Início Peixes Tubarão Baleia: Curiosidades, características, tudo sobre essa espécie

Tubarão Baleia: Curiosidades, características, tudo sobre essa espécie

por Otávio Vieira

O Tubarão Baleia representa uma das principais espécies que têm a capacidade de se alimentar por filtração.

Além disso, este seria o único membro da família Rhincodontidae e do gênero Rhincodon. Outras características interessantes são as seguintes: Este animal seria o maior vertebrado não mamífero existente e também alcança uma expectativa de vida de 70 anos.

Embora seu tamanho o faça parecer imponente e misterioso, o Tubarão-baleia é um peixe muito dócil. Você sabia que cada Tubarão-baleia tem um padrão de bolinhas único? Nunca há um igual ao outro, é como a impressão digital deste animal selvagem. Devido ao seu grande tamanho e ao fato de precisar de muito espaço para nadar e viver, não é uma espécie que possa ser treinada, mas deve viver livremente em seu habitat.

Portanto, prossiga a leitura e saiba mais informações sobre a espécie.

Classificação:

  • Nome científico: Rhincodon typus
  • Família: Rhincodontidae
  • Classificação: Vertebrados / Mamíferos
  • Reprodução: Vivípara
  • Alimentando: Onívoro
  • Habitat: Água
  • Ordem: Orectolobiformes
  • Gênero: Rinoceronte
  • Longevidade: 130 anos
  • Tamanho: 5,5 – 10 m
  • Peso: 19.000 kg

Características gerais do Tubarão Baleia

Seu nome científico é Rhincodon typus, mas é comumente referido como tubarão-baleia. É nomeado por sua grande semelhança física com essas grandes criaturas. Sua barriga é branca, enquanto o dorso é cinza escuro. Uma característica muito marcante e talvez a maior de todas, são suas bolinhas brancas e linhas que a recobrem acima; o que facilita a identificação.

O Peixe Tubarão Baleia foi listado no ano de 1828, logo após a captura de um exemplar com 4,6 m. A captura ocorreu na África do Sul e o seu nome vulgar de “tubarão baleia” se refere ao tamanho.

De modo geral, esta espécie alcança um comprimento tão grande quanto algumas espécies de baleia. O nome vulgar também foi concedido graças a sua forma diferenciada de se alimentar, algo que seria similar às baleias da ordem Mysticeti.

Nesse sentido, saiba que a espécie tem uma boca com a largura de 1,5 m, além de 300 a 350 fileiras de dentes minúsculos. Dentro da boca há almofadas de filtração que os peixes usam para se alimentar. Vale citar que os indivíduos têm cinco grandes pares de brânquias, assim como a cabeça seria plana e larga.

Já os olhos do bicho são pequenos e ele conta com uma cor cinza no corpo, enquanto que o ventre seria branco. Há manchas e listras da cor branca ou amarelada em todo o corpo e o padrão seria único para cada indivíduo.

Aliás, tem 3 protuberâncias proeminentes na lateral do corpo, como também a sua pele tem até 10 cm de espessura. Por fim, o maior exemplar foi capturado com 12,65 m e um peso de 21,5 toneladas. Há histórias que dizem que exemplares de até 20 metros já foram vistos, mas não é comprovado cientificamente.

Tubarão Baleia

Tubarão Baleia

Reprodução do Tubarão Baleia

Ainda há poucas informações acerca da reprodução do Peixe Tubarão Baleia, mas com a captura de uma fêmea grávida de 300 filhotes, foi possível conferir o seguinte: É comum que os ovos fiquem dentro do corpo da fêmea e elas dão a luz a filhotes com cerca de 60 cm de comprimento. Nesse sentido, muitos estudos indicam que os filhotes não nascem todos de uma vez.

Isso significa que a fêmea tem a capacidade de reter esperma de um acasalamento e produzir um fluxo constante de filhotes durante um longo período.

São animais longevos que podem viver mais de 100 anos. Atingem a maturidade sexual aos 30 anos de idade, pelo que a sua reprodução é muito tardia e ocasional. Anteriormente pensava-se que eram animais vivíparos, depois os cientistas chegaram à conclusão de que são ovíparos, mas hoje sabe-se que eles realmente se reproduzem de forma ovovivípara; isto é, a fêmea carrega os ovos dentro de seu útero e, quando estão totalmente desenvolvidos, eclodem dentro da mãe, permanecendo os filhotes lá por um tempo antes do parto.

Mas como há tão pouca informação sobre esses peixes, não se sabe exatamente quanto tempo dura o período de gestação. Ao nascer, os pequenos tubarões estão totalmente formados, mas têm cerca de 40 a 60 centímetros de comprimento; embora espécimes recém-nascidos raramente tenham sido vistos.

Alimentação: o que come o Tubarão-baleia

Aí vem um fato muito curioso sobre esse tipo de tubarão. Geralmente conhecemos os tubarões por serem excelentes predadores; e com seus dentes afiados são capazes de dilacerar suas presas. No entanto, este animal é muito diferente. Sua forma de alimentação é por sucção, para a qual engole pequenos seres, sejam de origem animal ou vegetal; então podemos dizer que tem características onívoras.

O Peixe Tubarão Baleia é um filtrador e somente esta e mais duas espécies de tubarão possuem a capacidade. As outras espécies seriam o tubarão elefante e o tubarão boca grande. Portanto, a alimentação por meio da filtração seria quando o animal abre a boca e nada para frente.

