Pesca Gerais

Peixe Piapara: Conheça tudo sobre essa espécie

O Peixe Piapara também é conhecido como boga nos países visinhos e tem o costume de sobreviver em cardumes com o objetivo de evitar os ataques de predadores como os dourados.

Além disso, o animal tem um ótimo valor comercial, bem como, uma carne leve, saudável e muito saborosa.

E conforme a sua qualidade, o bicho é mais apreciado do que os seus primos piau e piauçu, em diversas regiões do Brasil.

Portanto, ao decorrer do conteúdo iremos tratar sobre as principais características da espécie e esclarecer todos os detalhes necessários, vamos lá:

Classificação:

  • Nome científico – Leporinus obtusidens;
  • Família – Anostomidae.

Características do peixe Piapara

Piapara é o nome vulgar de um peixe de escamas, que possui o corpo alongado, alto e fusiforme, além de ser natural da Bacia do Rio Paraguai.

Sendo assim, quando falamos sobre este nome comum, cabe citar que ele não representa somente a espécie Leporinus obtusidens.

Portanto, Piapara também corresponde à espécie Leporinus elongatus comum no São Francisco e a Leporinus crassilabris.

Nesse sentido, o peixe Piapara é parente dos piaus, piavas e piavuçus, porém se diferencia dos demais Leporinus graças à acarneirada de seu focinho.

Assim, este animal tem uma coloração prateada e três manchas pretas nas laterias do corpo, bem como, nadadeiras amareladas.

Por outro lado, o bicho tem uma boca terminal bem pequena e pode alcançar 40 cm de comprimento e 1,5 kg.

Todavia, os maiores exemplares podem alcançar os 80 cm e pesar cerca de 6 kg, tal como, a sua expectativa de vida é de 7 anos de idade.

O peixe Piapara é esportivo, porém exige a paciência do pescador. Saiba todas as técnicas de pesca, incluindo os detalhes da espécie.
Piapara capturada pelo pescador Johnny Hoffmann

Reprodução do peixe Piapara

O peixe Piapara precisa realizar longas migrações rio acima para fazer a desova. Por isso, a espécie é típica do período da piracema.

Além disso, os pares de Piapara têm o costume de se reproduzir em locais com ervas daninhas, ou seja, lugares bem cultivados.

Alimentação

Com uma alimentação onívora, o bicho costuma se alimentar de matéria vegetal e até mesmo de animais em decomposição.

Além disso, o peixe Piapara tem o hábito de comer plantas aquáticas, algas filamentosas e alguns frutos.

Por isso, é possível que o animal tenha uma dieta herbívora.

Curiosidades

Um ponto muito interessante sobre esta espécie é que os peixes têm uma linha lateral bastante destacada e desenvolvida.

Nesse sentido, os animais são ariscos e muito sensíveis às mínimas variações no ambiente.

Por exemplo, o peixe Piapara é sensitivo, em especial com a temperatura e as vibrações ao seu redor.

E essa característica faz com que o pescador precise ser ainda mais cuidadoso e silencioso para conseguir capturar o animal.

Onde encontrar o peixe Piapara

As Bacias Amazônica, Araguaia-Tocantins e do Prata, abrigam a espécie.

Também há Piaparas em regiões do Mato Grosso, Minas Gerais, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Goiás, São Paulo e Paraná.

Portanto, os peixes são pescados durante todo o ano e o tamanho mínimo para a captura é de 25 cm para os Leporinus obtusidens, 30 cm para Leporinus elongatus e 40 cm para os Leporinus crassilabris.

Dessa forma a pesca durante o amanhecer ou entardecer é vantajosa, pois a espécie prefere a baixa luminosidades.

Por esse motivo, os poços profundos abrigam o peixe Piapara, bem como, as margens de rios, na boca de lagoas, corixos, baías, afluentes e remansos de rios.

Também é possível pescar o peixe próximo da vegetação.

Por fim, procure o animal em matas inundadas, como por exemplo, os locais perto de galhadas.

E com isso, os animais ficam aglomerados em águas paradas que estão com a temperatura em torno de 21 a 27 ºC.

Dicas para pesca do peixe Piapara

Acima de tudo, é interessante que você tenha paciência ao pescar o peixe Piapara.

Isso ocorre porque o bicho costuma pegar a isca com suavidade e logo em seguida, acomodá-la na boca.

E ao passo que o pescador fica afobado, o peixe foge com grande facilidade.

Por isso, fique calmo!

Além disso, uma dica crucial é o uso de uma ceva com milho ou até mesmo de uma massa de farinha.

Desse modo, você consegue reunir os peixes no local adequado em que irá pescar.

Inclusive, aos que preferem a pesca embarcada, o uso de um canhão pode ser útil, pois ele mantém os peixes nas áreas.

Por outro lado, quando falamos acerca dos equipamentos, você pode usar uma vara de bambu em uma pescaria de barranco.

Já para a pesca embarcada, escolha uma vara de ação média e carretilha.

Dessa forma, as linhas ideais são as de 12 a 14 lb, preparada com uma chumbada leve e solta na linha. Também é importante o uso de um anzol pequeno.

E finalmente, com relação às iscas, priorize o uso das naturais, como o milho verde e azedo, o caramujo e as bolinhas de massa.

Há também indivíduos que usem os filés de salmão, calabresa, salsicha e até mesmo a tuviras como isca.

Gostou das informações? Deixe seu comentário logo abaixo, ele é importante para nós!

Veja também: Pescaria de Piapara: Dicas, iscas e técnica de como pescar

Visite nossa Loja Virtual e confira as promoções!

Posts Relacionados

Deixe um Comentário