Início Peixes Peixe Palhaço onde é encontrado, principais espécies e características

Peixe Palhaço onde é encontrado, principais espécies e características

por Otávio Vieira

Há 30 espécies que atendem pelo nome vulgar Peixe Palhaço, sendo uma do gênero Premnas e as demais do gênero Amphiprion.

Quando consideramos de uma maneira geral, os exemplares maiores alcançam 17 cm e os menores têm entre 7 e 8 cm.

O peixe-palhaço é um dos mais apreciados no mar pelas suas cores distintas. Entre algumas de suas características particulares está o fato de serem capazes de viver em anêmonas, animais marinhos invertebrados, que expelem de seus tentáculos substâncias que podem ser perigosas para muitos peixes, exceto o peixe-palhaço.

O peixe-palhaço é um animal marinho que além de possuir ótimas qualidades físicas devido às suas cores alaranjadas, possui muitas curiosidades que o tornam único.

O peixe-palhaço, falando de algumas curiosidades embora aprofundemos ao longo de todo o artigo, ele tem a liberdade de mudar de sexo quando quiser, desta forma o nível do número de peixes-palhaço que existe no fundo do mar, teoricamente é não está em perigo.

Por sua vez, seu corpo é muito especial, pois pode ser protegido como poucos, são capazes de usar as anêmonas do mar como habitat, e pergunto o que há de curioso nisso, pois as anêmonas são venenosas para praticamente todas as espécies existentes, exceto uma. Um verdadeiro especialista em se proteger.

Se você quer saber mais sobre esse peixinho laranja, além de saber que ele também é um personagem animado chamado Nemo, continue lendo porque você vai saber tudo sobre o peixe-palhaço em detalhes.

Acompanhe ao decorrer do conteúdo para conhecer as principais espécies, características e informações.

Classificação:

  • Nome científico: Amphiprion ocellaris, Amphiprion mccullochi, Amphiprion perideraion e Amphiprion sebae;
  • Família: Pomacentridae
  • Classificação: Vertebrados / Peixes
  • Reprodução: Ovípara
  • Alimentando: Onívoro
  • Habitat: Água
  • Ordem: Perciformes
  • Gênero: Amphiprion
  • Longevidade: 10 – 15 anos
  • Tamanho: 10cm
  • Peso: 10 gramas

Principais espécies de Peixe Palhaço

Inicialmente, vamos conhecer o Amphiprion ocellaris que também atende pelos nomes de peixe-palhaço-falso, ou peixe-palhaço-comum. Um ponto interessante é que os peixes podem ser vistos com padrões de cores diversos, algo que muda de acordo com seu habitat.

Por exemplo, regiões como norte da Austrália, sudeste da Ásia e Japão, abrigam animais com o corpo preto e algumas faixas brancas. Nas demais áreas, os indivíduos têm um corpo marrom ou laranja, assim como as faixas brancas. Como diferencial os peixes, alcançam 110 cm de comprimento total.

Por fim, cabe mencionar que esta espécie foi usada como inspiração para a criação dos filmes “Procurando Nemo” e “Procurando Dory”. Como resultado, a busca no comércio de aquários aumentou a partir de 2003 com o lançamento do primeiro  filme.

Outra espécie de Peixe Palhaço seria o Amphiprion mccullochi que também atende pelos nomes peixe anêmona branco ou peixe anêmona de McCulloch.

A espécie prefere habitar locais com águas subtropicais. Além disso, não tem diferentes padrões de cores com a mudança de habitat, algo que ocorre com o A. ocellaris.

Peixe Palhaço

Peixe Palhaço

Demais espécies

Já o Amphiprion perideraion atende pelos nomes skunk-de-rosa ou rosa anemonefish. Esta espécie tem a cor baseada em um tom de rosa ou pêssego.

Também é possível observar uma faixa branca ao longo da crista dorsal e uma barra clara que começa na cabeça e corre de maneira vertical até a parte de trás dos olhos. Inclusive, é uma das menores espécies de Peixe Palhaço, pois tem no máximo 10 cm de comprimento total.

