Pesca Gerais

Peixe Jaú: Conheça tudo sobre essa espécie

O Peixe Jaú é considerado um dos maiores peixes das águas brasileiras com o seu 1,60 m.

Mas, o peso desta espécie não é a única característica que a torna um excelente exemplar para a prática da pesca esportiva.

Portanto, para conhecer todas as características corporais e os hábitos deste bicho, nos acompanhe durante o conteúdo.

Classificação:

  • Nome científico – Zungaro zungaro;
  • Família – Pimelodidae.

Características do peixe Jaú

O peixe Jaú é uma espécie com o corpo grosso e curto, com esporões nas pontas das nadadeiras, que também é conhecida como jundiá-da-lagoa ou Giant Catfish.

Sendo assim, este é um peixe de couro que tem muita força e conta com uma cor parda com manchas escuras em seu dorso e um abdômen branco.

Inclusive, os indivíduos mais jovens, normalmente chamado de jaús-poca, podem apresentar coloração amarelada no dorso, juntamente com algumas manchas em tom violeta.

Além disso, a espécie é facilmente identificada graças a sua grande cabeça achatada.

Para que você tenha noção a cabeça do peixe Jaú mede 1/3 do total de seu corpo

Outra característica muito importante desta espécie é que ela chega a pesar 120 kg e medir até 1,60 m.

Uma das maiores espécies de águas brasileiras é o Peixe Jaú, podendo alcançar até 1,60 m. Saiba mais de suas características.
Jaú Cross, pescaria insana de cima das pedras, Johnny Hoffmann

Reprodução do peixe Jaú

Primeiro de tudo, cabe citar que ao atingir 10 kg de peso, o peixe Jaú se torna maduro sexualmente e faz uma desova total.

Deste modo, a desova total significa que o peixe migra e desova no leito do rio, algo comum entre os peixes de grande porte.

Com isso, as larvas se alimentam das larvas de outros peixes e se desenvolvem somente na penumbra (ponto que se encontra entre a luz e a sombra).

Portanto, caso as larvas fiquem em um ambiente com muita claridade, provavelmente irão morrer de inanição.

Alimentação

Basicamente o peixe Jaú é carnívoro, voraz e se alimenta de outras espécies de escama, especialmente durante a época seca.

Dessa maneira, uma estratégia muito usada para capturar de suas vítimas, é se esconder nos poços criados por cascatas para se alimentar dos peixes que sobem o rio para desovar.

Uma das maiores espécies de águas brasileiras é o Peixe Jaú, podendo alcançar até 1,60 m. Saiba mais de suas características.

Com isso, embora seja um peixe grande, seu ataque é rápido e certeiro.

Curiosidades

A primeira curiosidade é que na região amazônica, normalmente a carne deste peixe não é muito valorizada, pois é considerada reimosa.

No entanto, no Sudeste do nosso país a carne é muito apreciada na gastronomia.

A segunda curiosidade está relacionada com uma ameaça para esta e diversas outras espécies.

Infelizmente o peixe Jaú sofre com a destruição do seu habitat natural devido à criação de grandes barragens, em especial nos rios Grande e Paraíba.

Por esse motivo, encontrar um exemplar com mais de 1,60 m e 120 kg, pode ser difícil.

De modo geral, o pescador poderá capturar peixes que ultrapassam os 50 kg em algumas regiões do Pará e do Mato Grosso, por exemplo.

Por isso, tenha em mente que a captura de exemplares maiores é rara.

Onde encontrar o peixe Jáu

Basicamente nas regiões Norte, Centro-Oeste, bem como, em alguns locais dos Estados de São Paulo, Minas Gerais e Paraná, o bicho pode ser pescado.

Portanto, o peixe está presente em canais de rios e poços fundos, como o final de corredeiras.

Além disso, quando levamos em consideração os seus hábitos noturnos e o fato de ser carnívoro, é possível afirmar que a espécie deve ser pescada no final da tarde até amanhecer.

Por isso, quando você notar alguns redemoinhos na superfície, possivelmente isso indica a presença de um peixe Jaú.

Pescaria desembarcada de Jaú realizada por Johnny Hoffmann

Dicas para pesca do peixe Jaú

Certamente o uso de uma tralha pesada é fundamental para a pesca deste peixe que é grande e pesado porque tais equipamentos lhe oferecerão maior resistência e facilidade.

Sendo assim, use varas de ação pesada ou extra pesada de 30 a 50 lb, bem como, linhas de 50 a 80 lb.

Outra dica é o uso de carretilhas ou molinetes que comportem por volta de 150 m.

Você também precisa manter a isca no fundo, por isso, uma estratégia é o uso de chumbadas do tipo oliva entre 200 g e 1 kg.

Assim, o peso da chumbada é algo que pode depender de acordo com a profundidade e força da água.

Com relação às iscas para a pesca do peixe Jaú, prefira as vivas e inteiras.

Também invista em peixes como a tuvira, muçum ou pirambóia, cascudos, traíra, piaus, piabas e minhocuçu.

Inclusive, é possível fisgar o peixe com o uso de coração e fígado de boi, assim como, a tripa de galinha.

De outra forma, uma dica essencial para uma fisgada eficiente é a paciência.

Para resumir, você precisa aguardar até que o peixe coloque a isca na boca e tome um pouco de linha.

Depois disso, quando você sentir o peso, dê aquela puxada.

Gostou das informações? Deixe seu comentário logo abaixo, ele é importante para nós!

Veja também: Peixe Dourado: Conheça tudo sobre essa espécie

Visite nossa Loja Virtual e confira as promoções!

Posts Relacionados

Deixe um Comentário