Pesca Gerais

Pesca de Bagre: Dicas e informações de como capturar o peixe

A pesca de bagre envolve características como a escolha dos equipamentos adequados e o melhor local.

Também é possível que o pescador crie um sistema para facilitar a pesca desta espécie.

Sendo assim, nos acompanhe e compreenda todos os detalhes sobre os bagres e como realizar a pesca de forma proveitosa.

Conhecendo os Bagres

O Bagre é uma designação dada aos peixes da ordem Siluriformes.

Por isso, há 2200 espécies de bagres e os pescadores conseguem reconhecê-los facilmente.

Isso porque os bagres têm corpo em formato de cone, cabeça achatada e bigodes ou barbilhões nas laterais da boca.

Assim, os bagres são peixes de couro, por isso não têm escamas.

Temos um post com ótimas informações sobre:  Peixes sem Escamas e com Escamas, informações e principais diferenças

Além disso, eles são classificados em quase 40 famílias e encontrados em todo o mundo, em especial na América do Sul.

Com relação as suas características, estes peixes têm hábitos de vida noturnos, pois eles vivem próximo ao fundo de águas escuras e barrentas de rios, açudes, córregos e represas.

Além disso, o Bagre também pode ser conhecido como “jundiá” e “cambeba”, dependendo da região.

Também é um peixe que habita água doce e água salgada, podendo alcançar um tamanho de 50 centímetros e até 2 quilos.

Por fim, os bagres são predadores, ou seja, se alimentam de outras espécies de peixes, artrópodes e também de vermes.

Inclusive, o pescador pode identificá-lo analisando a coloração do dorso e ventre que é acinzentada ou amarelada.

Neste conteúdo iremos citar como é possível facilitar a pesca de bagre, oferecendo dicas com relação à escolha de materiais e o local.
Pescador Johnny Hoffmann com um belo Jundiá, o bagre onça!

Como realizar a pesca de Bagre

A Pescaria de bagre, assim como a de qualquer peixe, deve ser feita com a utilização de algumas técnicas.

Entretanto, cada espécie tem seu comportamento específico, e é interessante que o bom pescador se prepare antes de ir à pesca.

Dessa maneira, ao decorrer deste tópico, iremos falar sobre estas técnicas e incluir dicas, vamos lá:

Escolha dos equipamentos

Primeiro de tudo, você precisa conhecer com detalhes quais os equipamentos e materiais adequados.

Sendo assim, cabe citar que para a pesca de bagre, é essencial o uso de equipamentos leves.

Com isso, será possível sentir a fisgada do peixe com facilidade.

Com relação à vara, por exemplo, opte por um modelo mais sensível, como a vara telescópica.

Dessa forma, uma dica muito interessante é que você também carregue uma vara reserva, em especial se o local tem peixes muito brutos.

Assim, você evita que a pesca seja interrompida devido a quebra de algum equipamento.

Quanto à linha, entenda que isso depende de suas preferências.

Existem pescadores que preferem espessuras de 0,20 milímetros, apesar de ser muito fina e consequentemente facilitando o rompimento.

Se não estiver preparado, opte por uma pesca mais tranquila, ou seja, utilize linhas mais grossas de 0,30 e 0,40 milímetros do tipo monofilamento. Assim, você evita problemas no enrosco com possíveis rompimentos.

Carretilha ou molinete para a pescaria de Bagre?

Mas se o uso for de varas com passadores, qual seria correto, o uso de a carretilha ou o molinete para a pesca de bagre?

Bom, indicamos que você se informe na região se os bagres são de tamanho normal e se a resposta for positiva, utilize um molinete leve.

De outro modo, caso o peixe dê mais trabalho e seja maior, certamente você precisa investir em uma carretilha.

A relação na escolha entre molinete e carretilha não é uma regra, mas serve de base principalmente se o pescador for iniciante.

Já o anzol, priorize um modelo grande porque alguns bagres têm a boca maior e podem engolir o seu equipamento.

