Pesca Gerais

Tubarão Martelo: Tem essa espécie no Brasil, está em extinção?

O nome vulgar Tubarão Martelo representa um gênero de tubarão que tem por principal característica as duas projeções aos lados da cabeça.

As projeções ficam próximas dos olhos e narinas, bem como são responsáveis pelo nome vulgar de várias espécies porquê de fato os peixes ficam parecidos com um martelo.

Nesse sentido, prossiga a leitura e compreenda todas as características do animal, incluindo distribuição e curiosidades.

Classificação:

  • Nome científico – Sphyrna lewini, S. mokarran, S. zygaena e S. tiburo;
  • Família – Sphyrnidae

Espécies de Tubarão Martelo

Em primeiro lugar, saiba que as espécies que têm por este nome vulgar medem de 0,9 a 6 m.

Portanto, acredita-se que há 9 espécies no gênero, mas iremos falar sobre as mais conhecidas:

Principais espécies

Em primeiro lugar, é interessante que você conheça o Tubarão Martelo Recortado (S. lewini).

A espécie tem uma cor marrom acinzentada, bronze ou oliva no topo do corpo, além de um tom de amarelo pálido ou branco nos lados.

Dessa forma, os jovens são diferentes dos adultos porque as pontas das barbatanas peitorais, dorsal e caudal inferior, são negras.

Por outro lado, os adultos apresentam uma cor escura somente nas pontas das barbatanas peitorais.

Dentre as características que diferenciam a espécie, entenda que a cabeça seria arqueada e marcada por um entalhe proeminente na linha média, o que nos remete o nome “recortado”.

E as barbatanas pélvicas têm margens traseiras retas.

Em contrapartida, conheça o Tubarão Martelo Panã (S. mokarran) que também tem por nome vulgar tubarão-panã ou cação-panã.

A espécie seria o maior peixe martelo da família Sphyrnidae porque consegue atingir mais de 6 m de comprimento total e 450 kg de peso.

Nesse sentido, os tubarões da espécie são importantes no comércio, pois as barbatanas são valorizadas no mercado asiático.

Como resultado, grande parte da população do tubarão-panã está diminuindo a cada dia, sendo um animal considerado ameaçado pela União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN).

tubarão martelo nadando

Demais espécies

Também devemos falar sobre o Tubarão Martelo Liso ou Cornuda (Sphyrna zygaena).

Os indivíduos têm uma cabeça larga na parte lateral, bem como os olhos e narinas ficam nas extremidades.

A característica que diferencia a espécie dos demais membros da família seria a curvatura anterior da cabeça.

Dessa forma, quando o tubarão é observado de cima, é possível conferir tal curvatura.

Também tem um tamanho interessante, pois tem em média de 2,5 a 3,5 m e pode alcançar 5 m.

Acredita-se que os indivíduos possam viver até 20 anos de idade.

Por fim, o Tubarão de Pala (Sphyrna tiburo) seria uma das menores espécies, tendo em vista que alcança somente 1,5 m.

Apesar de também atender por Tubarão Martelo, o animal tem uma cabeça em forma de pá.

Quanto aos diferenciais, entenda que os peixes são tímidos e inofensivos para o ser humano.

A espécie também tem um dimorfismo sexual aparente, visto que as fêmeas têm uma cabeça arredondada, ao mesmo tempo em que os machos possuem uma protuberância ao longo da margem anterior do cefalofólio.

Características do Tubarão Martelo

Há características que todas as espécies de Tubarão Martelo possuem algo que iremos tratar neste tópico.

Em primeiro lugar, saiba que os peixes têm um formato hidrodinâmico, uma característica que permite a maior velocidade ao girar a cabeça.

E por falar sobre a cabeça, um ponto importante é que muitos especialistas acreditavam que a forma de martelo ajudava o tubarão a conseguir comida.

Isso porque o bicho supostamente teria uma maior precisão, no momento de virar a cabeça.

No entanto, foi descoberto que a precisão se dá pelo fato de que as vértebras permitem ao animal virar a cabeça, ou seja, o formato não oferece benefícios quanto a precisão.

Mas, não pense que a forma de martelo não seria boa.

