Pesca Gerais

Peixe Pirá: Conheça todas informações sobre essa espécie

Nativo da Bacia hidrográfica do São Francisco, o Peixe Pirá tamanduá se tornou o símbolo deste rio devido as suas características únicas.

Além disso, o animal ganhou uma citação no Anexo I da Instrução Normativa no 5, do Ibama.

Esta citação proíbe a captura e comércio da espécie porque atualmente ela está sendo ameaçada de simplesmente desaparecer do mapa.

Mas, há algumas notícias boas sobre o bicho que ressurgiu depois de 50 anos no município de Pão de Açúcar.

Por isso, nos acompanhe e saiba as principais características, como funciona sua reprodução e todas as curiosidades.

Classificação:

  • Nome científico – Conorhynchos conirostris;
  • Família – Pimelodidae.

Características do peixe Pirá

O Peixe Pirá é um bagre de focinho alongado, ventre esbranquiçado e um dorso azul-brilhante.

O seu nome vulgar “tamanduá” vem do focinho que lembra muito este animal.

Inclusive, outra grande curiosidade seria que o peixe não tem dentes no palato e nem na mandíbula.

Há também uma espécie de barbicha no animal por conta dos seus barbilhões sensitivos e curtos, que ficam na boca.

O peixe também pode ter por nome vulgar somente “Pirá” e alcança 1 metro de comprimento total, além de pesar 13 kg.

Além disso, tem um comportamento pacífico e prefere as águas com temperatura entre 22 a 27 °C.

Reprodução do peixe Pirá

Assim como a maioria das espécies, o Peixe Pirá faz as grandes migrações no período da piracema como um estímulo natural à ovulação.

Com isso, a fêmea gera a cada desova, de 0,5 a 1 milhão de ovos.

No entanto, alguns problemas fizeram com que os indivíduos se tornaram incapazes de migrar para desovar.

Por exemplo, os desafios naturais e também os barramentos que foram criados ao longo do rio São Francisco.

E esses problemas causaram o desaparecimento da espécie do Baixo São Francisco.

Alimentação

A alimentação do Peixe Pirá se baseia em pequenos peixes, moluscos e outros invertebrados.

Curiosidades

A principal curiosidade do peixe seria a presença do seu nome na lista de espécies ameaçadas, embora alguns especialistas acreditem que isso não seja necessário.

Em geral, está nas listas vermelhas do Estado de Minas Gerais e do Brasil.

Assim, quanto à ameaça de extinção, é importante citar que apesar de a pesca ser ilegal, o animal é considerado um recurso pesqueiro fundamental.

É importante porque sua carne é branca e não possui espinhos, o que a torna ideal para o comércio.

E por meio da pesca, podemos notar a queda da população do Peixe Pirá.

Por exemplo, conforme um estudo, foi possível notar que o rendimento de pescadores era de 16 kg diariamente em 1970.

O estudo foi feito Superintendência de Desenvolvimento da Pesca, Companhia de Desenvolvimento do Vale do Rio São Francisco.

Em contrapartida, quando a pesca de 1980 foi observada, os indivíduos pescaram somente 12 kg.

Ou seja, em apenas 10 anos houve uma queda de 4 kg, o que fez com que muitos considerassem a espécie em ameaça.

Contudo, como dito anteriormente, alguns especialistas consideram o contrário.

De acordo com eles, de fato houve uma redução na distribuição geográfica do animal, mas os dados que consideram a pescaria entre os anos de 1970 e 1980, são os únicos que indicam a provável extinção.

Dessa forma, não haveria fatos que justificassem a ameaça, o que faz com que estes especialistas indiquem que a espécie seja removida das listas vermelhas.

Reaparecimento da espécie

Outro ponto que fortalece o argumento de especialistas que não consideram a espécie ameaçada seria o seu reaparecimento.

Basicamente, o Peixe Pirá-tamanduá reapareceu no município de Pão de Açúcar, após a ausência de quase 50 anos.

O animal quase se tornou extinto durante todos estes anos por causa das hidrelétricas que impediam a migração e a sua reprodução.

A captura ilegal da espécie também pode ser uma das principais causas da quase extinção.

A reaparição aconteceu em maio deste ano e muitos pesquisadores acreditam que ela foi o resultado de peixamentos feitos pela CODEVASF nos anos de 2017 e 2018.

Neste tipo de experimento, os peixes foram gerados em cativeiro para que finalmente fossem colocados no rio.

Os técnicos foram capazes de dominar a tecnologia de reprodução artificial, assim como fazer a primeira desova no Baixo São Francisco, nas regiões do Alagoas.

E com o sucesso neste tipo de geração, a CODEVASF passou a repovoar algumas regiões como também distribuir os alevinos para centros de aquicultura e recursos pesqueiros.

Assim, os alevinos ficam seguros e a introdução natural pode ser feita em mais locais.

Portanto, vale citar que este foi um estudo e trabalho coordenado pelo engenheiro de pesca Sérgio Marinho. No geral, houve a fase de larvicultura depois da desova e a alevinagem.

Mas, vale ressaltar que o trabalho da CODEVASF é a opção mais provável de reaparecimento, apesar de não ser a única.

Há também a possibilidade de o animal ter vindo pelas turbinas das hidrelétricas no momento de migração.

Onde encontrar o peixe Pirá

O Peixe Pirá-tamanduá é original do nosso país, por isso, pertence ao Rio São Francisco.

Assim, sua preferência seria por locais tropicais que tenham água fresca.

E uma característica interessante é que o animal se diferencia dos demais peixes migratórios porque não usa lagos de várzeas como viveiro.

Dica extra

Para encerra nosso conteúdo, saiba o seguinte:

Apesar de o peixe ter sido visto novamente no município de Pão de Açúcar, ele ainda está nas ameaças de extinção.

Em outras palavras, somente após uma reprodução efetiva, a espécie poderá ser pescada.

Também é necessário aguardar até que os alevinos sejam distribuídos nas demais regiões.

Por esse motivo, como dica, não faça a pesca do Peixe Pirá.

A notícia do  ressurgimento é muito boa e com a contribuição de todos os pescadores, no futuro, poderemos pescar o animal de maneira esportiva.

Informações sobre o Peixe-pirá no Wikipédia

Gostou das informações? Deixe seu comentário logo abaixo, ele é importante para nós

Veja também: Peixe Pacamã: Conheça todas informações sobre essa espécie

Acesse nossa Loja Virtual e confira as promoções!

Posts Relacionados

Deixe um Comentário