Início AnimaisPet Porquinho-da-índia: características, reprodução, alimentação e curiosidades

Porquinho-da-índia: características, reprodução, alimentação e curiosidades

por Otávio Vieira

O porquinho-da-índia é uma espécie de roedor que também atende pelos seguintes nomes vulgares:

Cobaia, cuy, preá, preá-do-reino, sauiá-cobaia ou até mesmo coelho-da-índia.

Nativo dos Andes, na América do Sul, o animal foi domesticado inicialmente para a alimentação dos incas e outros povos indígenas, fazendo com que não existam mais naturalmente na natureza.

A seguir, você poderá entender todas as características das espécies, além dos principais cuidados para a criação em cativeiro.

Classificação

  • Nome científico – Cavia porcellus;
  • Família – Caviidae.

Características do Porquinho-da-índia

Apesar de alguns indivíduos terem 10 anos de vida, o porquinho-da-índia vive entre 4 e 6 anos.

Mas, o recorde de longevidade pertence a um exemplar de nome Snowball, que morreu com 14 anos e 10 meses no ano de 1979.

Em uma matéria do site britânico Grimsby Live, havia uma porquinha de nome Ursa e que em 2019 completou 13 anos.

A tutora espera que Ursa supere o recorde de Snowball.

Com relação aos seus hábitos, saiba que são territoriais e sociáveis, além de serem dóceis.

O porquinho da índia morde somente quando é perturbado ou se sente ameaçado.

Na fase adulta, a fêmea é menor do que o macho, além de ser mais leve, tendo 20 cm e pesando de 900 a 1200 gramas.

Já os machos medem 25 cm e o peso está entre 1200 e 1500 gramas.

porquinho-da-india

Reprodução do Porquinho-da-índia

Pode correr durante todo o ano, sendo que de 2 a 6 filhotes nascem por ninhada.

Para o primeiro acasalamento, é importante que o porquinho-da-índia macho tenha até 4 meses e a fêmea 7.

A gestação tem um período de 59 a 72 dias, mas a média é de 62, bem como os pequenos nascem com 7,62 cm.

Com 3 semanas de vida, os filhotes são desmamados.

Alimentação

Esta é uma espécie totalmente herbívora, por isso, as verduras, frutas, capim fresco e o feno são importantes na dieta.

Portanto, o feno deve estar fresco, sem pó e de qualidade, tal como é possível dar os seguintes vegetais:

Almeirão, acelga, alcachofra, brócolis (talo e as folhas), abóbora, cenoura, aipo, repolho verde, couve-de-bruxelas, pimentão verde ou amarelo, espinafre, berinjela, catalonha, cânones, pepino, couve-flor, abobrinha, rúcula e endívia.

Caso o seu pet precise ganhar peso, dê a ele endívia, abóbora ou catalonha.

Por outro lado, caso seja necessário o emagrecimento, dê berinjela, pepino e abobrinha.

A alcachofra é boa para o fígado, ao mesmo tempo em que a acelga ajuda indivíduos com problemas nos rins ou trato urinário.

Devemos destacar que a alface pode causar diarreia crônica no porquinho-da-índia, por isso, não pode ser dada.

Com relação às frutas, saiba que elas devem ser dadas em pouca quantidade e no máximo 4 vezes por semana.

Retire todas as sementes e pele, das seguintes frutas:

Maçã vermelha, tomate, melão, nectarina, laranja, pera, ameixa, nêspera, pêssego, mexerica, mirtilo, manga, banana, damasco, mamão, melancia, morango, cereja, ananá e kiwi.

Para hidratar, dê ao roedor melancia e melão, já a maçã e o kiwi são bons para a prisão de ventre, porém sem o excesso.

Para evitar o excesso de gases, que seria um problema comum na espécie, dê abacaxi, uma fruta que melhora o sistema digestivo.

Por fim, alguns pais humanos preferem dar ao roedor ração própria que pode ser comprada em pet shops especializados.

porquinho da índia

Sons e ruídos

Além de entender mais sobre a alimentação do porquinho-da-índia, é importante saber como ele se comunica com você:

  • UIK!!!! – geralmente é um grito agudo que demonstra dor, medo ou o desespero do animal;
  • Uik, Uik! – um pedido de comida ou de atenção, normalmente emitido quando o tutor abre uma sacola de verdura ou a porta da geladeira;
  • Drrr – quando o pet escuta um som desconhecido e desagradável, sinal de alerta;
  • Purrr – parecido com o ronronar dos gatos e indica alegria, prazer e segurança;
  • Chorinho – indicando ao tutor que não quer mais ficar no colo;
  • Bater os dentes – som de ameaça e que demonstra irritação ou defesa do território;
  • Resmungo baixo – conversa entre os porquinhos ou entre o pet e seu dono.

