Pesca Gerais

Peixe-boi: Conheça todas informações sobre essa espécie

peixe-boi

Apesar de ser um animal pesado, o Peixe-boi tem a capacidade de nadar muito bem porque ele impulsiona a nadadeira caudal e usa as duas peitorais para controlar seus movimentos.

Dessa forma, o bicho consegue se movimentar com agilidade dentro da água e chega a fazer algumas manobras, assim como fica em diversas posições.

E outra característica muito interessante sobre este animal seria que ele precisa subir até a superfície para respirar.

E bem como os seus companheiros mamíferos, o peixe respira pelos pulmões.

Assim, ele pode ficar somente 5 minutos debaixo da água quando está mergulhando.

Por outro lado, quando está em repouso, o Peixe-Boi fica até 25 minutos submerso e sem respirar.

Desse modo, para conferir ainda mais características e curiosidades da espécie, prossiga a leitura:

Classificação:

  • Nome científico – Trichechus senegalensis, T. manatus, T. inunguis e T. hesperamazonicus;
  • Família – Trichechidae.

Espécies de Peixe Boi

Antes de citar as características gerais do animal, é importante ressaltar que o nome vulgar “Peixe Boi” pode se referir a 5 espécies.

Por isso, entenda as particularidades de cada uma:

A princípio, há o Peixe-boi-africano (Trichechus senegalensis) que vive no Atlântico.

De modo geral, o animal está em águas doces e costeiras do oeste da África.

Já a segunda espécie é o Peixe-boi-marinho (Trichechus manatus) que também tem por nome vulgar “manatis” e pode habitar rios de todas as Américas.

Nesse sentido, países como Estados Unidos, México, Guiana, Suriname, Colômbia, Guiana Francesa, Venezuela e Brasil, podem abrigar o animal.

Esta espécie alcança 4 m de comprimento total e pesa 800 kg.

Há também o Peixe-boi-da-amazônia (Trichechus inunguis) que habita as Bacias Orinoco e Amazonas, tal como, alcança 2,5 m de comprimento e 300 kg de peso.

Uma característica única desta espécie seria a sua coloração marrom acinzentada, assim como a pele enrugada e grossa.

No entanto, são poucas as fotos e informações do peixe.

Outro exemplo seria a espécie fóssil de sirênio do Peixe-boi-do-oeste (Trichehus hesperamazonicus) que foi registrada neste ano.

A descoberta ocorreu no Rio Madeira e por esse motivo, há pouquíssimos dados.

Por fim, a quinta espécie é o Peixe-boi-da-flórida(T. m. latirostris) que tem por curiosidade a sua expectativa de vida de 60 anos de idade.

O animal também tem a capacidade de se movimentar livremente entre a salinidade extrema.

O Peixe Boi é um animal surpreendente que tem a capacidade de se comunicar usando todos os seus sentidos

Características do Peixe Boi

Bom, apesar de mencionar algumas particularidades sobre as espécies de Peixe Boi, saiba que todas têm características similares que serão esclarecidas neste tópico.

Dessa forma, as espécies também podem ter por nome vulgar lamantins ou vacas-marinhas, além de fazerem parte de uma denominação de mamíferos aquáticos.

No geral, os peixes têm o corpo arredondado, robusto, maciço e lembram as morsas.

Já a cauda é posta na horizontal, larga e achatada.

Ainda falando sobre suas características corporais, quase não têm pescoço porque a cabeça fica bem junto ao corpo.

A visão das espécies é excelente porque elas têm a capacidade de enxergar e identificar as cores, embora os olhos sejam pequenos.

Em geral, os animais também têm um nariz e o focinho possui alguns pelos que tem por nome “pelos táteis” ou “vibrissas”.

Esses pelos são sensíveis ao toque e movimento.

Também são peixes que escutam por dois orifícios atrás dos olhos, ou seja, não possuem orelhas.

E uma característica muito interessante seria a vocalização.

O Peixe Boi consegue se comunicar com os demais indivíduos da mesma espécie por meio de pequenos gritos.

Esse seria o principal meio de comunicação entre as mães e os filhotes.

Por fim, é comum que tenham 550 kg de peso e um comprimento de até 3 m.

Mas, como é possível conferir no tópico de “espécies de Peixe Boi”, este fato pode mudar de acordo com a espécie.

Nesse sentido, há indivíduos raros com mais de 4 m e 1700 kg.

Reprodução do Peixe Boi

A taxa de reprodução do Peixe Boi é baixa, o que torna o processo difícil.

