Pesca Gerais

Peixe Cachara: Conheça tudo sobre essa espécie

O peixe Cachara pode alcançar um peso de até 20 kg, por isso, é uma espécie cobiçada pelos pescadores.

Dessa forma, o animal é pescado principalmente durante o período da noite, bem como, em alguns rios da América do Sul.

Saiba todos os detalhes a respeito da espécie, bem como, algumas dicas de pesca.

Classificação

  • Nome científico – Pseudoplatystoma fasciatum;
  • Família – Pimelodidae.

Características do peixe Cachara

Esta é uma espécie nativa da América do Sul e é um tipo de bagre de bigode comprido.

De forma mais específica, o animal é original de países como Guiana, Suriname e Guiana Francesa.

Sendo assim, rios como Corantijn e Essequibo podem abrigar o peixe.

No Brasil o peixe é conhecido como Cachara no Pantanal e como Surubim na Bacia Amazônica e se diferencia de outras espécies devido as suas manchas.

Portanto, entenda como são as manchas do peixe a fim de identificá-lo facilmente:

As manchas são em forma de malhas e começam na região dorsal do animal, se estendendo até próximo ao ventre.

Por outro lado, além das manchas espalhadas pelo seu corpo, o peixe tem seis barbilhões compridos em sua cabeça.

A sua cabeça é achatada e grande, pois representa um terço do total de seu corpo.

Inclusive, o seu corpo inteiro é alongado, aerodinâmico e roliço, com esporões nas pontas das nadadeiras peitorais e dorsal.

Depois disso, quando falamos sobre o tamanho do peixe Cachara, entenda que ele pode alcançar mais de 1,20 m de comprimento total.

Deste modo, os maiores exemplares também chegam a pesar mais de 25 kg.

O peixe tem uma cor cinza escuro no dorso que vai clareando em direção ao ventre.

Com isso, sua coloração se torna branca logo abaixo da linha lateral.

O peixe Cachara pode ultrapassar os 20 kg e oferece uma pescaria com esportividade. Conheça todas as informações sobre a espécie.
Pescador Johnny Hoffmann com uma linda Cachara

Reprodução do peixe Cachara

Os peixes desta espécie aproveitam o período de piracema para realizar a desova.

Ou seja, eles têm uma migração reprodutiva, em que precisam nadar rio acima, durante a seca ou a partir do início da enchente, para se reproduzir.

Portanto, cabe citar que a fêmea se torna sexualmente madura com 56 cm e o macho, com 45 cm.

Alimentação

O peixe Cachara é piscívoro e tem um ataque muito rápido e certeiro.

Assim, o predador com hábitos noturnos se alimentar de outros peixes e crustáceos como os caranguejos.

Por exemplo, muçum, tuvira, lambari, piau, curimbatá, camarão e alguns organismos aquáticos, costumam compor a alimentação do bicho.

Curiosidades

Em primeiro lugar, cabe citar que o peixe Cachara e o pintado são peixes diferentes.

Muitas pessoas costumam confundir as duas espécies, pois os animais apresentam algumas similaridades, como, por exemplo, o corpo revestido de couro.

Bom, a confusão ocorre porque eles pertencem a ordem siluriforme que abrange mais de 600 espécies.

Mas, sempre tenha em mente que, apesar de serem desta ordem, os animais são diferentes.

Outro ponto curioso é que o Cachara geralmente prefere a captura de peixes de escamas para se alimentar.

Inclusive, caso você tenha conseguido capturar um peixe muito grande desta espécie, provavelmente é uma fêmea.

As fêmeas costumam atingir um tamanho maior do que os machos.

Por fim, com relação à captura de suas presas, os peixes jovens são inquietos. Já os animais adultos esperam quase que imóveis para o sucesso de sua captura.

Onde encontrar

Além dos rios Corantijn e Essequibo, é possível pescar a espécie nas regiões Norte e Centro-Oeste, nas Bacias Amazônica, Araguaia-Tocantins e Prata.

Você também pode realizar a pescaria em Estados como São Paulo, Paraná, Minas Gerais e Santa Catarina.

Dessa forma, o peixe Cachara normalmente nada em canais de rios, da mesma forma que, os poços profundos, como o final de corredeiras.

Aliás, normalmente o animal espreita as suas presas e se esconde de seus predadores em praias, matas inundadas e igapós.

Por isso, procure esses locais para o sucesso de sua pescaria.

Dicas para pesca do peixe Cachara

Em conclusão, cabe citar que esta espécie é mais ativa durante a noite, quando sai à procura de pequenos peixes de escamas e camarões.

Portanto, realize a pesca noturna para capturar o peixe, caso seja possível. Da mesma forma, você pode priorizar a pesca da tarde até o amanhecer.

Provavelmente a espécie estará menos ativa com a luz do dia, mas é possível capturar alguns peixes.

Também é importante que você pesque durante as épocas de fevereiro a outubro, visto que é o momento de maior atividade dos peixes.

E finalmente entenda o seguinte:

Em nosso país, infelizmente o peixe está escasso e os que são pescados têm um tamanho pequeno.

Sendo assim, para conseguir pescar um peixe que ultrapasse os 20 kg, visite regiões como o Pará e o Mato Grosso.

Além disso, caso tenha encontrado um peixe com menos de 56 cm, devolva ao rio para que ele consiga se reproduzir.

Gostou das informações sobre o Peixe Cachara? Deixe seu comentário logo abaixo, ele é muito importante para nós!

Acesse nossa Loja Virtual e confira as promoções!

Veja também: Tucunaré: algumas espécies, curiosidades e dicas desse peixe esportivo

Posts Relacionados

Deixe um Comentário