Pesca Gerais

Tubarão Cabeça Chata é perigoso? Veja mais sobre suas características

tubarao cabeca chata

O Tubarão Cabeça Chata é considerado a espécie mais perigosa de tubarão tropical do mundo. Além de ser capaz de cobrir grandes distâncias.

De modo geral, o peixe nada 180 kg em 24 horas e pode ser mover tanto em água salgada, quanto em água doce.

E apesar de não ser uma espécie muito importante no comércio, o bicho seria bom para alimento.

Sendo assim, nos acompanhe e entenda mais características sobre o Cabeça Chata.

Classificação:

  • Nome científico – Carcharhinus leucas;
  • Família – Carcharhinidae.

Características do Tubarão Cabeça Chata

O Tubarão Cabeça Chata também atende pelo nome tubarão-do-zambeze e dentre as principais características, devemos mencionar o seguinte:

A primeira barbatana dorsal começa atrás da inserção peitoral, bem como o focinho seria mais arredondado e curto.

Já a boca é larga e os olhos são pequenos. Com relação à cor, o dorso do animal é marrom ou cinza escuro e o ventre seria branco.

Os indivíduos têm de 2,1 a 3,5 m de comprimento total e a expectativa de vida é de 14 anos de idade.

Aliás, devemos mencionar que embora não seja fundamental no comércio, a carne do peixe é vendida fresca, congelada ou defumada.

E em alguns países da Ásia, as barbatanas são usadas para fazer sopa.

A pele é usada para fazer couro, do fígado do animal sai o óleo e da carcaça, as pessoas produzem farinha para outros peixes.

Como característica final, saiba que o Cabeça Chata tem a capacidade de se desenvolver em cativeiro, por ser muito resistente.

Desse modo, os principais exemplares são exibidos em aquários públicos ou são mantidos em tanques, local em que vivem durante cerca de 15 anos.

Com isso, a demanda por esta espécie na indústria de aquário, cresceu nos últimos 20 anos, mas a importância no comércio não afetou a população selvagem.

O Tubarão Cabeça Chata oferece riscos para o ser humano, sendo considerada uma das espécies mais perigosas.

Reprodução do Tubarão Cabeça Chata

Uma curiosidade muito interessante sobre o Tubarão Cabeça Chata é que ele representa o ser vivo com maior índice de testosterona.

Assim, até mesmo as fêmeas apresentam um nível de testosterona elevado.

Com relação à reprodução, cabe citar que as fêmeas geram 13 filhotes e a gestação dura 12 meses.

Os filhotes já nascem com 70 cm de comprimento total e ficam em manguezais, bocas de rios e baías.

Com isso, os pequenos peixes nascem no final da primavera e início de verão, quando consideramos o oeste do Atlântico Norte, na Flórida e no Golfo do México.

Nas regiões da África do Sul, o nascimento também ocorre neste período.

Por outro lado, ao largo da Nicarágua, as fêmeas têm filhotes durante todo o ano e a gestação pode durar 10 meses.

O Tubarão Cabeça Chata atinge a maturidade sexual entre 10 e 15 anos. Quando tem entre 160 e 200 cm de comprimento total.

Uma característica que diferencia os machos de fêmeas é que elas têm cicatrizes de corte, ao mesmo tempo em que eles não apresentam cicatrizes de luta.

Alimentação

A dieta do Tubarão Cabeça Chata pode ter outros peixes, incluindo os tubarões de outras espécies e as arraias.

Também pode comer os indivíduos da mesma espécie, pássaros, camarões louva-a-deus, caranguejos, lulas, tartarugas marinhas, ouriços do mar, caracóis do mar, carniça de mamíferos e lixo.

Portanto, os peixes têm um comportamento territorial e atacam diversos animais, por mais que eles sejam maiores.

Curiosidades

Esta espécie tem dentes na mandíbula inferior que se parecem com pregos e tem a forma triangular.

Isso permite que o tubarão segure a presa ao mesmo tempo em que os dentes superiores a rasgam.

Aliás, o animal tem uma visão ruim, o que faz com que ele dependa de outros sentidos para atacar as vítimas.

Por esse motivo, a espécie seria perigosa em águas de baixa visibilidade.

O tubarão consegue causar grandes estragos porque chacoalha a cabeça, aumentando o ferimento da vítima.

Conforme informações divulgadas pelo International Shark Attack File (ISAF), o Tubarão Cabeça Chata é responsável por, pelo menos, 100 ataques a seres humanos em todo o mundo.

Dentre estes ataques, 27 foram fatais e acredita-se que a espécie possa ter atacado ainda mais pessoas.

Os peixes são muito temidos, assim como o tubarão branco.

Por exemplo, podemos mencionar uma série de ataques que ocorreram em Nova Jersey no ano de 1916.

Quatro das pessoas morreram em um período de 12 dias e suspeitas indicam que esta espécie é a responsável.

Assim, o Cabeça Chata é muito perigoso para o ser humano, mas os ataques em água doce são raros.

Onde encontrar o Tubarão Cabeça Chata

O Tubarão Cabeça Chata está presente em águas subtropicais e tropicais de oceanos, rios e lagos com temperatura alta.

A espécie tem a capacidade de viver em água doce ou salgada e habita as costas de praias.

A distribuição abrange as regiões do rio Mississipi, nos Estados Unidos. Encontrados no Brasil também, principalmente no Recife.

Habita também as águas fluviais, local em que consegue viver em baixa salinidade e tem o costume de atacar pessoas, sendo conhecido por “zambezi shark”.

Este nome vulgar vem do rio Zambeze, na África.

Além disso, devemos falar que embora tenha uma má fama, em algumas regiões os peixes são mais calmos.

Dentre estas regiões, cabe citar Santa Lúcia, em Cuba, local em que os mergulhadores conseguem nadar ao lado do tubarão, mas o cuidado é necessário.

Por fim, os indivíduos preferem regiões com profundidade de 30 m.

Gostou das informações sobre o Tubarão Cabeça Chata? Deixe seu comentário logo abaixo, ele é importante para nós!

Veja também: Tubarão Martelo: Tem essa espécie no Brasil, está em extinção?

Acesse nossa Loja Virtual e confira as promoções!

Posts Relacionados

Deixe um Comentário