Este formato funciona como uma asa e dá muita estabilidade ao peixe no momento de nadar.

Além disso, o formato da cabeça ajuda o tubarão a ter maior cobertura dos locais usando o seu olfato.

Assim, muitas pesquisas indicam que o Tubarão Martelo tem a capacidade 10 vezes maior de detectar uma partícula na água, quando comparamos com outros tubarões.

Outra característica corporal que aprimora a precisão deste tipo de tubarão seriam os sensores eletromagnéticos ou “ampolas de Lorenzini”.

Em um local grande, os tubarões usam os sensores para identificar presas distantes.

Saiba também que a boca dos indivíduos seria pequena e eles têm o costume de nadar em grandes quantidades durante o dia, com um grupo de 100 tubarões.

No período da noite, os peixes preferem nadar a sós.

Reprodução do Tubarão Martelo

A reprodução do Tubarão Martelo ocorre todos os anos e as fêmeas geram de 20 a 40 filhotes.

Com isso, os ovos ficam dentro do corpo da mãe de 10 a 12 meses e os filhotes são alimentados por meio de um órgão parecido com o cordão umbilical dos mamíferos.

Logo após o nascimento, a fêmea e macho abandonam os filhotes.

Alimentação

As espécies são grandes predadoras e comem outros peixes e tubarões, bem como cefalópodes, lulas e raias.

Sendo assim, pode comer sardinha, cavalinha e arenque.

Uma característica importante é que algumas espécies podem comer plantas marinhas.

Recentemente foi possível conferir que o tubarão-de-pala pode se alimentar de plantas marinhas, sendo um peixe onívoro.

Curiosidades

Dentre as curiosidades, é interessante citar a ameaça de extinção das espécies de Tubarão Martelo.

Quando consideramos todas as espécies de tubarão, os martelos são os mais ameaçados. Sendo que em 2003 a população correspondia a apenas 10% do número estimado de animais em 1986.

Portanto, a aparição dos indivíduos das espécies seria algo raro, como o tubarão que foi visto em Portugal continental, ao largo de Sagres.

Onde encontrar o Tubarão Martelo

As espécies podem habitar as regiões com águas quentes e temperadas de todos os oceanos.

Por isso, preferem ficar próximas de em zonas de plataforma continental, assim, entenda a distribuição das espécies que mencionamos mais acima:

Distribuição das espécies

A princípio, o Tubarão Martelo Recortado pode estar presente no oeste do Oceano Atlântico como nos países Estados Unidos, México e Brasil.

Com relação ao Atlântico Leste, a espécie habita desde o Mar Mediterrâneo até a Namíbia.

A distribuição no Indo-Pacífico ocorre desde a África do Sul ao Mar Vermelho e no Oceano Índico, em regiões do Japão, Nova Caledônia, Havaí e Taiti.

Já o Tubarão panã é um peixe solitário que fica em áreas costeiras e em plataforma continental.

Mas, ainda não se sabe quais países ou regiões a espécie habita.

Com relação ao Tubarão-Martelo-Liso, saiba que o animal está no Oceano Atlântico.

E apesar de ser tolerante às águas temperadas, esta espécie tem o costume de fazer grandes migrações.

Nesse sentido, os peixes vão para águas mais quentes durante o inverno e também migram de águas quentes para as mais frias, no verão.

Por fim, o Tubarão-de-Pala está no Hemisfério Ocidental.

Nestas regiões a água tem uma temperatura maior, cerca de 20° C e a distribuição varia desde a Nova Inglaterra até o Golfo do México e Brasil.

Portanto, podemos incluir as regiões que abrangem desde o sul da Califórnia ao Equador.

Dessa forma, o tubarão fica na América do Norte durante o verão e migra para locais da América do Sul na primavera e outono.

Informações sobre o Tubarão-martelo no Wikipédia

Gostou das informações? Deixe seu comentário logo abaixo, ele é importante para nós!

Veja também: Tubarão Mako: Considerado um dos peixes mais rápido dos oceanos

Acesse nossa Loja Virtual e confira as promoções!

Posts Relacionados

Deixe um Comentário