Neste conteúdo iremos citar como é possível facilitar a pesca de bagre, oferecendo dicas com relação à escolha de materiais e o local.

Assim, o tipo maruseigo com a haste longa, pode ser uma opção excelente.

Por fim, falando acerca das iscas, sempre se lembre da alimentação da espécie.

O Bagre é um predador e as iscas naturais podem chamar muito a sua atenção.

Aliás, leve em consideração que o peixe tem um olfato muito bom, isto é, iscas com odor forte, irão atraí-lo, confira alguns exemplos:

  • Fígado de frango;
  • Língua de boi;
  • Peixes pequenos;
  • Lambaris;

O melhor local e horário

Para a pesca de bagre você também precisa considerar o local ideal para encontrar o peixe, assim como, o horário.

O bagre tem uma visão limitada e se guia especialmente por meio do olfato e barbilhões. Por esse motivo, o ideal é pescar esta espécie durante a noite.

A combinação destas características beneficia principalmente o pescador que tem uma maior facilidade para capturar o peixe.

Inclusive, quanto mais barrenta e escura a água de rios, açudes, córregos e represas estiver, mais fácil será a pesca.

Basicamente é possível capturar a espécie durante todo o ano.

Montagem para a pesca de Bagre

Agora vamos falar sobre uma montagem simples com chumbada para a pesca de bagre. Assim, o sistema pode lhe ajudar a manter a isca em um ponto fundo.

Deste modo, entenda que a criação de um montagem é uma estratégia para aumentar as chances de captura dos peixes, confira:

Inicialmente, pegue um pedaço de linha entre 50 e 60 centímetros e amarre o anzol à ponta.

Em seguida, você deverá prender uma chumbada de 5 a 15 gramas, com um nó de correr, deixando com uma distância de um palmo até o anzol.

Finalmente, prenda um distorcedor na outra ponta a fim de que ele ligue o sistema a sua vara de pesca.

Para encerrar, faça um nó simples para deixar o sistema seguro.

Como manusear o Bagre para evitar acidentes

O bagre é um peixe que tem três ferrões do tipo serrilhado, que contêm uma mucosa venenosa. Um dos ferrões está localizado na parte do dorso superior e os outros nas laterais, um de cada lado.

E apesar de não ser algo letal, a lesão pode ocasionar dores e queimação. Além disso, as barbatanas deste peixe podem te cortar.

Dessa maneira, iremos citar algumas dicas de manuseio do peixe:

O mais recomendado é que você manipule o peixe com o uso de luvas e alicate de pesca, após a captura.

Portanto, esteja atento e tenha cuidado!

Dessa forma, você evita machucar a si mesmo e ao peixe.

A espécie conhecida com Mandi Amarelo ou Mandi Prata requer uma atenção especial assim como as demais espécies. A ferroada do peixe pode ser ainda mais dolorosa.

Caso o ferrão entre em sua pele, o ideal é que você corte e procure atendimento médico para efetuar a remoção.

Quanto menor o peixe, normalmente mais dolorido será o local ferroado. Uma compressa de água morna pode aliviar a dor, isso porque dilatam os vasos sanguíneos, até que você consiga chegar ao atendimento médico.

Por ter as serrilhas na posição contrária ao ferrão, caso você tente remover sozinho pode se ferir ainda mais.

Neste conteúdo iremos citar como é possível facilitar a pesca de bagre, oferecendo dicas com relação à escolha de materiais e o local.

Conclusão sobre a pesca de Bagre

Enfim, o interessante é que você tenha muito cuidado no manuseio do peixe, principalmente com o da espécie Mandi.

Basicamente os ferrões deste peixe são ainda mais venenosos e podem causar grandes dores.

Lembre-se de que quanto menor o peixe, mais dolorido será o machucado.

Inclusive, uma dica para emergências é que você faça uma compressa de água morna e procure por um auxílio médico, caso seja machucado pelo peixe.

Gostou das informações? Deixe seu comentário logo abaixo, ele é importante para nós!

Visite nossa Loja Virtual e confira as promoções!

Posts Relacionados

Deixe um Comentário