Pesca Gerais

Belíssimo, mas perigoso: peixe-leão tem veneno capaz de causar sérios danos

peixe-leão de frente

O peixe-leão é um nome vulgar para uma grande variedade de peixes marinhos que pertencem aos gêneros Dendrochirus, Ebosia, Brachypterois, Parapterois ou Pterois.

Os peixes também atendem pelos nomes de “peixe-peru”, “peixe-escorpião” e “peixe-dragão”, sendo que a maioria é venenosa.

Portanto, nos acompanhe ao decorrer do conteúdo para entender as características das principais espécies.

Classificação

  • Nome científico – Pterois volitans, P. miles, P. radiata e P. antennata;
  • Família – Scorpaenidae.

Principais espécies de Peixe-leão

Pode-se dizer que o peixe-leão-vermelho (P. volitans) é o mais famoso, também tendo por nome “peixe-zebra”.

O corpo do animal é repleto de listras brancas, incluindo também os faixas nas cores marrom ou vermelho, sendo que os jovens têm 2,5 cm.

Os adultos têm 47 cm de comprimento total, por isso, a espécie é a maior dos peixes-leão que vivem no oceano.

A expectativa de vida é de 10 anos e os indivíduos contam com espinhos venenosos e grandes que se projetam do corpo.

Estes espinhos se parecem com uma juba, vindo daí vem o nome vulgar mais comum.

Tais características impedem o ataque de predadores e tornam os peixes não comestíveis.

Além disso, há o peixe-leão-comum (P. miles) também famoso por pirilampo, que pode ser facilmente confundido com o peixe-leão-vermelho.

Apesar disso, o animal tem 35 cm de comprimento quando adulto, sendo menor que o P. volitans.

Desse modo, a barbatana dorsal é parecida com uma pena, sendo que nela há 13 espinhos longos e fortes, bem como até 11 raios moles.

A sua barbatana anal conta com até 7 raios moles e 3 espinhos longos, tal como a barbatana peitoral se assemelha a asas com raios lisos e largos que ficam separados.

A coloração varia entre as cores cinza, castanho e vermelho, ao mesmo tempo em que podemos ver barras verticais finas e escuras em todo o corpo.

Como diferencial, a cabeça é menos angular do que a do peixe-leão-vermelho e o seu comportamento é noturno.

peixe-leão colorido

Demais espécies

Em contrapartida, devemos falar de espécies menos famosas como o peixe-leão claro (P. radiata), que também atende por peixe-fogos de artifício, peixe-leão-radiata, peixe-leão-da-cauda e firefish radial.

A espécie é carnívora e tem barbatanas raiadas com espinhos venenosos.

Como diferencial, os indivíduos possuem espinhos sem nenhuma marca, além de apresentarem um par de listras claras horizontais no pedúnculo caudal.

Dessa forma, o comprimento máximo é de 24 cm, apesar de o comum ser 20 cm.

Falando sobre as barbatanas, a anal tem até 6 raios moles e 3 espinhos, ao mesmo tempo em que a dorsal possui até 12 raios moles e 13 longos espinhos venenosos.

As peitorais são grandes e alargam-se para os lados, tendo uma cor clara.

Por fim, as demais barbatanas são incolores.

Com relação à cor do corpo, podemos citar o marrom-avermelhado com 6 barras escuras verticais de cores diferentes que são separadas por linhas finas e brancas.

E como último exemplo de espécie, há o Spotfin lionfish (P. antennata) que tem o comprimento máximo de 20 cm.

Os indivíduos têm barbatanas dorsais espinhosas venenosas e vivem em recifes e lagoas.

Nestes locais, eles costumam se esconder no período diurno e durante a noite, eles caçam caranguejos e camarões.

Características do Peixe-leão

Quando tratamos as espécies como uma só, podemos falar sobre as seguintes características similares:

Em primeiro lugar, o peixe-leão é um predador voraz que usa os espinhos para encurralar as vítimas no momento do ataque.