Com relação ao Amphiprion sebae, o bicho também atende por peixe-palhaço sebae e pode apresentar uma variação corporal. Neste tipo de variação, o animal tem a cor amarela na barriga e no peito, além de não ter o seu focinho. Mas, ainda há poucas informações sobre a variação e o motivo que a causa.

O que é o peixe palhaço?

O peixe-palhaço é um animal marinho que pertence à ampla ordem dos Perciformes com um nome científico escrito como Amphiprion ocellaris.

Dentro deste espécime de peixe existem impressionantes 30 subespécies diferentes de peixe-palhaço, mas eles podem ser diferenciados de todos os outros seres vivos aquáticos com aquelas cores características acompanhadas por aquelas faixas brancas que envolvem os lados de seu corpo.

Normalmente as cores do peixe-palhaço são compostas por toda a variedade de tonalidades de laranjas chegando até vermelhos intensos e escuros.

Destes espécimes, foram localizados alguns de cores totalmente pretas, fazendo com que pareçam os peixes-palhaço mais elegantes, pois essa cor faz parecer que ele tem um traje elegante e único.

Entenda mais sobre as características do Peixe Palhaço

Dentre as características gerais, podemos citar que os animais também têm por nome vulgar na língua inglesa Clownfish ou anemonefish. Quando consideramos o crescimento na natureza, vale citar que os peixes formam mutualismos simbióticos com anêmonas do mar. Isso significa que o Peixe Palhaço pode ter uma relação ecológica com outros animais.

Os peixes-palhaço são bastante coloridos e vistosos; estes variam dependendo da espécie, embora geralmente seja composto pelas cores mais comuns: laranja intenso, branco e detalhes em preto. Por essa característica e por essas cores marcantes, o peixe-palhaço é uma das principais presas de muitos predadores; no entanto, tem a seu favor a convivência entre as anêmonas, já que estas são seu meio de defesa, e é bastante eficaz.

O peixe-palhaço é um animal vertebrado porque seu corpo inclui um esqueleto internamente, e isso o ajuda a se mover mais rápido; Além disso, possui nadadeira caudal redonda e a fêmea geralmente é maior que o macho.

A pele desse animal é coberta por um muco, que cobre suas escamas e, como resultado, facilita sua vida simbiótica com a anêmona; assim também se protege de algumas picadas de outros peixes que podem ser tóxicos.

Qual a altura e o tamanho deles?

Em relação ao tamanho do corpo que o peixe-palhaço pode atingir, eles não costumam ultrapassar mais de 10 centímetros, embora se colocarmos uma medida máxima, eles podem chegar a 12 cm, mas é muito raro ver exemplares maiores.

Desde que existe e calculando o nível de evolução que teve ao longo dos anos, este peixe não teve grandes variações, pois em toda a sua hierarquia em que se encontram todos e cada um deles, são semelhantes em termos de tamanho corporal.

Se você quiser distinguir o macho da fêmea é relativamente fácil, pois ela atinge proporções maiores.

Quanto tempo ele vive em seu habitat natural?

A expectativa de vida do peixe-palhaço em seu habitat natural pode chegar a até 15 anos de idade, bom, se você tiver sorte, já que sendo um peixinho tão inofensivo e cercado por inúmeros predadores marinhos, é realmente complexo para essas criaturas termine sua vida naturalmente.

Em cativeiro, qual é a expectativa de vida?

Mesmo se você é um verdadeiro fã de cuidados com animais de estimação aquáticos, certamente é desnecessário dizer que este tipo de peixinho vive mais tempo em cativeiro do que em seu habitat natural. Pois mesmo que a água seja totalmente controlada e sua dieta nunca diminua, um aquário nunca, jamais, se assemelhem às águas do fundo do mar, por isso a expectativa de vida do peixe-palhaço em cativeiro é de 10 anos.