Normalmente a fêmea consegue gerar somente um filhote e a gestação dura três meses. Depois disso, ela precisa amamentar o filhote durante um ou dois anos.

Assim, ela volta ao cio somente após um ano de desmamar o filhote e consequentemente só gera um peixe a cada quatro anos.

E uma característica importante sobre a reprodução seria a possibilidade de a fêmea gerar gêmeos.

Já foi registrado um caso em cativeiro na Sede Nacional do Projeto Peixe-Boi no Estado do Pernambuco, mas essa seria uma raridade.

Quanto ao dimorfismo sexual do Peixe Boi, a única característica evidente seria que as fêmeas são maiores e mais pesadas.

Essa característica provavelmente se dá por conta da gestação, até porque o filhote já nasce com 30 kg.

Alimentação

A alimentação do Peixe Boi se baseia em aguapés, algas, capins aquáticos e outros tipos de vegetação.

Desse modo, o animal normalmente consome 10% do seu peso em plantas e pode ficar oito horas se alimentando diariamente.

Por outro lado, a alimentação do filhote é o leite materno que ele consome de forma única, nos primeiros 12 a 24 meses.

Portanto, um ponto relevante sobre o animal seria a sua dentição reduzida a molares que se regeneram por causa da dieta vegetariana.

A regeneração acontece da seguinte forma:

Os alimentos que o peixe come têm um componente nomeado como “sílica” que causa desgaste nos dentes.

Entretanto, os molares do animal se deslocam para frente e se desprendem da boca ao passo que se desgastam.

Por fim, ocorre a substituição por dentes novos que ficam na parte posterior da mandíbula.

peixe boi no rio

Curiosidades

A primeira característica que destaca o Peixe-boi seria a sua grande capacidade de aprendizado devido a sua boa memória.

Sua capacidade é parecida com a de Pinípedes ou golfinhos.

E toda essa capacidade se dá pelo fato de que o animal consegue usar o tato, audição, visão, olfato e o paladar como ferramentas de comunicação.

Outra característica curiosa seria a mansidão do Peixe Boi.

Por conta desta particularidade, o animal pode ser caçado com facilidade, algo que nos leva ao seu risco de extinção.

Todas as espécies que foram citadas neste conteúdo estão ameaçadas de extinção e são protegidas por diversas leis ambientais nacionais e mundiais.

Por exemplo, em nosso país a captura do peixe é ilegal graças à lei de 1967 que considera como crime a comercialização de produtos provenientes de peixes bois.

A lei prevê prisão de dois anos ao indivíduo que cometer o crime.

O risco de extinção também pode estar ligado com as colisões com barcos ou hélices.

Em muitos dos casos que foram registrados nos Estados Unidos, o animal simplesmente morre com cicatrizes profundas, após a colisão.

Por esse motivo, no Estado da Flórida e em todo o país, a causa de danos às espécies de Peixe-boi é ilegal.

Onde encontrar o Peixe-boi

O Peixe Boi costuma estar em Bacias como Orinoco e Amazonas, além das águas costeiras, quentes e rasas. O animal também prefere os pântanos.

Em nosso país, pode ser visto com dificuldade porque desapareceu de costas como a do Espírito Santo, Bahia e Sergipe.

Dessa forma, podem estar em água doce ou salgada e na América do Sul, a presença principal seria no Peru, Venezuela e Brasil.

E um ponto importante é que o Peixe-boi não habita locais com a temperatura abaixo de 15 °C.

Dica extra

E para encerrar nosso conteúdo, saiba o seguinte:

Além de proibir a captura por meio da lei de 1967, o Brasil também conta com o Projeto Peixe-boi que foi criado em 1980.

É um projeto do Centro Nacional de Pesquisa, Conservação e Manejo de Mamíferos Aquáticos (CMA) que tem por objetivo pesquisar, resgatar, recuperar e devolver o animal para a natureza.

Assim sendo, o projeto oferece informação e tem uma parceria com comunidades costeiras e ribeirinhas.

Inclusive, todos estão convidados a visitar a sede na Ilha de Itamaracá, no Estado do Pernambuco, para conhecer os peixes bois.

Todos estão convidados também a colaborar com o projeto, respeitando todas as leis e não realizando a captura do animal.

Gostou das informações sobre o Peixe-boi? Deixe seu comentário logo abaixo, ele é importante para nós!

Veja também: Peixe sente dor sim, ou não? É verdade ou é apenas um mito?

Acesse nossa Loja Virtual e confira as promoções!

Posts Relacionados

Deixe um Comentário