Assim, com um movimento rápido, o animal é capaz de engolir a sua presa.

O nome vulgar mais comum vem dos espinhos dorsais que são grandes e também por conta da coloração listrada que inclui cores como branco, preto, amarelo, marrom, laranja e vermelho.

No geral, a expectativa é de 15 anos de idade e os maiores indivíduos pesam 200 g.

Também possuem o hábito noturno e durante o dia ficam abrigados em fendas ou cavernas.

peixe-leão nadando

Reprodução do Peixe-leão

Não se sabe informações gerais sobre a reprodução das espécies. Por esse motivo, tudo o que será dito neste tópico corresponde à espécie mais famosa, o peixe-leão vermelho:

Por ter uma vida solitária, os exemplares se agrupam somente na época de reprodução.

Normalmente as fêmeas se juntam a um macho, sendo que elas liberam duras massas de ovos que são fecundados pelo macho antes mesmo de flutuar para a superfície.

Nesse sentido, elas podem colocar até 30 mil ovos, sendo que nos meses mais quentes, as fêmeas liberam mais ovos.

Por meio de uma mucosa adesiva, os ovos ficam fixos nos corais e rochas próximos ao período entre-marés antes da eclosão.

Alimentação

A dieta do peixe-leão inclui os peixes pequenos que são comidos vivos.

Por outro lado, os indivíduos podem comer camarão congelado quando vivem em cativeiro.

Curiosidades

Como curiosidade das espécies, decidimos falar sobre o veneno:

O veneno é injetado no corpo de qualquer ser humano ou animal por meio dos espinhos que ficam nas áreas anal, pélvica e dorsal.

Assim, cada espinho tem duas glândulas que são responsáveis pela produção e armazenamento do veneno.

Além disso, há os espinhos peitorais que não contam com glândulas de veneno.

No que diz respeito à potência do veneno, saiba que ela pode variar conforme o tamanho e a espécie do peixe.

Quando atacada, a pessoa pode sentir dor intensa, inchaço, fraqueza muscular, tontura, náuseas, dor de cabeça e respiração ofegante.

O veneno é constituído de proteínas termossensíveis que são vulneráveis ao calor.

Portanto, os primeiros socorros podem ser feitos através da imersão da área afetada em água quente (43-45 °C) por no máximo 40 minutos para que a dor diminua.

peixe-leão venenoso

Onde encontrar o Peixe-leão

Todas as espécies de peixe-leão são naturais do Indo-Pacífico, vivendo próximas de recifes de coral.

Alguns indivíduos podem viver em outros locais do mundo por conta da introdução.

Por isso, saiba que o peixe-leão-vermelho vive no oeste e centro do Pacífico, bem como ao largo da costa oeste da Austrália.

Houve também a introdução acidental no Atlântico Ocidental e no norte do Golfo do México, o que fez com que os indivíduos se tornassem invasores.

O peixe-leão-comum está no Mar Vermelho, bem como desde a África do Sul até a Indonésia.

A distribuição também inclui o Mar Mediterrâneo oriental e central, perto de Chipre, além do Mar do Caribe e da costa leste dos Estados Unidos, onde são vistos como invasores.

Do mesmo modo, o peixe-leão claro está na África do Sul, Indonésia, norte da Austrália e Nova Caledônia.

É comum ver o animal em recifes rochosos costeiros em uma profundidade de 25 m, sendo que os jovens ficam em poças de maré.

Por fim, o spotfin lionfish vive nos oceanos tropicais Pacífico Ocidental e Índico.

Enfim, gostou das informações? Então, deixe seu comentário logo abaixo, ele é importante para nós!

Informações sobre o Peixe-leão no Wikipédia

Veja também: Peixe-bolha: Conheça tudo sobre o animal considerado mais feio do mundo

Acesse nossa Loja Virtual e confira as promoções!

Posts Relacionados

Deixe um Comentário