Pesca Gerais

Peixe Pacamã: Conheça todas informações sobre essa espécie

Dentre as características principais do Peixe Pacamã, vale citar que sua carne tem textura macia e não possui espinhas, além de ser branca.

Nesse sentido, o animal também tem uma carne muito saborosa e que é uma das melhores entre os peixes de água doce.

Além disso, é uma espécie famosa em todo o mundo e que consegue se desenvolver muito bem em aquários.

Por isso, nos acompanhe para compreender além das características principais e suas curiosidades.

Classificação:

  • Nome científico – Lophiosilurus alexandri;
  • Família – Pseudopimelodidae.

Características do peixe Pacamã

Esta é uma espécie de bagre que pode ter por nome vulgar Peixe Pacamã ou Pacamão.

No exterior, o bicho tem um nome muito curioso, “Pacman Catfish”.

Assim, o animal faz parte da família dos bagres neotropicais que apresentam um corpo deprimido quando adulto.

E um ponto muito interessante sobre o corpo da espécie seria o seguinte:

Pode haver mudanças impressionantes na forma do corpo no momento em que o peixe está se desenvolvendo.

Somente quando adulto, ele tem o corpo deprimido.

Sua boca é muito grande e por esse motivo, o animal tem o nome vulgar de PacMan. Já a cabeça é achatada.

Também tem três pares de barbilhões na face e a mandíbula é projetada para frente, algo que torna os dentes expostos mesmo quando a boca está fechada.

Com relação à coloração do peixe, ele é escuro e alcança um comprimento máximo de 72 cm, além dos 5 kg de peso.

E quanto à carne do Peixe Pacamã, vale citar que ela tem um alto rendimento de filé e pode ser servida de diversas formas.

Outro benefício de sua carne seria o valor nutritivo e seus componentes saudáveis, algo que a torna boa, até mesmo para as dietas de baixa caloria.

Dessa forma, há os que prefiram a carne assada, frita ou ensopada.

Por fim, saiba que o repovoamento de reservatórios, pode ser feito com esta espécie. Aliás, o seu comportamento é sedentário.

O Peixe Pacamã é uma espécie importante economicamente na região do rio São Francisco por conta da carne saborosa e saudável.

Reprodução do peixe Pacamã

Sobre a reprodução natural do Peixe Pacamã, sabe-se que o animal realiza a desova parcelada.

Em outras palavras, a reprodução pode acontecer diversas vezes durante o clico.

E basicamente esta desova ocorre nos períodos de setembro até maio.

No entanto, há a possibilidade desta espécie se reproduzir durante todo o ano, principalmente em regiões quentes.

Inclusive, com relação à criação em aquário, este tipo de desova permite que o aquarista colete ovos a cada 15 dias.

Desse modo, os ovos ficam “colados” na superfície que é usada como um tipo de ninho aberto na areia.

E uma característica muito importante é que os machos apresentam um grande cuidado com a prole.

Além disso, machos e fêmeas são similares, por isso, o dimorfismo sexual ainda não foi identificado.

Alimentação

Por meio de alguns estudos científicos, foi possível constatar que a espécie é carnívora, por isso, acredita-se que se alimente de outros peixes de pequeno porte.

Mas, não se sabe ao certo quais seriam as outras espécies que servem de comida em sua alimentação natural.

Por outro lado, a alimentação do Peixe Pacamã em aquário se consiste em ração industrializada.

E considerando o hábito carnívoro do animal, é fundamental que ocorra a adequação correta da espécie em aquário.

Isso porque caso o peixe simplesmente seja criado com outras espécies, ele pode se tornar canibal.

E outro ponto interessante sobre o aquário é que o bicho precisa ser criado em um local com substrato arenoso.

Curiosidades

Em primeiro lugar, uma curiosidade negativa sobre o Peixe Pacamã seria a seguinte:

De acordo com o Ministério do Meio Ambiente do Brasil, a vida da espécie está ameaçada.

Isso significa que em alguns locais, é possível que a sua captura seja proibida a fim de preservar os peixes.

Outro ponto curioso tem relação com o seu valor econômico.

De modo geral, o animal é um dos queridos na região do rio São Francisco.

Isso porque seu filé tem muita qualidade e ele não tem espinhos intramusculares.

Aliás, o bicho tem grande potencial para a aquicultura, algo que influencia positivamente em seu valor.

Por fim, como dito no tópico de características, o animal pode sofrer grandes mudanças corporais no momento de desenvolvimento.

Levando este fato em consideração, o Peixe Pacamã é ideal para que os pesquisadores analisem mudanças morfológicas durante a sua evolução.

O objetivo das pesquisas seria buscar por boas interpretações a respeito da polaridade dos indivíduos.

Onde encontrar o peixe Pacamã

Em todo o mundo, o Peixe Pacamã pode estar em diversas regiões tropicais como na América do Sul, África e até mesmo no Sudeste Asiático.

Nativo do Rio São Francisco, houve a introdução em outros locais como a Bacia do Rio Doce.

Nesta introdução específica, os pesquisadores não foram capazes de entender os efeitos sobre as espécies nativas da região.

Assim, os ambientes lênticos são os principais para que o animal habite.

Inclusive, ele tem um costume de ficar na parte mais funda de rios, camuflando-se na terra. Essa seria uma estratégia para que o peixe fique longe da luminosidade e se proteja dos predadores.

Informações sobre o Peixe-pacamã no Wikipédia

Gostou das informações? Deixe seu comentário logo abaixo, ele é importante para nós!

Veja também: Peixe Piraíba: Conheça tudo sobre essa espécie

Acesse nossa Loja Virtual e confira as promoções!

Posts Relacionados

Deixe um Comentário