Pesca Gerais

Tubarão Mangona: Tem hábito noturno, apresenta um nado calmo e lento

Tubarão Mangona nadando com os peixes

O Tubarão Mangona é uma espécie migratória e que tem grande valor no comércio mundial.

Dessa forma, o consumo da carne é feito de diversas formas e outras partes são vendidas,como as barbatanas.

Sendo assim, nos acompanhe e entenda todos os detalhes sobre o animal, incluindo a distribuição e curiosidades.

Classificação:

  • Nome científico – Carcharias taurus;
  • Família – Odontaspididae.

Características do Tubarão Mangona

O Tubarão Mangona tem um focinho pontudo e curto, olhos pequenos e dentes grandes com o formato de espinhos, além de ter por nome vulgar “tubarão touro”.

Já as barbatanas anal e dorsal são pequenas e apresentam o mesmo tamanho.

A primeira barbatana dorsal seria mais próxima da pélvica, quando comparamos com as barbatanas peitorais.

E a barbatana caudal tem um corte subterminal e um lobo ventral curto.

Em contrapartida, quando consideramos a cor do animal, saiba que ele seria marrom acinzentado, enquanto que a parte de baixo é mais clara.

Há também algumas manchas negras que começam a desaparecer quando o peixe se torna adulto.

Os indivíduos alcançam mais de 3 m de comprimento total e uma característica interessante seria que a espécie é a única dentre os tubarões a engolir e armazenar ar no estômago.

Os tubarões fazem isso a fim de manter a flutuabilidade neutra ao nadar.

Quanto à importância comercial, eles são vendidos frescos, defumados, congelados e desidratados, assim como são usados para fazer farinha de peixe.

Portanto, dentre os países que mais valorizam a carne, podemos citar o Japão.

Outras características corporais importantes no comércio seriam o óleo de fígado, barbatanas e pele.

Reprodução do Tubarão Mangona

Em primeiro lugar, devemos mencionar que a reprodução do Tubarão Mangona seria diferente dos demais animais.

As fêmeas podem acasalar com vários machos que mordem violentamente e forçam o acasalamento.

E por conta das mordidas, é comum que as fêmeas tenham uma pele mais grossa.

Logo após o acasalamento, a fêmea gera 14 filhotes que se desenvolvem dentro de ovos que ficam na barriga da mãe.

Ainda dentro da barriga, depois que o primeiro filhote sai de seu ovo, ele começa a se alimentar dos outros ovos que estavam em desenvolvimento.

Em seguida, a fêmea produz ovos inférteis a fim de alimentar os filhotes que restaram, até que eles venham sair de sua barriga.

Portanto, o Mangona já nasce independente e vive em mangues, local em que encontra abrigo contra os predadores.

Tendo em vista o comportamento canibal, é possível que um membro maior da mesma espécie ataque os filhotes.

Por fim, entenda que a espécie apresenta dimorfismo sexual porque os machos são menores que as fêmeas.

Mas, não se sabe ao certo quantos cm ou m, elas são maiores.

Alimentação

O Tubarão Mangona é considerado um excelente predador, tendo uma vantagem em relação a outros animais na cadeia alimentar.

De modo geral, esta espécie não tem muitos predadores e conta com receptores que ficam próximo da narina e o ajudam a detectar as presas.

As vítimas são notadas por meio das vibrações que emitem, denunciando sua localização exata para o tubarão.

Portanto, saiba que o Mangona come outros tubarões, caranguejos, arraias, lagostas, lulas e polvos.

Curiosidades

Apesar de possuir dentes afiados, serrilhados e um comportamento agressivo com outros animais, há poucos relatos de ataques a seres humanos.

O Tubarão Mangona tem um comportamento tímido e menos agressivo quando comparamos com o tubarão branco, por exemplo.

Com relação às migrações, entenda que o animal se desloca de um lugar para o outro a fim de realizar a reprodução ou para encontrar novas fontes de alimento.

Onde encontrar o Tubarão Mangona

A espécie habita as águas profundas de diversos oceanos com exceção das regiões do Pacífico oriental.

Portanto, quando consideramos o Indo-Pacífico Ocidental, este peixe está desde o Mar Vermelho até o largo das costas da África do Sul, bem como em regiões da Austrália, Japão e Coréia.

O Tubarão Mangona habita o Atlântico Ocidental desde o Golfo do Maine até a Argentina.

Dessa forma, existem alguns registros da espécie em Bermudas e no sul do nosso país.

Ao considerar o Atlântico Leste, o tubarão habita desde o Mediterrâneo até Camarões e no Atlântico noroeste fica nas regiões do Canadá.

Portanto, entenda que a espécie prefere habitar locais com 191 m de profundidade, além de o meio da água ou superfície.

Os peixes são vistos em cardumes pequenos ou nadam a sós.

Vulnerabilidade do Tubarão Mangona

Para encerrar, devemos falar um pouco acerca da vulnerabilidade da espécie.

De modo geral, o Mangona sofre com a pesca que ocorre para abastecer os países asiáticos como a China.

Nestes locais a carne é apreciada, tal como as barbatanas que são usadas para fazer sopa.

A prática deste tipo de pesca está ocasionando não só a diminuição da população do Tubarão Mangona, mas também de outros tipos de tubarões.

Como consequência, caso as espécies simplesmente sejam extintas, haverá um grande problema em todas as cadeias alimentares do oceano.

Nesse sentido, há programas de conservação que têm por objetivo proteger os tubarões desta espécie, proibindo a pesca em diversos locais.

Além disso, o Mangona está na lista de espécies vulneráveis.

Gostou das informações sobre o Tubarão Mangona? Deixe seu comentário logo abaixo, ele é importante para nós!

Veja também: Peixe Cação: Conheça todas informações sobre essa espécie

Acesse nossa Loja Virtual e confira as promoções!

Posts Relacionados

Deixe um Comentário