Pesca Gerais

Peixe Palhaço onde é encontrado, principais espécies e características

Há 30 espécies que atendem pelo nome vulgar Peixe Palhaço, sendo uma do gênero Premnas e as demais do gênero Amphiprion.

Quando consideramos de uma maneira geral, os exemplares maiores alcançam 17 cm e os menores têm entre 7 e 8 cm.

Portanto, nos acompanhe ao decorrer do conteúdo para conhecer as principais espécies, características e informações sobre a distribuição.

Classificação:

  • Nome científico – Amphiprion ocellaris, Amphiprion mccullochi, Amphiprion perideraion e Amphiprion sebae;
  • Família – Pomacentridae.

Principais espécies de Peixe Palhaço

Inicialmente, vamos conhecer o Amphiprion ocellaris que também atende pelos nomes de peixe-palhaço-falso, ou peixe-palhaço-comum.

Um ponto interessante é que os peixes podem ser vistos com padrões de cores diversos, algo que muda de acordo com seu habitat.

Por exemplo, regiões como norte da Austrália, sudeste da Ásia e Japão, abrigam animais com o corpo preto e algumas faixas brancas.

Nas demais áreas, os indivíduos têm um corpo marrom ou laranja, assim como as faixas brancas.

Como diferencial os peixes, alcançam 110 cm de comprimento total.

Por fim, cabe mencionar que esta espécie foi usada como inspiração para a criação dos filmes “Procurando Nemo” e “Procurando Dory”.

Como resultado, a busca no comércio de aquários aumentou a partir de 2003 com o lançamento do primeiro  filme.

Outra espécie de Peixe Palhaço seria o Amphiprion mccullochi que também atende pelos nomes peixe anêmona branco ou peixe anêmona de McCulloch.

A espécie prefere habitar locais com águas subtropicais.

Além disso, não tem diferentes padrões de cores com a mudança de habitat, algo que ocorre com o A. ocellaris.

peixe palhaço colorido

Demais espécies

Já o Amphiprion perideraion atende pelos nomes skunk-de-rosa ou rosa anemonefish.

Esta espécie tem a cor baseada em um tom de rosa ou pêssego.

Também é possível observar uma faixa branca ao longo da crista dorsal e uma barra clara que começa na cabeça e corre de maneira vertical até a parte de trás dos olhos.

Inclusive, é uma das menores espécies de Peixe Palhaço, pois tem no máximo 10 cm de comprimento total.

Com relação ao Amphiprion sebae, o bicho também atende por peixe-palhaço sebae e pode apresentar uma variação corporal.

Neste tipo de variação, o animal tem a cor amarela na barriga e no peito, além de não ter o seu focinho.

Mas, ainda há poucas informações sobre a variação e o motivo que a causa.

Características do Peixe Palhaço

Dentre as características gerais, podemos citar que os animais também têm por nome vulgar na língua inglesa Clownfish ou anemonefish.

Quando consideramos o crescimento na natureza, vale citar que os peixes formam mutualismos simbióticos com anêmonas do mar.

Isso significa que o Peixe Palhaço pode ter uma relação ecológica com outros animais.

Reprodução

As espécies são hermafroditas sequenciais, bem como exibem protandria.

De modo geral, isso significa que a reprodução ocorre por meio da seguinte hierarquia:

A fêmea mais agressiva fica em primeiro lugar, seguida do macho reprodutor e por fim, os machos não reprodutores.

Caso a fêmea reprodutora morra, o macho reprodutor consegue mudar o seu sexo para ocupar o primeiro lugar.

Portanto, o maior macho não reprodutor passa para o segundo lugar, isto é, se torna o macho reprodutor.

Outro ponto importante é que os indivíduos são machos e se tornam fêmeas somente depois do amadurecimento.

A desova ocorre no período da lua cheia e as espécies podem colocar milhares de ovos.

Aliás, o macho seria o responsável por guardar os ovos até que eles venham eclodir entre 6 e 10 dias.

Alimentação

A alimentação do Peixe Palhaço inclui pequenos zooplânctons da coluna d’água como as larvas de tunicados e também os copépodes.

Alguns indivíduos também se alimentam de algas e tentáculos.

Onde encontrar o Peixe Palhaço

Quando falamos de forma geral, o Peixe Palhaço vive em águas quentes do Oceano Índico, por isso, podemos incluir o Mar Vermelho e o Oceano Pacífico.

Nesse sentido, vale citar as regiões do Sudeste Asiático, Japão, Grande Barreira de Corais e Indo-Malaia.

Mas, entenda que grande parte das espécies tem uma distribuição restrita o que significa que você precisa conferir onde cada uma está, para ter certeza:

Por exemplo, o A. ocellaris está presente no norte da Austrália, sudeste da Ásia e Japão.

Também tem o costume de nadar em pequenos cardumes nas encostas exteriores dos recifes ou em lagoas protegidas.

A profundidade ideal para o crescimento dos indivíduos seria de 15 m.

Por outro lado, o A. mccullochi habita o oceano Pacífico sudoeste nas Ilhas Lord Howe, Norfolk, Elizabeth Reef e Middleton Reef.

Já o A. perideraion tem por principal distribuição regiões como o Arquipélago Malaio e Melanésia.

Além disso, devemos citar o oeste do Oceano Pacífico da Grande Barreira de Corais e Tonga, como as Ilhas Ryukyu que ficam no Japão.

A profundidade varia entre 3 e 20 m, mas os indivíduos também conseguem sobreviver em locais com a profundidade entre 50 e 65 m.

Por fim, saiba que o A. sebae está no norte do Oceano Índico.

Como resultado, podemos citar locais como as Ilhas Andaman, Maldivas, Sumatra, Índia e Sri Lanka, tendo em vista que a distribuição ocorre desde Java até a Península Arábica.

Informações sobre o Peixe-palhaço no Wikipédia

Gostou das informações? Deixe seu comentário logo abaixo, ele é importante para nós!

Veja também: Peixe Sardinha: Conheça todas informações sobre essa espécie

Acesse nossa Loja Virtual e confira as promoções.

Posts Relacionados

Deixe um Comentário