Início » Seriema: alimentação, características, curiosidades e sua reprodução

Seriema: alimentação, características, curiosidades e sua reprodução

por Otávio Vieira

Seriema, sariama, çariama, siriema e seriema-de-perna-vermelha são nomes vulgares que representam uma ave predadora e terrestre.

Esta é uma ave diurna, territorial e cautelosa, além de ser vista como sedentária porque não tem um padrão migratório distinto.

Muito conhecida pelo canto e pelo hábito de caminha no chão.

O nome Seriema é de origem tupi, que significa crista erguida ou seja, levantada. Considerada a ave símbolo do estado de Minas Gerais.

Também é um animal solitário que vive em pares e grupos somente com os membros da família, entenda mais informações a seguir:

Classificação:

  • Nome científico – Cariama cristata;
  • Família – Cariamidae.

Características da Seriema

A seriema tem entre 75 e 90 cm de comprimento total, incluindo uma massa de 1,5 a 2,2 kg.

A espécie tem pernas, cauda e pescoço alongados, assim como a sua plumagem tem um tom de marrom-acinzentado.

Também há uma faixa delicada marrom-escuro por todo o corpo, tal como a cabeça, peito e pescoço são marrons-claro.

Além disso, é possível notar um tom claro na barriga e uma barra preta subterminal na cauda que, por sua vez, tem a ponta branca.

Já as pernas tem a cor salmão, o bico seria avermelhado e olhos pretos.

Um penacho “crista” distinto em forma de leque pode ser visto porque saem penas suaves da base do bico do animal.

Esta também é uma das únicas aves que têm pestanas, pois conta com cílios pretos nas pálpebras superiores.

Em contrapartida, vale falar mais sobre o comportamento da espécie.

Normalmente a ave não voa, passando grande parte do tempo caminhando no solo, procurando suas presas.

Tem a capacidade de correr mais rápido que o ser humano (25 km/h) e para defender o território, pode haver confronto agonístico entre indivíduos.

Estes confrontos são iniciados por duetos de vocalização e seguidos por corridas curtas e voos em direção ao intruso.

Aliás, pode ser que haja o ataque com o bico ou com as garras.

Qual a diferença da Siriema macho e fêmea?

No geral, os machos têm um tom mais escuro de cinza por todo corpo, ao mesmo tempo em que elas são mais amareladas.

Seriema Cariama cristata

Reprodução da Seriema

A seriema é monogâmica, ou seja, macho e fêmea têm somente um parceiro.

Em um contexto de natureza, a estação reprodutiva está relacionada aos meses chuvosos de fevereiro a julho no nordeste do nosso país.

Já no centro do Brasil, a reprodução ocorre de setembro a janeiro e na Argentina, entre novembro e dezembro.

A espécie normalmente faz o ninho em arbustos ou árvores baixas para que o casal seja capaz de alcançar por meio de pulos curtos.

Eles também podem bater as asas de forma rápida e leve ao invés de voar a fim de chegar ao ninho.

Dessa forma, são colocados até 3 ovos manchados e macho e fêmea os chocam por até 29 dias.

Os pequenos nascem cobertos por uma longa penugem parda pálida com manchas pardas, têm pés cinza-escuros e um bico pardo-escuro.

Somente com 12 dias de vida os filhotes saem do ninho e neste momento, eles podem emitir um chamado semelhante ao canto dos adultos, apesar de ser mais fraco.

Com até 5 meses, os filhotes ganham a plumagem adulta.

Siriema

O que a Seriema come?

Por ser onívora, a espécie se alimenta de diferentes classes alimentícias e tem uma dieta menos restrita que a dos carnívoros ou herbívoros. Tem um cardápio amplo, comem de tudo

São aves muito famosas por serem caçadoras de serpentes. E de fato é verdade elas capturam cobras.

Mas, há uma preferência pelos artrópodes como besouros, gafanhotos, aranhas e formigas.

Também vale destacar os lagartos, larvas de insetos, anfíbios, serpentes roedores e outros tipos de vertebrados de pequeno porte.