Criação doméstica do Porquinho-da-índia

A criação pode ser diferente em cada região do nosso país.

Por exemplo, o pet é criado em quintais, devido ao espaço disponível nas residências do nordeste.

Já nos centros urbanos, em especial, no sudeste e sul do Brasil, o porquinho-da-índia é vive em gaiolas no interior de apartamentos ou de casas sem quintais com grama ou terra.

Como resultado, foram desenvolvidos alguns grupos de ajuda a fim de socorrer os novos tutores, orientando-os desde a construção do habitat do roedor até a indicação de apetrechos e ração.

Dentre estes grupos, podemos destacar a Sociedade Brasileira dos Porquinhos da Índia, Amamos Porquinhos-da-Índia, Porquinhos-da-Índia Brasil, Doações e Informações de Porquinho da Índia.

Todos estes grupos estão presentes nas redes sociais e podem ajudar na criação do seu pet.

Além disso, no Youtube você encontra canais como Kazoku Pig, Roedores e Coelhos, além de Quase-Mineira.

Há também um aplicativo de nome “Diário das Porquinhas”.

Em contrapartida, podemos citar alguns comportamentos comuns dos pets quando são adotados:

Na natureza, este roedor é uma presa, algo que é refletido no seu comportamento em cativeiro.

Assim, o animal pode fugir de você nos primeiros dias, sendo fundamental fazer a socialização.

Quando você levar o pet para casa, aproxime-se aos poucos e deixe a gaiola em um local visível para que a interação seja diária.

Aos poucos, coloque a mão nas grades e dentro da gaiola, dando ao porquinho os seus alimentos preferidos.

A partir do momento em que ele estiver acostumado com a sua presença, pegue-o no colo e faça carinho.

Também é importante falar o seguinte:

Embora o animal tenha natureza carinhosa, não é bom para crianças pequenas porque é muito assustado e frágil.

porquinho da índia

Saúde do Porquinho-da-índia

Uma doença que pode acometer a espécie seria a pododermatite ulcerativa, uma infecção que afeta as patinhas e pode ser fatal.

As principais causas da infecção são os pisos totalmente inadequados de alojamentos.

Por exemplo, os pisos duros ou sujos, bem como as jaulas de grades ou gaiola que tem pisos em malha de arame.

Além disso, a falta de higiene afeta os pets, como as camas ensopadas com urina, que também causam lesões na cauda.

Como forma de tratamento, é importante identificar a origem do problema.

Alguns tutores devem eliminar as grades ou cobri-las com uma tábua, juntamente com um piso suave como um pano acolchoado.

No que diz respeito às lesões, saiba que elas são tratadas com CHX diluída ou uma solução de iodopovidona, aplicando também antissépticos como sulfadiazina de prata ou mupirocina.

Mas, caso note algum problema com o porquinho-da-índia, leve-o ao veterinário para ter certeza de como o tratamento deve ser feito.

Isso porque em alguns casos, o cuidado com a higiene, troca do piso e medicamentos, não são suficientes.

Sendo assim, pode ser que o animal precise de cirurgia.

Porquinho-da-índia

O que um porquinho-da-índia precisa?

Além de ter o cuidado com o piso, busque por modelos de gaiolas que tenham as paredes vazadas.

Dessa forma, o interior da casinha não fica quente, afinal, estes são pets muito suscetíveis às mudanças de temperatura.

No geral, é bom que a gaiola tenha um tamanho de pelo menos 90 x 46 x 56 cm, juntamente com um piso sólido e uma forração fofa.

Em contrapartida, sempre tenha em mente que estes são pets ativos e que ficam acordados em média 20 horas por dia.

Portanto, solte o porquinho-da-índia em um lugar seguro e com a temperatura amena a fim de que ele se exercite.

Esta é a melhor opção caso o pet não tenha um local apropriado com brinquedos para roedores como rampas e túneis para se exercitar.

Por fim, tenha cuidado com a saúde bucal do animal.

Os dentes do porquinho da índia nunca param de crescer, sendo fundamental a mastigação e a trituração do feno para a manutenção de dentes saudáveis.

Gostou das informações? Deixe seu comentário logo abaixo, ele é muito importante!

Informações sobre o Porquinho-da-índia no Wikipédia

Veja também: Quais as principais diferenças entre tartarugas, cágados e jabutis

Acesse nossa Loja Virtual e confira as promoções!

Caixa de Comentários do Facebook

Você pode gostar

Deixe um comentário