Início Dicas e Equipamentos Peixe Betta: Dicas sobre como cuidar dessa espécie de peixe de aquário

Peixe Betta: Dicas sobre como cuidar dessa espécie de peixe de aquário

por Otávio Vieira

O peixe Betta é uma das melhores opções das espécies de peixes de aquário para iniciantes. Isso porque, ele é muito resistente, de fácil cuidado e também tem um ótimo preço.

Essa espécie de peixe possui várias colorações, com cores vibrantes e formatos de barbatanas diferentes. Existem colorações como, o vermelho, rosa e azul, cores escuras, tons de verde, laranja e azul, amarelo, enfim as cores são bem variadas! E é exatamente por isso, que ele faz muito sucesso entre as crianças!

Além do seu nome peixe Betta, conhecido também como peixe-de-briga-siamês ou Betta splendens. Ao todo o gênero de peixes Betta, possui mais de 60 espécies de peixes. E dentro do gênero, algumas das espécies mais conhecidas são Betta picta, Betta Akarensis, o Betta albimarginata e o Betta splenders que já citamos.

A origem do Betta é asiática, especificamente do sudeste da Ásia, em que as águas são quentes. Basicamente eles vivem em locais alagados ou pequenos lagos, assim como nos campos de arroz. Outro lugar que o peixe Betta pode ser encontrado é em grandes rios, entre eles o mais conhecido é o rio Mekong, com mais de 4990 km de extensão.

O tamanho do gênero Betta pode variar de acordo com a espécie de peixe do Betta. Alguns tem cerca de 2,5 cm que são os Betta Chanoides, e outros podem chegar a 12 cm que é o Betta Akarensis.

Agora que você conhece mais sobre o peixe Betta, vamos falar dos cuidados para se ter um peixe Betta no aquário!

vários peixes bettas nadando juntos

Características do Peixe Betta

Uma característica interessante do Betta é que durante a estação seca, ele pode se enterrar na lama grossa de cavidade que não tem água. Os peixes podem sobreviver no que restou da água.

Uma característica comportamental conhecido do Betta é que ele é um peixinho briguento. Bettas machos comumente lutam com outros da sua espécie para defender território. Ao longo dos anos, na Ásia, os Bettas foram criados para combate competitivo.

O peixe Betta é originário da Tailândia, mas pode ser encontrado nadando em águas de todo mundo. Ele também é conhecido como peixe de briga siamês (Brasil) ou Combatente (Portugal) devido à sua agressividade contra peixes da mesma espécie.

O Betta splendens vivem em lagoas densamente cobertas de vegetação e também em águas rasas, tais como plantações de arroz, poças, rios poluídos, e outros tipos de áreas em que a água tem um baixo teor de oxigênio.

O Betta, em média, é de 7,5 centímetros de comprimento. O seu corpo é aerodinâmico, permitindo que ele deslize suavemente e sem esforço através de águas abertas.

Conhecido como “peixe brigão”, o Betta é um peixe territorialista encontrado no continente asiático, em países como Vietnam, Tailândia e Indonésia. Em contraste com sua beleza, que encanta qualquer pessoa por suas formas físicas e cores, estão os locais onde pode ser encontrado: brejos, pântanos e plantações de arroz; sendo assim, o Betta se torna apto a condições que seriam insuportáveis a outros peixes, fazendo com que seu custo seja baixo e a criação em cativeiro simplificada.

Como escolher um peixe Betta para aquário?

Apesar de ser um peixe resistente é importante se atentar há algumas informações antes de levar um Betta para casa. O primeiro ponto é ter em mente, que apesar de exigir pouco cuidado, os peixes requerem certa atenção, já que quando bem cuidados, eles podem viver cerca de 10 anos. Então, pense bem antes de comprar essas espécies de peixes para aquário.

Tendo isso em mente, no momento da compra é importante verificar a condição do animal. Observe se a coloração do peixe está viva, se as barbatanas não estão machucadas e principalmente se ele responde às interações feitas. Esse teste é essencial para identifica se o peixe está em boas condições de saúde.

Outro ponto essencial de lembrar é que essas espécies de peixes de aquário são temperamentais. Brigam muito e são territorialistas, as brigas geralmente são entre os machos da mesma espécie. Mas, as brigas também podem acontecer entre machos e peixe Betta fêmea.

Para identificar se um Betta é uma fêmea ou macho, é bem simples! A cauda do Betta Macho é grande e mais esvoaçante. Porém, a cauda das fêmeas, são menores e mais discretas.

Sendo assim, a recomendação é que eles tenham um companheiro. Entretanto, antes de adquirir um companheiro, é necessário saber o temperamento e se ambas as espécies de Betta vivem bem com a mesma temperatura e pH da água.

Agora se você quer inserir outras espécies de peixe de aquário. As mais recomendadas são Botias, Corydoras, Ottos, Rasboras e Tanicts.

peixe de aquário betta

Principais pontos para montar um aquário com peixe Betta

Até aqui já falamos vários pontos importantes durante a montagem de um aquário para o peixe Betta. Mas ainda temos outras dicas que podem te ajudar.

