Pesca Gerais

Pescaria de Tucunaré: Dicas e informações para aumentar os resultados

A pescaria de Tucunaré é realizada com iscas naturais ou artificiais, embarcado ou desembarcado.

Vamos falar mais sobre a pesca com iscas artificiais, pois é a modalidade que exige maior conhecimento técnico, além de ser a mais esportiva e dinâmica.

Além de outros detalhes o arremesso deve ser preciso. O equipamento bem dimensionado para a pescaria. E às vezes devemos insistir num ponto com bom potencial, inclusive trocando de iscas e alternando movimentos e velocidade de recolhimento.

Nosso objetivo é proporcionar ao pescador dicas de como pode ser feita a pescaria de Tucunarés nas mais diferentes situações e com os mais variados tipos de equipamentos.

Entregar ao leitor algumas dicas e técnicas para aprimorar os seus conhecimentos na pesca do Tucunaré.

Arremessar com precisão

A importância do arremesso é fundamental para se obter bons resultados na pescaria de Tucunarés.

Como o tucunaré normalmente fica à espreita de suas presas próximo à estruturas existentes na água, por exemplo: troncos, galhadas, pedras, vegetações e outras, um bom arremesso pode atraí-lo mais rapidamente.

Quanto mais próximo da estrutura for o arremesso ou a passada da isca, maiores as chances do peixe atacar a sua isca artificial.

Além disso, um arremesso preciso significa menos enroscos também. O enrosco, com certeza diminui a chances de captura do peixe, porque você vai espantar um possível cardume.

Portanto, treine bastante a pontaria do seu arremesso antes de defrontar com o Tucunaré.

Inicialmente, regule a sua carretilha para o peso da isca que será utilizada.

Esse procedimento diminui a incidência das indesejáveis cabeleiras. Deixe a sua isca com no máximo 10 cm da ponta da vara, aponte a vara para o alvo e faça um movimento ida-e-volta como um estilingue. Com a força do peso da isca galeando a sua vara, solte a linha para que ganhe velocidade.

Não deixe que o seu arremesso vá para o alto. Quanto mais embaixo você iniciar o arremesso no sentido do alvo, mais preciso será o seu arremesso. Coloque a vara defronte ao seu rosto e deixe a sua cabeça como o limite do movimento para iniciar o arremesso.

A dica básica para aprender arremessar é a persistência. Como é um movimento repetitivo, o aprendizado é rápido e fácil, desde que haja bastante treino e disciplina.

Pescaria de Tucunaré

Equipamentos para pescaria de Tucunaré

A principal característica do tucunaré é a de correr em direção ao enrosco toda vez que é fisgado para tentar se livrar dos anzóis. Ao passar pelas estruturas, desgasta a linha e na sua arrancada pode rompê-la, abrir as garateias, argolas, nós ou snaps.

Essa verdadeira batalha tipo cabo de guerra que travamos com o peixe exige do pescador cuidados especiais com o equipamento para não ter surpresas.

Como exemplo, uma represa com exemplares até 3 kg no máximo, com estruturas bem definidas como pauleiras, pedrais, galhadas etc. Para fazer uma pescaria desse porte, é indicado o uso de varas de 14 a 17 libras munidos de linhas de multifilamento de até 20lb.

Porém, o certo é analisar a situação da pesca encontrada. Por exemplo, uma pescaria em pauleiras fechadas, a não utilização de material mais “pesados”, como por exemplo, uma vara 20 libras e linha equivalente, faz com que as chances de tirar um peixe de mais de 2 kg dessa estrutura seja uma verdadeira loteria.

Essa batalha que travamos para que o peixe não vá para o enrosco e não comprometa o ponto de pesca é que deve ser levada em conta, principalmente quando optamos por um material mais adequado.

Portanto, as sugestões de equipamento abaixo servem como parâmetro para a pescaria em situações extremas.

Mas não se esqueça. Os grandes exemplares só são grandes porque desenvolveram mecanismos de defesa que permitiram alcançar esse tamanho, e muitas vezes são eles que buscamos.

Portanto, seja cauteloso. Mesmo se a incidência de peixes pequenos for tão grande que o leve a repensar seu equipamento, sempre lembre-se que você deve estar preparado para capturar aquele troféu com sucesso.

tucunaré azul gigante nadando

Linhas e varas de pesca para pescaria de Tucunaré

Na escolha da linha de pesca, invista nos modelos menos elásticos que favorecem uma fisgada mais firme e forte.

As linhas de multifilamento são excelentes para a pescaria de Tucunaré, pois possibilitam uma ótima movimentação das iscas, permitem uma boa fisgada e auxiliam na fuga do peixe para junto das estruturas.

Na “briga” como Tucunaré, evite bambear a linha evitando assim, que ele consiga se livrar da isca artificial.

Antes da pescaria verifique se a linha está está esgarçada e ou se tem algum ponto de ruptura.

Escolha uma sempre uma boa vara, por exemplo: ação média/rápida, que sejam principalmente fortes e leves. É importante também que tenham passadores de qualidade e uma boa ação de ponta para facilitar os arremessos.

Os molinetes ou carretilhas devem ter boa relação de recolhimento entre 5,5 a 8,0:1, boa capacidade de tração e serem leves e equilibradas no conjunto com a vara de pesca.

Procure substituir as garateias e argolas por outras mais reforçadas e os snaps devem ser obrigatoriamente de qualidade, evitando assim uma possível perda do seu troféu.

A utilização de um leader com linha mais forte também auxilia a batalha, pois evitará que a linha principal se rompa no contato com o enrosco.

Abaixo algumas sugestões de materiais conforme as regiões de pesca.

Sugestões de Conjuntos de Pesca

Norte – Amazônia e adjacências

  • Vara de 12-25 ou 12-30 libras, ação rápida, com casting de até 1 oz com tamanhos entre 5´6″ a 6´
  • Carretilha ou molinete carregado com linha de bitola entre 0,44 a 0,65 mm com leader de 0,60 a 0,70 mm
  • Iscas artificiais com garateias reforçadas tipo 5x ou 6x hoje comuns no mercado, argolas e snaps reforçados.

Centro-Oeste/Sudeste (Três Marias, Itumbiara, Serra da Mesa, Araguaia, Lago do Peixe)

  • Vara de 10-20, 12-20 ou 10-25 libras, ação média/rápida, com casting de ¾ oz, de 5´6¨a 6´
  • Carretilha ou molinete carregado com linha de bitola entre 0,25 a 0,45 mm. munido de leader 0,42 a 0,60mm.
  • Iscas artificiais com garateias reforçadas tipo 3x ou 4x, argolas e snaps reforçados.

Sul (Rio Grande, Paraná, e outros)

  • Vara de 10-17, 8-20 ou 10-20 libras, ação média/rápida, com casting até ¾ oz. de 5´6″ a 6´
  • Carretilha ou molinete carregado com linha entre 0,35 a 0,40 mm munido de leader 0,50mm.
  • Iscas com garateias reforçadas tipo 3x ou 4x, argolas e snaps reforçados.

Informações sobre o Tucunaré no Wikipédia

Gostou das informações sobre pescaria de Tucunaré? Deixe seu comentário logo abaixo, ele é importante para nós!

Veja também: Acessórios de pesca: Quais são e como devo usar na pescaria

Acesse nossa Loja Virtual e confira as promoções!

Posts Relacionados

Deixe um Comentário