Pesca Gerais

Peixe Galo: Conheça todas informações sobre essa espécie

peixe galo

O Peixe Galo não é um animal muito valorizado na pesca comercial por conta de sua carne, mas quando levamos em consideração as características corporais, o animal se diferencia.

Dessa forma, diversos aquários públicos valorizam o formato e também a aparência chamativa do bicho.

Outro ponto interessante seria o seu comportamento agressivo, o que o torna interessante para a pesca esportiva.

Sendo assim, nos acompanhe e conheça todas as características das principais espécies, alimentação, reprodução e finalmente, dicas de pescaria.

Classificação:

  • Nome científico – Selene vomer, Selene setapinnis e Selene brownii.
  • Família – Carangidae.

Espécies de Peixe Galo

Em primeiro lugar, você deve saber que existem três espécies de Peixe Galo.

Dessa forma, iremos esclarecer a seguir as características da espécie principal e depois falar sobre as outras duas espécies.

Principal espécie

O Selene vomer seria o principal tipo de Peixe Galo e também pode ter por nome vulgar galo-de-penacho.

Na língua inglesa, o animal é conhecido por lookdown e foi catalogado no ano de 1758 por Carl Linnaeus, na 10ª edição do Systema Naturae.

Desse modo, é comum que a espécie seja confundida com outros animais como o moonfish do Atlântico.

Mas, o que o diferencia seria o segundo raio em cada nadadeira que é mais longo do que os raios circundantes.

Como consequência, as barbatanas anal e dorsal podem ser parecidas com uma foice.

E assim como o peixe-lua do Atlântico, esta espécie tem um corpo profundo e comprimido na lateral, que tem o formato de losango.

Outra particularidade sobre este peixe seriam os olhos altos e uma cabeça com a boca baixa.

As características acima tornam o perfil geral da cabeça, côncavo.

Quanto à coloração, o lookdown pode ser prata nos lados e apresenta um tom negro na parte superior do corpo.

Os indivíduos jovens têm barras na parte vertical que são fracas e desaparecem conforme o desenvolvimento do animal.

O seu tamanho comum seria de 48 cm e o peso de 2 kg.

Demais espécies

E além do peixe lookdown, devemos falar sobre espécies de Peixe Galo que possuem muitas similaridades entre si.

A primeira seria o Selene setapinnis conhecido por peixe-lua do Atlântico.

Esta espécie tem como diferencial a sua mancha na base das barbatanas peitorais.

No que diz respeito à cor, ele pode ser prata ou azul metálico, assim como há um tom amarelado na barbatana caudal.

Já as regiões do pedúnculo caudal e dorsal apresentam uma borda negra.

Em segundo lugar, temos o Selene brownii que pode ser chamado de galo-olhudo ou peixe lunar do Caribe.

Como diferencial, os indivíduos jovens da espécie possuem os primeiros quatro espinhos da barbatana dorsal muito longos.

Dessa forma, os espinhos têm um tamanho equivalente à profundidade do corpo.

Seu tamanho comum seria de 20 cm e o máximo de 29 cm de comprimento total.

Por fim, para diferenciar o Selene setapinnis do S. brownii, saiba que a segunda espécie tem um corpo mais curto, além de olhos maiores.

Além disso, o peixe galo-olhudo seria mais comum nas praias do Nordeste.

Características do peixe Galo

Antes de mencionar as características gerais das três espécies, saiba que Selene significa “lua” no grego e se refere ao formato do corpo destes peixes.

Dessa forma, saiba que eles têm um corpo muito alto e estreito, duas características que dificultam a observação por mergulhadores.

No geral, eles têm uma cor prata como base, mas ela pode variar de acordo com a espécie.

Quanto ao comportamento, o Peixe Galo prefere nadar em cardumes, pares ou trios e circula da superfície a 50 m de profundidade.

Reprodução do peixe Galo

A reprodução da espécie ocorre nos meses de calor e em águas abertas.

Desse modo, os ovos flutuam e formam as lavas, que comem zooplâncton.

Alimentação

Em sua alimentação natural, o Peixe Galo come peixes, crustáceos e moluscos.

Por outro lado, a alimentação em aquário é feita com bloodworm vivo ou congelado, crustáceos, piperador e comida seca.

Nesse sentido, o aquarista deve ter em mente que o animal tem um excelente apetite e aceita a comida a qualquer momento.

Assim, é fundamental evitar a alimentação em excesso, oferecendo a comida em pequenas porções.

E uma característica importante é que a dieta deve ser de alimentos vivos. Os vermes congelados e crustáceos secos são somente um suplemento.

Onde encontrar o peixe Galo

Dependendo da espécie de Peixe Galo, você poderá encontrá-lo em diferentes locais.

Por exemplo, o Selene vomer e o S. setapinnis são comum no Atlântico ocidental, em especial, nos países como Canadá e Uruguai.

Algumas regiões de Bermudas e do Golfo do México, podem abrigar as espécies. Além disso, podem ser vistos, com dificuldade, nas Grandes Antilhas.

Por isso, os peixes preferem as águas marinhas e salobras, que tenham uma profundidade de 1 a 50 m.

Podem também viver nas águas rasas que ficam próximas da costa, logo nos locais que têm fundo arenoso. Já os indivíduos jovens vivem em estuários.

Outros países ou locais que o S. setapinnis está seriam Argentina e Nova Escócia.

De outro modo, o S. brownii ou peixe lunar do Caribe, habita as águas costeiras, assim como os fundos rochosos.

Está presente especialmente nas ilhas do Caribe (daí vem seu nome vulgar), além de Cuba e Guadalupe.

Dicas para pesca do peixe Galo

Para a captura do Peixe Galo, use sempre os materiais de tipo leve.

Assim, as linhas podem ser entre 0,20 e 0,35, bem como os anzóis devem ter o n° de 8 a 4.

Caso prefira os modelos de iscas naturais, use a tatuíra, minhoca da própria praia ou os pedaços de camarões mortos e sardinhas.

Aos que preferirem os modelos de iscas artificiais, indicamos jigs branco e amarelo.

Gostou das informações sobre o Peixe Galo? Deixe seu comentário logo abaixo, ele é importante para nós!

Veja também: Peixe Bonito: Conheça todas informações sobre essa espécie

Acesse nossa Loja Virtual e confira as promoções!

Posts Relacionados

Deixe um Comentário