Com isso, ele empurra tanto a água quanto a comida, para dentro da boca e consegue expulsar a água através das brânquias. Isto é, o peixe consegue separar o alimento da água.

Dessa forma, os indivíduos comem plâncton, incluindo copépodes, krill, larvas de caranguejos, lulas, peixes e ovos de peixes. Os tubarões também são grandes predadores de ovos. Por isso, os indivíduos simplesmente aproveitam para comer as nuvens de ovos que são produzidos na desova de outras espécies.

Curiosidades sobre a espécie

Dentre as curiosidades sobre o Peixe Tubarão Baleia, cabe citar o seu costume de migração. De acordo com um estudo que analisou a migração de um tubarão baleia no ano de 2018, o indivíduo conseguiu viajar mais de 19.000 km. Basicamente esta migração em específico ocorreu do Oceano Pacífico até o Indo-Pacífico.

Isto é, o animal fez migração do Panamá para uma área próxima às Filipinas. E diversos outros indivíduos da espécie já foram observados e de fato conseguiram alcançar distâncias impressionantes. Com isso, é possível afirmar que as agregações sazonais da espécie ocorrem todos os anos, em especial entre os meses de maio e setembro.

Outra curiosidade interessante sobre o tubarão baleia seria a sua interação com os seres humanos. Embora tenha um tamanho grande, a espécie não apresenta nenhum tipo de perigo ao ser humano. De modo geral, os peixes são dóceis e chegam a permitir que o nadador toque ou nade ao seu lado.

Houve até casos de tubarões que brincaram com mergulhadores, algo que nos comprova que o animal não nos oferece risco. Mas, certamente devemos ter muito cuidado.

Esses animais silvestres possuem 5 pares de brânquias, para que possam extrair o oxigênio presente na água; Isso acontece graças aos vasos sanguíneos que eles possuem.

Habitat: onde encontrar o Tubarão Baleia

O Peixe Tubarão Baleia está presente em águas abertas oceânicas tropicais, ou seja, os mares tropicais e temperados. Por isso, nada em mar aberto e prefere os locais com profundidade de até 1.800 m.

Algumas regiões em que a espécie está presente podem ser sul e leste da África do Sul e Ilha de Santa Helena. Austrália Ocidental, Índia, Filipinas, México, Maldivas, Indonésia, Golfo de Tadjoura no Djibuti e mar da Arábia também são alguns locais comuns para ver o tubarão. Porém, saiba que a distribuição pode ocorrer em vários locais do mundo, o que torna impossível citarmos todos.

Os tubarões-baleia gostam das águas quentes dos oceanos tropicais, onde têm muito espaço para nadar e muitos animais minúsculos para se alimentar.

Eles se sentem confortáveis ​​em temperaturas entre 21 e 30 graus Celsius. Os tubarões-baleia não são animais territoriais, então eles são livres para nadar como quiserem. Mas claro, eles sempre vão procurar lugares onde haja comida e uma boa temperatura.

Tubarão-baleia

Tubarão-baleia

Estado de conservação da espécie

Infelizmente, os Tubarões-baleia estão em perigo de extinção, pois são caçados por sua carne, que é muito procurada na Ásia. Além do fato de suas barbatanas serem utilizadas em um caldo que classificam como afrodisíaco. E acrescentando que, como sua reprodução é tardia, é muito difícil repor os espécimes falecidos. No entanto, esta espécie é protegida pelo NOM – 050 – SEMARNAT – 2010.

A interação desses animais com os humanos é muito tranquila. Muitos mergulhadores adoram nadar com eles, pois possuem uma natureza muito dócil. Embora ainda sejam animais selvagens porque no dia a dia, não estão aptos a ficar perto dos humanos.

Afinal, eles são baleias ou tubarões?

Muitas pessoas pensam que esses animais, por terem o nome de Tubarão-baleia, pertencem à espécie das baleias. E a resposta é não. Esse nome foi dado a ele simplesmente por causa de sua aparência semelhante a esses mamíferos, mas eles não pertencem à mesma família.

Os tubarões são peixes, as baleias são mamíferos, porque amamentam seus filhotes, o que os tubarões não fazem. Outra característica que diferencia essas espécies é que as baleias respiram graças aos pulmões; os tubarões obtêm oxigênio com a ajuda de suas guelras.

Quais sãos os principais predadores do Tubarão-baleia?

Por serem tão grandes, não possuem uma grande lista de predadores. No entanto, suas ameaças naturais são as Orcas e outros tubarões, como o Tubarão Branco. Não é muito bom para se defender, pois são muito passivos e possuem dentes muito pequenos. Apesar disso, podemos dizer que sua principal ameaça são os humanos, sendo caçados de forma injusta e agressiva em diversos continentes.

Entra sobre o período de vida

Estima-se que esses belos animais possam viver entre 60 e 100 anos. Segundo certas investigações, os Tubarões-baleia estão presentes na Terra há 60 milhões de anos; sendo os únicos remanescentes da família pré-histórica Rhincodontidae.

Informações sobre o Tubarão-baleia no Wikipédia

Gostou das informações? Deixe seu comentário logo abaixo, ele é importante para nós!

Veja também: Peixe-boi: Conheça todas informações sobre essa espécie

Acesse nossa Loja Virtual e confira as promoções!

Youtube Video

Caixa de Comentários do Facebook

Deixe um comentário