Em algumas ocasiões, a matéria vegetal como as frutas silvestres, goma e milho, também fazem parte da dieta.

Por fim, pode comer ovos ou filhotes de outras aves.

Nesse sentido, o animal come sozinho, em pares ou pequenos grupos familiares e a busca pela comida é feita na vegetação rasteira ou no solo.

Já para caçar os pequenos vertebrados, é comum agarrá-los com o bico e golpeá-los contra o solo antes de desmembrá-los com o uso das garras.

Aliás, qualquer animal pequeno que der mole perto da Seriema, pode virar uma presa.

Curiosidades

Saiba mais informações sobre o estado de conservação da seriema.

A espécie não está ameaçada, apesar de algumas características como o desaparecimento no Uruguai.

Os indivíduos também não são vistos no extremo sul do nosso país e uma população que habita o nordeste da Argentina está sendo pressionada pela destruição do habitat e pela caça.

Mas, a distribuição é ampla e a situação da espécie é “pouco preocupante” na Lista Vermelha da IUCN.

De outro modo, é interessante trazer como curiosidade a vocalização.

A vocalização é feita completamente ao amanhecer e em um grau menor, durante ao anoitecer.

Além disso, há a possibilidade de ocorrer de forma irregular ao decorrer do dia.

Portanto, a vocalização é como um canto no qual a ave dobra o pescoço, fazendo com que a cabeça toque as costas a fim de cantar mais alto.

Quando estão em família, uma ave inicia a sua música logo após o outro terminar ou eles cantam de maneira simultânea.

A vocalização é ouvida a mais de um quilômetro de distância.

No Parque Nacional das Emas, entre 1981 e 1982, foi possível observar que quatro indivíduos cantavam ao mesmo tempo e estes tinham um padrão de canção.

Mas, a canção nem sempre é a mesma, visto que quando o animal está irritado, podemos ouvir um rosnado.

E quando descansa ou durante o galanteio, emite um rangido.

As Seriemas são as últimas representantes vivas das famosas linhagens das Aves Terror. Que eram aves carnívoras gigantes que habitavam as Américas, extintas a alguns milhares de anos. Eu digo que são as últimas representantes, pois as Seriemas e as Aves do Terror, pertencem a mesma ordem: Cariamiformes.

Então se você gostaria de imaginar como era uma Ave Terror na natureza basta olhar para as nossas Seriemas. Não vai ser difícil de imaginar

Siriema

Onde encontrar

Quando falamos sobre o nosso país, a seriema vive em grande parte das regiões sul, sudeste, nordeste e central.

À vista disso, podemos incluir os lugares como Paraíba, Ceará e o sul do Piauí, até o oeste de Mato Grosso (Chapada dos Parecis).

Também é interessante citar o sul do Pará, em especial a serra do Cachimbo.

Por outro lado, os exemplares também estão no Paraguai, Uruguai, nordeste da Argentina, leste dos Andes, sul até San Luis, La Pampa, norte de Santa Fé e Entre Ríos.

Aliás, há populações na Bolívia oriental em Santa Cruz (Buena Vista).

Portanto, ao tratar de modo geral, a espécie vive em elevações de até 2.000 m na Argentina e no sudeste do Brasil.

No que diz respeito ao habitat, os indivíduos estão em florestas abertas, savanas, cerrados, áreas recém desmatadas, pastagens e campos.

Por isso, o Chaco, Caatinga, Cerrado e Pantanal são locais que abrigam a espécie.

Gostou das informações? Deixe seu comentário logo abaixo, ele é importante para nós!

Informações sobre a Seriema no Wikipédia

Veja também: Colhereiro: espécies, características, reprodução e habitat

Acesse nossa Loja Virtual e confira as promoções!

Caixa de Comentários do Facebook

Você pode gostar

Deixe um comentário

2 comentários

Oneisson Braga 21 de dezembro de 2021 - 8:01

Excelente materia

Responder
Otávio Vieira 26 de dezembro de 2021 - 14:43

Obrigado Oneisson

Responder