Pesca Gerais

Peixe Piraputanga: Conheça tudo sobre essa espécie

Muito querido na pesca esportiva, o Peixe Piraputanga apresenta uma forma voraz ao atacar as iscas, além de uma boa disputa no momento da pescaria.

No entanto, para proporcionar toda esta emoção durante a pesca, o ideal é que o pescador use um material compatível ao seu porte.

Portanto, ao prosseguir a leitura, você poderá conhecer as características do peixe Piraputanga, bem como algumas dicas de equipamentos para a captura.

Também será possível conferir no final do conteúdo, uma dica essencial para atrair a espécie.

Classificação:

  • Nome científico – Brycon microlepis;
  • Família – Brycon.
Quando fisgado, o Peixe Piraputanga dá saltos espetaculares e oferece uma grande briga
Pescador Johnny Hoffmann com uma linda Piraputanga

Características do peixe Piraputanga

O Peixe Piraputanga apresenta um formato padrão de sua subfamília Bryconinae, por isso, seu corpo é fusiforme e comprimido.

Dessa forma, um ponto interessante é que esta espécie lembra os lambaris devido à grande semelhança na cor. Portanto, é comum que alguns pescadores inexperientes confundam as espécies.

Mas, para evitar qualquer confusão, entenda que as espécies se diferenciam pela boca, tal como a formação e crescimentos dos dentes.

Basicamente os lambaris têm uma formação ampla, seus dentes são uniformes e com um formato de cone.

Já os Piraputangas são multicuspidados.

Isso significa que seus dentes possuem vários ângulos, em especial os da frente.

E essa característica exige que o pescador tenha muito cuidado ao escolher os seus anzóis e iscas, para evitar a perda de materiais.

Por outro lado, com relação à coloração do Peixe Piraputanga, é importante falar que ele tem uma cor amarelada e as escamas do seu dorso são mais escuras.

De outro modo, as suas nadadeiras possuem uma coloração avermelhada ou alaranjada.

Além disso, é possível que o animal apresente uma mancha preta na região caudal mediana até o seu pedúnculo caudal.

Por isso, a mancha fica mais forte a partir dos raios medianos da nadadeira caudal até o final da região posterior à cavidade abdominal.

Outra característica do peixe é que sua nadadeira caudal é furcada e possibilita que ele se movimente bem e com grande rapidez.

Também é interessante mencionar que os flancos têm reflexos azulados na região dorsal e que o bicho possui uma mancha umeral arredondada logo após a cabeça.

Por fim, no que diz respeito ao seu tamanho e peso, saiba o seguinte:

Esta espécie não costuma crescer muito, por isso, alcança os 60 cm de comprimento e apenas 3 kg.

Reprodução do peixe Piraputanga

Por ser um animal ovíparo, o Peixe Piraputanga faz a migração de forma natural no período da piracema.

Dessa forma, as fêmeas desovam nas estações do verão e da primavera.

Em contrapartida, a reprodução em cativeiro é evoluída, pois o animal conseguiu se acostumar bem a pesque-pague e lagos em locais privados.

Alimentação

De modo geral, o Peixe Piraputanga se alimenta de matéria vegetal e dificilmente come animais pequenos.

Portanto, as flores, sementes, frutas, peixes, insetos e crustáceos, podem ser alguns exemplos de alimento para esta espécie.

Curiosidades

Além de Piraputanga, você pode notar que alguns pescadores chamam o peixe de “pêra” na região do Mato Grosso.

Inclusive, neste local a carne do bicho é muito apreciada por conta do seu sabor.

Aliás, o Peixe Piraputanga desempenha um papel importante na Bacia do Rio Paraguai. E isso ocorre porque a espécie indica o estado de conservação dos cursos d’água.

Basicamente, em locais em que há uma pequena população de Piraputanga, é provável que a região esteja sofrendo com a degradação dos rios, desmatamento e a poluição.

Onde encontrar o peixe Piraputanga

Por ser uma espécie nativa da Bacia do Paraguai, o Peixe Piraputanga está em diversos rios pantaneiros com águas limpas.

Desse modo, uma característica interessante é que a espécie nada em cardumes e responde muito bem a ceva dos pescadores.

Ou seja, para achar a espécie, você não terá dificuldades, basta ir aos locais corretos.

Outro ponto relevante é que os animais da espécie gostam de obstáculos naturais como as pedras, troncos submersos e também as árvores que estão tombadas próximo da margem.

Nesse sentido, os peixes também preferem as águas mais movimentadas e se encontram nos obstáculos naturais a busca de presas.

Aliás, no horário do por do sol, você pode ver os peixes aglomerados próximo à sombra das árvores.

E por certo, é possível pescar o Peixe Piraputanga em diversos locais. O ideal é que você saiba somente atrair e identificar a espécie.

Dicas para pesca do peixe Piraputanga

Certamente a captura deste animal pode ser difícil no momento da fisgada, pois ele dá saltos e proporciona uma grande briga.

No entanto, para chamar a atenção da espécie, basta que você ceve o local com quirera (milho picado), que o cardume se forma rapidamente.

Também é indicado o uso de equipamentos de ação leve ou leve médio de 6 a 12 lb.

Os anzóis podem ser pequenos, com o nº 2/0 e você pode usar chumbada leve.

Finalmente, quanto às iscas, priorize as naturais como frutas de época e pequenos peixes.

Caso queira, você também pode usar as iscas artificiais como spinners e pequenos plugs de meia-água.

Gostou das informações? Deixe seu comentário logo abaixo, ele é importante para nós!

Veja também: Peixe Bicuda: Conheça tudo sobre essa espécie

Visite nossa Loja Virtual e confira as promoções!

 

Posts Relacionados

Carregando....