Pesca Gerais

Peixe Pedra, espécie mortal é considerada a mais venenosa do mundo

peixe pedra

O Peixe Pedra é considerado a espécie mais venenosa do mundo, tendo em vista que a ferroada pode ser fatal para o ser humano.

Dessa forma, o animal é sedentário, ficando a maior parte do tempo parado na parte inferior de rios.

Inclusive, pode ficar entre as pedras, o que nos lembra do seu nome vulgar.

Também pode habitar o substrato ou ficar entre as plantas aquáticas aguardando que alguma vítima passe ao seu redor.

Portanto, prossiga a leitura para entender todas as informações sobre o peixe mais mortal do mar, que tem a capacidade de sobreviver até um dia fora da água.

Classificação:

  • Nome científico – Synanceia verrucosa;
  • Família – Synanceiidae.

Características do peixe Pedra

Além do nome vulgar Peixe Pedra, o animal também atende por Peixe Sapo, bem como Freshwater bullrout, Freshwater stonefish, Scorpionfish, Waspfish e Bullrout, na língua inglesa.

Dessa forma, entenda que o bicho pode ser confundido facilmente com os corais e pedras do local em que vive.

Com relação às características corporais, cabe mencionar que o animal tem a cabeça grande com sete espinhos no opérculo, boca grande e uma mandíbula saltada.

A nadadeira dorsal espinhosa é curvada para dentro e o último raio dorsal mole é ligado por uma membrana com o pedúnculo caudal.

A cor pode depender do habitat ou até mesmo da idade do peixe, mas no geral, é possível ver um tom de marrom-escuro ao amarelo pálido, juntamente com manchas negras, marrom-escuras ou cinzas.

Também pode apresentar uma coloração esverdeada, tal como uma pele rochosa e irregular, o que faz com que se camufle e seja pisoteado por pessoas de maneira acidental.

Portanto, cabe mencionar que o veneno causa dor completamente insuportável porque nem a morfina é capaz de aliviar.

Com isso, a vítima é obrigada a aguentar a dor durante várias horas.

Para que você tenha noção, algumas vítimas da ferroada do Peixe Pedra já pediram ao médico para amputar o membro infectado, pois nada aliviava a dor.

Aliás, os casos de morte envolveram pessoas idosas e crianças.

Com relação aos relatos não comprovados, muitos afirmaram que indivíduos que sofrem de osteoporose e artrite tiveram redução da dor e melhorias de mobilidade depois do acidente com o peixe.

Outro relato seria que a dor da ferroada pode voltar anos após o acidente.

Reprodução do peixe Pedra

O Peixe Pedra tem um hábito de vida solitário, por isso, nas épocas de reprodução, ele se agrega somente a outro indivíduo do sexo oposto.

Dessa forma, após atingir a maturidade sexual, a fêmea coloca os ovos no chão do recife para que o macho os fertilize.

À vista disso, saiba que os ovos são grandes e os filhotes já nascem bem desenvolvidos.

Quanto ao dimorfismo sexual, cabe mencionar que fêmeas são maiores que machos.

Alimentação

A alimentação da espécie se baseia em peixes pequenos e crustáceos.

Além disso, come insetos e alguns tipos de plantas.

E uma característica importante é que o animal seria territorial, permanecendo quieto até que a presa se aproxime sem o ver.

No que diz respeito à criação em aquário, o bicho dificilmente aceita alimentos secos, sendo necessário oferecer alimentos vivos, camarões e filés de peixes.

Curiosidades

A primeira curiosidade é que não há nenhum tipo de tratamento para acabar com a dor causada pelo veneno do Peixe Pedra.

Mas, quando consideramos a ferroada de bagre, alguns tratamentos são o uso de compressa quente ou mergulhar a área afetada em água quente.

Por esse motivo, caso você presencie um acidente, tente usar um dos tratamentos acima para trazer um pouco de alívio.

Como segunda curiosidade, saiba que a espécie tem importância comercial considerável.

A carne é famosa principalmente nos mercados de Hong Kong e em algumas regiões do mundo, o peixe fica em aquários públicos.

Assim, é fundamental que o aquário tenha pedras para que elas sirvam de refúgio.

Inclusive, o aquarista deve ter muito cuidado ao incluir outras espécies no aquário porque o animal tem comportamento predatório, podendo devorar qualquer outro peixe que couber em sua boca.

Com isso, é ideal criá-lo sozinho, apesar de ser possível incluir no aquário, as espécies que frequentam o mesmo ambiente e têm um porte médio.

Onde encontrar o peixe Pedra

O primeiro indivíduo foi pescado no ano de 2010 perto de Yavne, Israel e a distribuição do Peixe Pedra ocorre acima do Trópico de Capricórnio.

Também é uma espécie marinha que habita águas rasas do oceano Pacífico ocidental e do Oceano Índico.

Portanto, podemos incluir as regiões desde o Mar Vermelho e costa leste da África até o sul do Japão e a Polinésia Francesa.

Além disso, a distribuição abrange locais da Austrália, Nova Zelândia e Brasil.

As áreas mais comuns são as lagoas com fundos de pedras, praias rochosas, riachos de água doce e áreas costeiras de água salobra.

Os locais com fundo lamacento que ficam próximos de densa vegetação aquática ou resíduos lenhosos, também abrigam a espécie.

De outro modo, a distribuição é comum em estuários e ambientes de água doce, no momento em que chega o período de chuva.

Gostou das informações sobre o Peixe Pedra? Deixe seu comentário logo abaixo, ele é importante para nós!

Veja também: Peixe sente dor sim, ou não? Veja o que diz e pensam os especialistas

Acesse nossa Loja Virtual e confira as promoções!

Foto: Por SeanMack – Obra do próprio, CC BY 2.5, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=951903

Posts Relacionados

Deixe um Comentário