Pesca Gerais

Peixe-lua: o maior e a mais pesada espécie de peixe ósseo do mundo

peixe lua

A maioria das espécies de Peixe-lua tem por nome científico “mola” que foi dado pelo naturalista sueco Carl Linnaeus na década de 1700.

Este naturalista verificou que as espécies tinham o costume de se deliciar com o sol e elas pareciam com grandes pedras de moer.

Daí vem o nome “mola” oriundo do latim, que significa mó.

Nesse sentido, ao prosseguir a leitura, você poderá conhecer algumas das espécies de peixe lua, suas características, distribuição e curiosidade, vamos lá:

Classificação:

  • Nome científico – Mola mola, M. tecta e Masturus lanceolatus;
  • Família – Molidae.
peixe lua Mola mola
By Per-Ola Norman – Own work, Public Domain, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=7390965

Espécies de Peixe-lua

A espécie mais famosa tem por nome científico “Mola mola”, além de representar o peixe ósseo mais pesado do planeta.

Assim, por ser um animal de grande porte, o maior exemplar tinha 3,3 m de altura, além da massa de 2,3 toneladas.

Podemos identificar o dimorfismo porque a fêmea é maior que o macho.

Um dos grandes diferenciais está relacionado a morfologia, pois o peixe tem uma degeneração da coluna vertebral.

Esta característica faz com que ele tenha uma estrutura larga e dura de nome “clavus” que fica no lugar da nadadeira caudal.

A boca é pequena e há um buraco na base das nadadeiras peitorais que seria a abertura das brânquias.

As nadadeiras são arredondadas, pequenas e estão direcionadas para cima.

Embora não tenha espinhos dorsais e anais, o peixe tem até 17 raios moles na nadadeira anal e de 15 a 18 raios moles na dorsal.

A pele não tem escamas e seria muito áspera, com uma coloração prata-esbranquiçada ou cinza-escura.

Por isso, o padrão de pigmentação é único.

No que diz respeito à locomoção da espécie, vale falar o seguinte:

Durante muito tempo, diversos especialistas acreditavam que o peixe tinha muita dificuldade de locomoção por conta do seu tamanho e peso.

Dessa forma, os indivíduos eram vistos como organismos que vagavam passivamente pelo oceano.

Mas, recentemente, descobriu-se que este é um nadador ativo que é capaz de alcançar altas velocidades por meio de movimentos horizontais direcionados e mergulhos profundos.

As nadadeiras dorsal e anal são longas e também ajudam na locomoção sincronizada do animal.

Por fim, a espécie dificilmente é mantida em cativeiro por conta do seu tamanho e porque tem a mesma toxina que os baiacus.

Demais espécies

Por outro lado, há o peixe-lua trapaceiro ou enganador (M. tecta) que está relacionado com a espécie acima.

Assim, o animal se misturou com outras espécies de peixe-lua por muito tempo, sendo descoberto somente no ano de 2015.

Daí vem um de seus nomes científicos “tecta”, do latim que significa “oculto”.

Em 130 anos, esta foi a primeira espécie de peixe-lua a ser identificada em uma praia que fica próxima de Christchurch, na Nova Zelândia.

O formato é oval plano, quase simétrico, sendo que o corpo não tem nenhuma saliência.

O comprimento máximo é de 3 m e o peso de 2 toneladas. As escamas, na verdade, são espinhos pequenos, algo que também pode ser observado em outros peixes cartilaginosos.

Há um sombreado contrário, ou seja, na parte dorsal, a cor é mais escura quando comparamos com a região ventral.

A espécie Mola tecta é mais magra e o seu focinho não é protuberante.

Por fim, devemos falar sobre o peixe-lua-rabudo (M. lanceolatus) que vive em mares temperados e tropicais.

Esta é uma das espécies menos conhecidas porque ela dificilmente é vista.

Como resultado, pouco se sabe sobre a história de vida e a biologia.

Apesar disso, o animal é importante no comércio, em especial nas regiões que ficam próximas de Taiwan.

O corpo tem um formato oval, a cor geralmente é cinza e como diferencial, há algumas manchas em todo o corpo.

Os dentes que ficam nos maxilares são fundidos em bico e esta é uma das maiores espécies porque alcança 3,4 m.

Além disso, a sua massa máxima é de 2 mil kg.

peixe-lua ocean sunfish moonfish

Características do Peixe-lua

Agora podemos falar sobre as características observadas em todas as espécies de Peixe-lua.