Uma relação próxima que o peixe-palhaço mantém

Um aspecto marcante do peixe-palhaço é sua fascinante relação com as anêmonas; essas criaturas são predadores marinhos muito interessantes; que têm tentáculos muito coloridos, mas também são venenosos. A relação deles é tão próxima que é muito conveniente notar que os peixes-palhaço nascem, vivem, se reproduzem, se refugiam e também se alimentam sempre rodeados de anêmonas.

Quem se beneficia mais, o peixe-palhaço ou a anêmona?

Deve-se notar que não apenas o peixe-palhaço se beneficia da interação com as anêmonas. Ao nadar, o peixe-palhaço oxigena os tentáculos da anêmona, o que é muito benéfico para ela.

Então, em resumo, a anêmona fornece um lar e proteção para o peixe-palhaço entre seus tentáculos venenosos, enquanto o peixe, por sua vez, fornece comida, oxigenação e limpeza. Além disso, à medida que o peixe-palhaço envelhece, desenvolve imunidade ao veneno paralisante produzido pela anêmona. Embora ambos possam sobreviver separadamente, a existência dessa relação facilita a sobrevivência e, portanto, prolonga ainda mais o tempo de vida de ambas as espécies marinhas.

Como ocorre a reprodução do Peixe-palhaço

As espécies são hermafroditas sequenciais, bem como exibem protandria.  De modo geral, isso significa que a reprodução ocorre por meio da seguinte hierarquia:

A fêmea mais agressiva fica em primeiro lugar, seguida do macho reprodutor e por fim, os machos não reprodutores. Caso a fêmea reprodutora morra, o macho reprodutor consegue mudar o seu sexo para ocupar o primeiro lugar. Portanto, o maior macho não reprodutor passa para o segundo lugar, isto é, se torna o macho reprodutor.

Outro ponto importante é que os indivíduos são machos e se tornam fêmeas somente depois do amadurecimento. A desova ocorre no período da lua cheia e as espécies podem colocar milhares de ovos. Aliás, o macho seria o responsável por guardar os ovos até que eles venham eclodir entre 6 e 10 dias.

Este peixe é um animal vertebrado, ovíparo e hermafrodita; que permite trocar de sexo para se reproduzir com mais facilidade se precisar; Além disso, fertiliza seus ovos externamente. Ele se reproduz por meio de um processo natural, quando a temperatura da água aumenta. Estes peixes nascem machos e depois tornam-se fêmeas, mas apenas quando a hierarquia e o tamanho o permitem. No entanto, deve-se notar que o homem é quem prepara e limpa a casa.

Entenda mais sobre os ovos do Peixe-palhaço

Após o acasalamento, a fêmea do peixe-palhaço pode fertilizar centenas de ovos, entre 400 e 500 aproximadamente; Estes são deixados dentro da anêmona ou também em local previamente preparado com tranquilidade.

Nascem à noite, e o macho é quem protege os ovos entre 5 e 10 dias, pois é quando eles vão eclodir. Nessa ocasião, os pais e a proteção que eles oferecem serão essenciais para garantir a sobrevivência dos ovos; por causa disso, eles podem ficar um pouco violentos. Para tentar garantir alguma proteção contra os predadores, depois que os peixinhos nascem, seus pais os levam para se alimentar perto da anêmona à noite, a fim de evitar qualquer perigo.

peixe-palhaço colorido

Peixe-palhaço

Alimentação e dieta do peixe-palhaço

O peixe-palhaço é um animal onívoro. Isso significa que ele se alimenta tanto de plantas quanto de alguns animais. Sua alimentação consiste em algas, parasitas do zooplâncton, pequenos moluscos, crustáceos e tentáculos soltos da anêmona em que vive.

A dieta do peixe-palhaço é afetada pela nidificação. Assim, os peixes menores, sendo mais vulneráveis, devem se contentar em comer o que encontram perto da anêmona onde vivem. Por outro lado, os peixes mais velhos podem se afastar um pouco mais e consumir uma maior quantidade e variedade de alimentos.

A alimentação do Peixe Palhaço inclui pequenos zooplânctons da coluna d’água como as larvas de tunicados e também os copépodes. Alguns indivíduos também se alimentam de algas e tentáculos.

