Pesca Gerais

Tubarão Mako: Considerado um dos peixes mais rápido dos oceanos

Tubarão Mako nadando

O Tubarão Mako é considerado o peixe mais rápido do mundo, além de apresentar perigos ao ser humano.

Outra característica relevante sobre este animal seria o seu valor no comércio, algo que iremos tratar ao decorrer do conteúdo.

Além disso, você poderá conferir informações sobre reprodução, alimentação e distribuição.

Classificação:

  • Nome científico – Isurus oxyrinchus;
  • Família – Lamnidae.

Características do Tubarão Mako

Esta espécie também tem por nome vulgar em nosso país, Tubarão Mako Cavala ou anequim.

Já no exterior, em regiões como Galiza e Portugal, os indivíduos têm por nome marraxo ou tubarão-sardo.

Sendo assim, entenda que este seria um tubarão fusiforme que possui grandes olhos negros.

O seu focinho seria afiado, bem como os dentes são estreitos, grandes e com forma de gancho com bordas lisas.

Dentre as características que diferenciam a espécie, saiba que os indivíduos têm barbatanas dorsal e anal pequenas.

Por outro lado, a coloração em todo o corpo seria azul metálico, sendo azul escuro na região de cima e branco na parte de baixo.

O tubarão alcança cerca de 4 m de comprimento total e 580 kg de peso.

Ou seja, a espécie é grande e a taxa de crescimento seria acelerada quando comparamos com outras espécies da mesma família.

Também é importante que você entenda que este seria o peixe mais rápido porque chega aos 88 km/h em curtas distâncias.

É ultrapassado em velocidade somente pelo atum dourado e pelo marlim, que conseguem chegar a 120 km/h.

Portanto, saiba que esta espécie também tem por nome vulgar “falcão peregrino do mar”, devido a sua velocidade.

Entenda também que o Mako tem a capacidade de manter a temperatura corporal maior do que a temperatura do próprio ambiente.

Por fim, o animal é considerado vulnerável por conta da pesca predatória.

Reprodução do Tubarão Mako

Sobre a reprodução do Tubarão Mako há poucas informações, por isso, sabemos apenas que a fêmea consegue gerar até 18 filhotes.

Elas dão à luz de 15 a 18 meses e a reprodução ocorre a cada 3 anos.

Os indivíduos nascem entre 60 e 70 cm de comprimento total e um ponto curioso é que os filhotes mais fortes simplesmente devoram os mais fracos.

Por esse motivo, há uma grande batalha pelo domínio, algo que nos indica o comportamento canibal da espécie.

Alimentação

O Tubarão Mako come peixes de alto mar e outros tubarões menores.

Também pode se alimentar de cefalópodes e presas maiores como o peixe-bico.

Já os embriões comem o saco vitelino e outros óvulos que são produzidos pela mãe.

Curiosidades

Falando inicialmente sobre os perigos que a espécie oferece ao ser humano, devemos relembrar a sua velocidade.

Com a agilidade, o animal consegue saltar para fora da água quando fisgado, algo que oferece grandes riscos aos pescadores.

Houve um caso de ataque no final do ano de 2016, no Rio Grande do Sul, em que um pescador de 32 anos foi morto por um indivíduo desta espécie.

A vítima tinha conseguido capturar o animal que o mordeu na panturrilha.

Em contrapartida, muitos estudos indicam que o Tubarão Mako não oferece grandes riscos para os seres humanos.

De acordo com uma estatística da ISAF, foi possível constatar que houveram somente 9 ataques de curto alcance em humanos.

Os 9 ataques ocorreram entre 1580 e 2017.

Além disso, houveram somente 20 ataques de barco, incluindo o do pescador que mencionamos acima.

Portanto, saiba que esta espécie seria potencialmente perigosa.

Aliás, é interessante que você entenda sobre a importância comercial do Mako.

A espécie pode ser vendida fresca, seca, salgada, defumada ou congelada porque a sua carne é de excelente qualidade.

A pele do animal também é vendida, assim como as barbatanas e o óleo que é extraído para vitaminas.

Por fim, os dentes e mandíbulas do bicho são vendidos e usados como troféus ou ornamentos.

Onde encontrar o Tubarão Mako

O Tubarão Mako está presente em mares temperados e tropicais, incluindo o Atlântico Ocidental e as regiões desde o Golfo do Maine até o sul do Brasil e Argentina.

Por isso, habita o Golfo do México e Caribe.

Quando consideramos o Atlântico Leste, os indivíduos estão presentes da Noruega à África do Sul, por isso, podemos incluir o Mediterrâneo.

A distribuição também ocorre no Indo-Pacífico em locais como o Leste da África ao Havaí e Primorskiy Kray, que fica na Federação Russa.

Além disso, há peixes na Austrália e Nova Zelândia.

Por fim, a presença no Pacífico oriental se limita às Ilhas Aleutas e ao sul da Califórnia, nos Estados Unidos, bem como o Chile.

Assim, o Mako habita águas acima de 16°C e que têm cerca de 150 m de profundidade.

Esta seria uma espécie oceânica que também é vista na costa e preferem ficar em águas quentes.

Importância do Tubarão Mako

Para encerrar o nosso conteúdo, é importante que você entenda a relevância desta espécie.

Os Makos não possuem nenhum tipo de predador, o que os tornam caçadores fundamentais.

Basicamente, este tubarão tem a capacidade de controlar a população excessiva de todas as outras espécies.

Nesse sentido, o Mako contribui positivamente para a manutenção de um ecossistema marinho complexo e diverso.

Gostou das informações sobre o Tubarão Mako? Deixe se comentário logo abaixo, ele é importante para nós!

Veja também: Tubarão Baleia: Curiosidades, características, tudo sobre essa espécie

Acesse nossa Loja Virtual e confira as promoções!

Posts Relacionados