Pesca Gerais

Tucunaré Azul: Informações e dicas de como pescar esse peixe

Descubra todos os segredos e manhas para a pesca esportiva do voraz Tucunaré Azul, um dos mais emocionantes predadores de águas doces!

Os pescadores esportivos têm um grande fascínio pelo Tucunaré Azul, com toda certeza é uma das espécies mais desejadas pelos pescadores. Essa espécie oferece uma grande resistência na pesca, por essa briga tão voraz, é que há tanta emoção na pesca.

Antes de falar, sobre as táticas de pesca dessa espécie incrível que é o Tucunaré Azul, vamos conhecer mais de perto essa espécie.

Descubra todos os segredos e manhas para a pesca esportiva do voraz Tucunaré Azul, um dos mais emocionantes predadores de águas doces!

Locais, reprodução e alimentação do Tucunaré

Os locais mais comuns para a pesca do Tucunaré Azul são as Bacias Araguaia-Tocantis, região nordeste e sudeste, algumas partes do Pantanal e em alguns rios do Alto Paraná.

Entretanto, essa espécie foi introduzida em vários lagos, represas e reservatórios pelo Brasil a fora.

De fato, ele não é um peixe migratório, ele prefere áreas espraiadas ou remansos para fazer seu ninho e manter seus filhotes. De uma forma geral, o sistema de reprodução do Tucunaré é o mesmo em todas as variações da espécie. As variações de espécies do Tucunaré podem chegar a cerca de quinze, isso apenas na Amazônia. Para conhecer melhor, confira nosso post sobre a reprodução do Tucunaré, lá temos as informações completas.

Descubra todos os segredos e manhas para a pesca esportiva do voraz Tucunaré Azul, um dos mais emocionantes predadores de águas doces!

A família do Tucunaré Azul é a Cichla Piquiti, seu tamanho pode variar entre 25 a 60 centímetros. Mas já encontraram exemplares do Tucunaré Azul gigante com cerca de 69,0 centímetros. Já o peso, pode ficar em algo em torno de 3 a 6 quilos.  Entre as espécies, há uma grande variedade de padrões de listras e cores.

Mais uma característica é comum em todos, o corpo alongado, a mandíbula protuberante e a cabeça grande. O ocelo é uma mancha arredondada que eles possuem perto da calda, a maioria dos Tucunarés tem essa mancha.

Quando falamos em alimentação o Tucunaré Azul é um animal piscívoro, ou seja, ele consome pequenos peixes. Mas na fase jovem, ele costuma consumir insetos, camarões e outros artrópodes. Assim, os artrópodes são pequenos animais invertebrados, como crustáceos, aranhas, escorpiões, lacraias e piolhos de cobra.

Conhecendo mais sobre o peixe Tucunaré Azul

O nome do peixe Tucunaré Azul vem das nadadeiras da espécie que são azuis, a única parte que não é azul é o lóbulo inferior localizado na nadadeira caudal. O seu corpo te cerca de cinco ou seis listras transversais de cor cinza.

A expectativa de vida desse animal, é de cerca de dez anos, ele é um animal totalmente predador. Sendo um que perseguem suas presas de forma implacável.

Após iniciar um ataque, ele raramente desiste, ele continua a atacar até conseguir capturar suas presas. A maioria dos peixes, desistem das suas presas após a segunda tentativa.

A rotina de alimentação do Tucunaré Azul é geralmente no período da manhã e no final da tarde. Nesse momento, em que a água está mais fria ele se aproxima das margens para se alimentar.

Quando a água está quente, ele procura ficar mais no centro dos rios e lagos. Assim, como outros animais de sua espécie, o Tucunaré Azul se alimenta de insetos, camarões e peixes.

O instinto predador desse animal é incrível, no momento da caça, os Tucunarés podem ser unir na tentativa de “cercar” um cardume de peixe, os encurralando. Essa espécie está no topo da cadeia alimentar nos rios, vale apena conferir algumas fotos de Tucunaré Azul.

Os melhores locais para pesca dessa espécie são Lago de Três Marias, Teodoro Sampaio, Epitácio, Lago do Peixe e Serra da Mesa.  A melhor época para sua pesca é no início de setembro até final de fevereiro. Mas é comum pescar o Tucunaré Azul o ano inteiro.

Como pescar o Tucunaré Azul?

Como falamos anteriormente o Tucunaré Azul é um peixe que gosta de brigar, pode ter certeza que sua pesca esportiva terá muita ação e principalmente emoção. Por isso, é fundamental se preparar com materiais resistentes para essa briga.

Varas

As varas podem ter as seguintes libras: 10 a 20, 12 a 25 libras, mas devem estar acima de 5’8” (1,75 metros), devido ao poder da fisgada dessas varas. Para usar as seguintes libras, 12,14 ou 17, você deve optar por ação de média a rápida.

Se o local da pesca for limpo ou drop offs, pode ser usar vara com libragens menores. Os modelos de vara acima de 6’ garante principalmente uma melhor fisgada, além de garantir um arremesso longo e preciso.

Molinete ou carretilha

Entretanto, a questão de molinete ou carretilha, é indiferente, é mais uma questão de gosto pessoal. Mas vale lembrar, que a carretilha oferece um aumento no desempenho do arremesso e também é mais prática para o manuseio.

Linha e iscas

Aliás, a linha também precisa receber uma atenção especial, evite colocar uma linha muito grossa, dê preferência para linhas de multifilamento. Se preferir você pode ainda utilizar, o líder ou o shockleader. O líder tem a função de proteger a linha ao passar pelas estruturas. O líder deve ser nylon ou fluorocarbono, a resistência deve ser igual ou superior à linha principal.

Para melhorar ainda mais o arremesso, você pode usar linhas de multifilamento de quatro fios para iscas grandes e as de oito fios para iscas médias e pequenas. Sendo assim, as iscas de superfície proporcionam mais emoção, pois é possível ver o ataque do Tucunaré Azul. Os modelos mais indicados são as do tipo zara, pencil, poppers e hélices, as de superfície e meia água são mais utilizadas quando o peixe está ativo.

Em outras situações, pode ainda utilizar, as iscas de profundidade como os jigs com penacho e os shads com jigs heads.

O trabalho certo para a pesca do Tucunaré Azul

Primeiramente, para que o pescador tenha sucesso na pesca desse predador, é preciso ter bastante habilidade no trabalho das iscas artificiais. O movimento precisa ser cadenciado para extrair o melhor nado da isca artificial.

Vale sempre iniciar a pesca com a isca de superfície, use o modelo hélice ou os modelos zaras que nadem em zig zag. Caso não tenha sucesso, mude para as iscas de meia água, procure utilizar o recolhimento errático, intercalando com paradas rápidas.

Caso o Tucunaré Azul comece a perseguir, não pare de realizar o recolhimento da linha, faça com que a isca esteja sempre em movimento. Se a pesca for em locais como represas, para aumentar suas chances, procure um local com plantas aquáticas, pauleiras ou materiais flutuantes.

Por fim, para se preparar ainda mais para essa grande emoção, visite a Loja Pesca Gerais e se prepare com todos os equipamentos necessários.

Posts Relacionados

Deixe um Comentário