Onde encontrar o Peixe Palhaço

Quando falamos de forma geral, o Peixe Palhaço vive em águas quentes do Oceano Índico, por isso, podemos incluir o Mar Vermelho e o Oceano Pacífico. Nesse sentido, vale citar as regiões do Sudeste Asiático, Japão, Grande Barreira de Corais e Indo-Malaia.

Mas, entenda que grande parte das espécies tem uma distribuição restrita o que significa que você precisa conferir onde cada uma está, para ter certeza: Por exemplo, o A. ocellaris está presente no norte da Austrália, sudeste da Ásia e Japão.

Também tem o costume de nadar em pequenos cardumes nas encostas exteriores dos recifes ou em lagoas protegidas. A profundidade ideal para o crescimento dos indivíduos seria de 15 m.

Por outro lado, o A. mccullochi habita o oceano Pacífico sudoeste nas Ilhas Lord Howe, Norfolk, Elizabeth Reef e Middleton Reef.

Já o A. perideraion tem por principal distribuição regiões como o Arquipélago Malaio e Melanésia. Além disso, devemos citar o oeste do Oceano Pacífico da Grande Barreira de Corais e Tonga, como as Ilhas Ryukyu que ficam no Japão. A profundidade varia entre 3 e 20 m, mas os indivíduos também conseguem sobreviver em locais com a profundidade entre 50 e 65 m.

Por fim, saiba que o A. sebae está no norte do Oceano Índico. Como resultado, podemos citar locais como as Ilhas Andaman, Maldivas, Sumatra, Índia e Sri Lanka, tendo em vista que a distribuição ocorre desde Java até a Península Arábica.

Como é o comportamento dele?

O caráter e o temperamento do peixe-palhaço podem ser alcançados em todo o seu esplendor, principalmente durante o dia, pois à noite eles adoram se refugiar em suas anêmonas com calma.

A verdade é que seu comportamento é praticamente baseado na busca contínua por comida enquanto houver luz disponível. Esses animais aquáticos não costumam nadar longas distâncias, muito menos migrar.

O peixe-palhaço está em perigo de extinção?

Os peixes-palhaço não são animais aquáticos classificados como animais em extinção, mas é verdade que nos últimos anos sua comercialização em comparação com apenas uma década atrás disparou. De modo que a densidade de sua população nos habitats naturais onde são encontrados diminuiu consideravelmente, mas não o suficiente para ser considerado uma ameaça perigosa.

Quais são os predadores naturais?

Sem dúvida, o principal predador do peixe-palhaço são os humanos, já que sua comercialização para mantê-los nadando em casa reduziu um pouco sua população.

No que diz respeito às outras espécies, é evidente que quando vivem em locais com elevada densidade de espécies, são as enguias, os peixes grandes e até os tubarões que se encarregam de comer o peixe-palhaço, tornando-o parte da sua alimentação diária.

Dicas de cuidados com o peixe-palhaço

Como eles são criados?

Sabemos quais peixes são realmente dignos de admiração e que ficariam bem em qualquer aquário, por isso, se você decidiu comprar 1, ou 2 ou vários deles, queríamos preparar este pequeno guia para você saber como cuidar para o peixe-palhaço e a manutenção que isso implica:

De que aquário o seu peixe-palhaço precisa?

Se vai ter apenas este tipo de peixe, o normal é que com a aquisição de uma cabine em que entrem cerca de 150 litros de água será mais do que suficiente mas, sem pensar, preparou-se para que o seu aquário se torne a casa de vários deles é melhor reconsiderar esse volume para dobrá-lo de tamanho.

Como deve ser a água e como é mantida?

Claro que o que ele lhe diz é meramente informativo, pois quando os quiser na sua mascote ou loja de animais preferida, o gerente e especialista em peixes irá aconselhá-lo em tudo o que necessita, mas para lhe dar uma ideia aproximada, deve saber que o a água deve estar entre 24 e 27 graus Celsius.

O que damos para ele em casa?

