Pesca Gerais

Tubarão Raposa: No ataque, sua cauda é usada para atordoar as presas

O nome vulgar Tubarão Raposa representa três espécies do mesmo gênero que possuem similaridades e diferenças

Hoje estamos aqui para falar sobre o Tubarão Raposa, todas as suas características, alimentação e reprodução.

Dessa forma, entenda que este nome vulgar tem relação com as espécies de comportamento solitário.

As espécies fazem parte da família Alopiidae e estão em diversos locais do mundo, por isso, vamos entender mais a seguir:

Classificação:

  • Nome científico – Alopias vulpinus, A. superciliosus e A. pelagicus;
  • Família – Alopiidae.

Tubarão Raposa e características gerais

Em primeiro lugar, é importante citar que este nome vulgar é de um gênero composto por três espécies.

A primeira seria o tubarão-raposa-comum que tem por nome científico Alopias vulpinus, seguido pelo tubarão-raposa-de-olho-grande (Alopias superciliosus) e o tubarão-raposa-pelágica (Alopias pelagicus).

De modo geral, todos estes peixes têm uma nadadeira caudal longa.

O lobo superior, que seria a metade superior da cauda, tem o comprimento igual ao do restante do corpo.

Esta cauda é usada para atordoar as presas que seriam os pequenos peixes.

Outras características iguais seriam a capacidade de nadar rapidamente e de pular para fora da água.

Nenhuma das espécies oferece perigo ao ser humano porque os seus dentes são pequenos, assim como a boca.

Os indivíduos também são tímidos e calmos.

Além disso, entenda que duas espécies nadam em mares do nosso país, o tubarão-raposa-de-olho-grande e o tubarão-raposa-comum.

Saiba também que os peixes são diferentes por conta do  habitat, cor e comportamento, algo que iremos compreender a seguir:

Espécies de Tubarão Raposa

O tubarão-raposa-comum foi catalogado no ano de 1788 e também tem por nome vulgar raposo, tubarão-raposo, zorro-cauda-longa, tubarão-zorra e tubarão-zorro.

Dessa forma, a espécie é marinha e atinge um comprimento de 550 cm, além de ser nativa de Portugal.

Em segundo lugar, conheça o tubarão-raposa-de-olho-grande que também atende por zorro-de-olhos-grandes e foi listado em 1841.

A espécie conta com uma distribuição circunglobal, incluindo as regiões temperadas e tropicais, que têm uma profundidade de até 700 m.

Os indivíduos da espécie alcançam um peso de 364 kg, bem como cerca de 500 cm de comprimento total.

Como principal característica, devemos falar sobre os olhos grandes que podem ser vistos em peixes jovens ou adultos.

Os olhos grandes oferecem um campo de visão binocular e vertical ao tubarão. O que faz com que ele veja e capture as vítimas por baixo, usando a cauda.

Há também o tubarão raposa pelágica que ganhou este nome vulgar graças às regiões em que habita.

Por isso, as águas pelágicas tropicais do Oceano Pacífico e do Oceano Índico, podem abrigar a espécie.

Um ponto que diferencia os indivíduos desta espécie seria o seu comprimento total de 3 m, o que faz com que seja o menor membro do gênero.

Também alcança 70 kg de peso e a cor na região dorsal seria azulada mais “viva”, quando comparamos com as outras espécies.

Por fim, os peixes têm a idade máxima de 29 anos.

Reprodução

A reprodução do Tubarão Raposa pode variar de acordo com a espécie. Mas acredita-se que os machos fiquem maduros sexualmente a partir dos 2 m, quando alcançam de 3 a 6 anos de idade.

As fêmeas também podem ficar maduras a partir dos 2 m de comprimento, mas a idade seria de 4 a 5 anos.

Dessa forma, os peixes se reproduzem no verão e os ovos ficam dentro do corpo da fêmea até que se desenvolvam.

Elas geram 2 filhotes que nascem com cerca de 1 m.

Alimentação

A alimentação do Tubarão Raposa é composta por crustáceos e peixes de pequeno porte.

Também pode comer lulas, peixes maiores como os atuns e anchovas, aves marinhas e outras espécies de tubarões.

Desse modo, os peixes têm grande persistência na captura de suas presas.

Curiosidades

Assim, entenda a importância de conservação:

Desde 2007, todas as espécies de Tubarão Raposa estão em perigo pela União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN).

E desde o ano de 2004, estas espécies são tidas como vulneráveis à extinção.

Onde encontrar o Tubarão Raposa

Quando consideramos de uma maneira geral, as espécies ficam em profundidades e habitats parecidos.

Mas, por meio de algumas pesquisas, foi possível notar que o A. vulpinus e o A. superciliosus preferem as águas mais frias.

Já o A. pelagicus está em águas subtropicais e tropicais.

Outro ponto interessante é que muitos pesquisadores supõem que o A. vulpinus seja a espécie que suporta as menores temperaturas.

A suposição acima surgiu após os pesquisadores observarem que esta espécie fica em locais muito profundos.

Aliás, entenda que estes seriam peixes sociais que ficam em grupos de indivíduos do mesmo sexo. Eles fazem isso como proteção ou para capturar grandes vítimas.

Alguns indivíduos podem nadar próximo da superfície quando estão perseguindo presas.

Além disso, os peixes saltam para fora da água com o intuito de capturar suas vítimas.

Na maioria das vezes, os tubarões são vistos nadando a sós e ficam nas profundezas do oceano.

Informações sobre o Tubarão-raposa no Wikipédia

Gostou das informações? Deixe seu comentário logo abaixo, ele é importante para nós!

Veja também: Tubarão Branco é considerado a espécie mais perigoso do mundo

Acesse nossa Loja Virtual e confira as promoções!

Posts Relacionados

Deixe um Comentário