua pesca sem se preocupar em ter a sua linha estourada ou cortada. Os pescadores costumam usar as linhas de multifilamento para peixes mais pesados, com boca dura e que vivem nas profundezas do oceano.

Compre a isca certa

Existem iscas naturais e artificiais para a pesca em água doce e salgada. A escolha delas é baseada nos costumes do peixe que você deseja pescar, já que as iscas são geralmente pequenos animais que eles já costumam comer.

Para peixes de água salgada, prefira animais pequenos como camarão, siri, sardinha e tatuíras. Já para os de água doce, tem as minhocas, que são muito eficientes para grande parte das espécies de água doce.

As iscas artificiais também são boas opções, já que utilizamos mais de uma vez. De fato, imitam o comportamento dos animais vivos, mas não compramos as iscas frescas.

Conheça o peixe e os seus comportamentos

Cada espécie de peixe possui comportamentos individuais semelhantes. Por isso, é importante que você observe e estude o comportamento dos peixes para que tenha uma pesca de sucesso.

O peixe que você quer capturar é de água doce ou salgada? Habita águas profundas ou rasas? Quais são suas principais presas? Essas são algumas perguntas que você precisa saber a resposta antes de sair para pescar.

Locais com tronco e vegetação são bons pontos de pesca

Geralmente, locais com tronco e vegetação são onde os predadores costumam se esconder para esperar as suas presas. Em resumo, essa dica serve tanto para água doce, quanto para salgada. Lembre-se que os cascos e plantas são lar das presas do peixe que você deseja pescar.

Fique atento ao verme do olho do peixe!

Verme de peixe faz mal para humanos?

Enfim, nesse artigo, você aprendeu que o verme no olho do peixe não é próprio para consumo. Mas não oferece um risco direto aos humanos. Inclusive, esse fenômeno é muito comum em peixes de água doce, principalmente nos que são presas de aves aquáticas.

Decerto, sempre atente-se à qualidade do peixe antes de cozinhá-lo. Faça uma limpeza assídua antes de temperá-lo, principalmente no local onde encontrou o verme. Entretanto, caso você capture um pescado com verme no olho, entre em contato com as autoridades locais para verificar a necessidade de uma análise aprofundada.

Enfim, gostou das informações? Então, deixe seu comentário logo abaixo, ele é muito importante!

Veja também: Frases de Pescador para você compartilhar com seus amigos que curte a pesca

Acesse nossa Loja Virtual e confira as promoções!

Caixa de Comentários do Facebook

Você pode gostar

Deixe um comentário