Com certeza, assim que você conseguir este exótico peixe laranja, você também levará pequenos cães de ração com temperos e condimentos suficientes para que eles possam crescer e não adoecer em seu novo lar.

A alimentação do peixe-palhaço em cativeiro é baseada em alimentos vegetais como acelga e espinafre, muito bem cortados e picados, misturados com pequenas porções de carne, que pode incluir tanto frango como mexilhão.

Como faço para decorar o aquário para que o peixe palhaço fique confortável?

Sabemos que ter um animal de estimação aquático vivendo em uma urna sem decoração não é apropriado, por isso recomendamos que você adquira uma anêmona ocasional.

Se você administrar seu aquário ou aquário com um desses, o que conseguirá é que a agressividade que seu animal de estimação pode atingir seja drasticamente reduzida; portanto, seria muito melhor, por sua vez, levar em consideração que Se você incorpora este tipo de planta você tem que estar muito atento à água onde ela vive, controlando perfeitamente o pH e os níveis de nitrato.

Os níveis de pH não devem ser inferiores a 8 nem superiores a 8,4; Já os nitratos devem ser sempre estáveis ​​a 20ppm.

Quer comprar o par? Lembre-se:

Se você comprou um par de exemplares, pode ter comprado por engano dois do mesmo gênero, para que eles possam trazer à tona seus traços característicos de territorialidade, fazendo com que se ataquem e fiquem com apenas um.

Quando for pegá-lo, fique muito atento e se nem você nem quem está vendendo tiver clareza sobre isso, é melhor pedir a opinião e o conselho de um especialista que entenda de peixe-palhaço.

Curiosidades e perguntas frequentes sobre o peixe-palhaço

Como são as barbatanas deles?

Em relação às barbatanas, não se parecem com as do pequeno Nemo, sendo uma maior que a outra, não, ambas são proporcionais, tendo formato arredondado e acabamento em preto nas pontas.

Por que as anêmonas não afetam o peixe-palhaço?

Pela simples razão de que todo o seu corpo está protegido por uma espécie de substância viscosa e mucosa que o protege das cólicas eletrizantes que as anêmonas podem causar. Encontre as anêmonas, se você não sabe, poderíamos dizer que é uma planta marinha que, se o ser humano a tocar, pode estar com sérios problemas, pois são tóxicas ao toque.

Como o peixe-palhaço se defende?

A verdade é que, ao longo dos anos, os peixes-palhaço não evoluíram para ter armas com as quais se defender, mas são muito bons em usar o ambiente. São seus habitats naturais que os tornaram uma espécie totalmente imune às picadas de anêmonas; portanto, se surgir uma situação perigosa para eles, eles se protegerão com eles.

O que acontece quando o parceiro de um peixe-palhaço morre?

É incrível o que acontece quando um peixe macho morre e não o contrário. Quando um espécime fêmea desaparece, o macho tem a capacidade de se tornar fêmea e assim ocupar seu espaço. Quando a transformação estiver completa, outro macho ocupará o lugar deste último.

Onde os peixes-palhaço dormem?

Costumam dormir à noite ou quando falta luz dentro das anêmonas onde praticamente passam o dia nadando livremente entre elas para se proteger e se manter limpo.

Quantos ossos tem o peixe-palhaço?

O corpo do peixe-palhaço é formado por um total de até 11 vértebras na região abdominal e até 15 na região caudal.

Que barulho o peixe-palhaço faz?

De todo. De acordo com estudos publicados recentemente, juntamente com outros de vários anos, foi reconhecido por especialistas em biólogos marinhos que o peixe-palhaço tem a capacidade de grasnar, ronronar e criar explosões para mostrar o domínio que existe, especialmente entre os machos da mesma espécie.

Informações sobre o Peixe-palhaço no Wikipédia

Gostou das informações? Deixe seu comentário logo abaixo, ele é importante para nós!

Veja também: Peixe Sardinha: Conheça todas informações sobre essa espécie

Acesse nossa Loja Virtual e confira as promoções.

Youtube Video

Caixa de Comentários do Facebook

Deixe um comentário