Primeiro de tudo, esta é uma criatura estranha, sendo considerada uma das mais bizarras de todo o oceano.

Uma das principais características para tornar o animal estranho é o formato de seu corpo.

Por exemplo, os dentes são fundidos em uma estrutura que se parece com um bico, o que faz com que o peixe não consiga fechar a sua boca totalmente.

Apesar de estarem ameaçadas de extinção, as populações vivem em todos os oceanos tropicais e temperados, incluindo também a costa do nosso país.

Falando exclusivamente do Brasil, a espécie está na lista dos peixes ameaçados de extinção e em uma escala mundial, a situação é vulnerável.

Como a principal causa da morte de indivíduos, vale citar que eles ficam presos em redes de emalhar à deriva, podendo sufocar no lixo marinho.

Além disso, algumas espécies alcançam até 4,5 m de altura e 3,5 m de largura.

Com relação aos seus predadores, vale falar sobre as orcas, tubarões e leões-marinhos, além do ser humano.

Dessa forma, as espécies são importantes na culinária do Japão e em Taiwan.

Reprodução do Peixe-lua

O Peixe-lua fêmea é capaz de produzir até 300 milhões de ovos a cada época de reprodução.

No momento ideal, elas liberam os ovos que logo em seguida, são fecundados pelos machos.

Na primeira fase de desenvolvimento das larvas, elas perdem a barbatana caudal para que venham ganhar espinhos conspícuos.

Alimentação

As espécies comem zooplânctons e pequenos peixes.

Curiosidades

Como curiosidade, vale falar sobre que a profundidade máxima para o Peixe-lua viver seria de 600 m.

E logo após sair da profundidade, os peixes vão até a superfície e há uma confusão com tubarões por conta das barbatanas dorsais.

Assim, para diferenciar tubarões de peixes-lua, saiba que um tubarão nada movendo a cauda para os lados.

Por outro lado, o peixe-lua nada em forma de remo.

Outra curiosidade interessante é que os pesquisadores não conseguiram descobrir a quantidade de tempo que a espécie vive na natureza.

Somente por meio de testes em cativeiro, acredita-se que a expectativa de vida seja de até 10 anos de idade.

Onde encontrar o Peixe-lua

O peixe vive sozinho e habita as águas abertas, além de ser visto em leitos de algas aproveitando os pequenos peixes que removem parasitas de sua pele.

Mas, a distribuição de cada espécie deve ficar clara para você, entenda:

A espécie M. mola vive na parte pelágico-oceânica, sendo que a profundidade máxima é de 480 m, apesar de viver entre 30 e 70 m.

A distribuição deste Peixe-lua é mundial e a temperatura da água varia entre 12 e 25°C.

Por isso, os exemplares estão no leste do Pacífico: desde a Colúmbia Britânica que fica no Canadá, até os países como Chile e Peru.

Na parte Oeste, o animal vive desde o Japão até a Austrália.

De outro modo, falando sobre o oceano Atlântico, o peixe está na parte Oeste, incluindo regiões desde o Canadá até a Argentina.

Na zona Leste, a distribuição inclui locais desde a Escandinávia até a África do Sul. Também está em outros lugares do mundo como o Mar Negro.

De outro modo, acredita-se que a espécie M. tecta viva no hemisfério sul.

Além da Nova Zelândia, o animal também pode estar na Austrália, África do Sul e Chile.

Há dois casos de indivíduos que foram vistos no Hemisfério Norte.

O primeiro animal estava próximo de Santa Bárbara, na Califórnia, visto no ano de 2019 e o segundo estava no sul do Pacífico.

O único local em que a espécie não vive seria a área polar, por isso, é a mais difundida.

Por fim, a espécie M. lanceolatus está na parte epipelágica dos mares.

No período diurno, os indivíduos nadam entre as profundidades de 5 e 200 m, ao mesmo tempo em que a noite estão em locais um pouco mais profundos, com no máximo 250 m.

Também estão em uma profundidade de até 1.000 m.

Conclusão

Gostou das informações? Deixe seu comentário logo abaixo, ele é importante para nós!

Informações sobre peixe Lua no Wikipédia

Veja também: Tubarão Martelo: Tem essa espécie no Brasil, está em extinção?

Acesse nossa Loja Virtual e confira as promoções!

Posts Relacionados

Deixe um Comentário