Apesar do peixe Betta passar mais tempo no fundo do aquário, ao contrário do que muitas pessoas dizem, ele precisa de um certo espaço. Sendo assim, use um aquário que tenha no mínimo 15 litros, para um peixe Betta. Aquários muito pequenos podem deixar o animal estressado.

Se tiver três peixes de aquário a indicação sobe para um aquário de 40 litros. Lembrando que jamais pode se utilizar água com cloro ou com sal. Além disso, procure manter a temperatura entre 22 °C e 32 °C, sem muitas variações. Sendo que a temperatura ideal da água recomendada é de 24 e 25 graus.

O pH indicado para eles é de 6.5 até 7.0, se o pH da água estiver alcalino demais, o peixe pode sofrer mutações. Aliás, não se esqueça de manter o aquário tampado, os Bettas costumam saltar.

Na montagem do aquário é essencial colocar alguns acessórios para formar um ambiente mais próximo ao natural. Opte por cascalho suave ou arei para colocar no fundo do aquário, cerca de 2 cm já é o suficiente. Então, não se esqueça de colocar rochas também. Os peixes a usam para diminuir o tamanho das barbatanas.

peixe com rabo azul

Aqui no blog temos um post completo explicando os principais pontos de como montar um aquário.

Cuidados com a alimentação da espécie

O peixe Betta doméstico é mais sensível que o peixe selvagem. Por isso, ter alguns cuidados são essenciais para que o peixe se desenvolva e tenha uma melhor qualidade de vida.

A dieta dessa espécie de peixe de aquário precisa estar equilibrada. Deve incluir alimentos de origem natural, secos e alimentos vivos. Mas, a quantidade deve ser limitada, já que o estomago desse peixe tem a mesma proporção do seu olho.

Evite alimentos considerados liofilizados, esses alimentos costumam inchar em contato com líquidos e isso pode fazer mal no estômago do peixe Betta. Aliás, utilize rações granulada em tamanho proporcional. Entretanto, as em floco, precisam ter tamanho compatível.

Dessa forma, prefira grãos que tenham o tamanho similar ao do olho do peixe. Assim, a alimentação pode ser em porções pequenas, duas vezes ao dia. Se quiser variar a alimentação, ofereça pequenos insetos. Algumas possibilidades são larvas de mosquitos, artêmia ou grindal, esses insetos vivem nos fundos dos rios ou encontramos em lojas também.

Para que os peixes tenham uma boa qualidade na criação em cativeiro, é necessário tomar alguns cuidados quanto à alimentação, o Betta é carnívoro, portanto deve-se utilizar, além da ração, alimentos vivos – artêmias, dáfnias, larvas de mosquito, enquitreia e larvas de drosófila- como também alimentos naturais – carne, camarão, patês- evitando sempre quantidades exageradas, para que não haja sobra de alimento no fundo do aquário, pois esse alimento apodrece e diminui a  qualidade imunológica do peixe.

Alimentação no ambiente natural

Os Bettas se alimentam de alimentos que ficam na superfície da água. As barbatanas são utilizadas não só para a propulsão através da água, mas para manter o equilíbrio e girar em sentidos diferentes. Eles têm uma nadadeira caudal, uma barbatana dorsal, duas barbatanas pélvicas, uma nadadeira anal, e duas barbatanas peitorais.

Bettas se alimentam principalmente de insetos que caíram na água. Por causa de sua taxa metabólica rápida, esses peixes precisam se alimentar com frequência, fazendo lanchinho de algas, para mantê-los saciados até a próxima grande refeição.

Para um crescimento adequado e saudável, é importante estimular o apetite do Betta nos primeiros dias de vida, o alimentando várias vezes ao dia -três vezes é o indicado- com diferentes opções, não sendo indicado apenas rações ou só alimentos naturais de um só tipo, lembrando sempre de não extrapolar na quantidade. Outro fator a ser comentado é a água, o Betta suporta condições extremas de sobrevivência, não sendo necessária suplementação exigência, quanto à temperatura, ele suporta variações bruscas, mas o ideal é manter a água em torno de 27,5 ºC e o pH entre 6,8 e 8,2.

Reprodução do Peixe Betta

Para a reprodução, o Betta macho constrói um ninho de bolhas. Esse processo de acasalamento pode durar horas com pausas para alimentação e para cortejar a fêmea. Esse ninho pode ter forma e tamanho variado.

Quando o ninho está quase completo, um namoro muito intenso e muitas vezes áspero começa. O macho persegue a fêmea de forma muito agressiva, tentando seduzi-la sob o ninho. Muitas vezes o Betta macho tem uma atitude brutal, para trazer a fêmea para o ninho, caso ela não aceite voluntariamente.

Após a desova, o macho guarda o ninho, por entre 24 a 48 horas mais tarde, dependendo da temperatura da água. Os jovens Bettas só mostram sua cor ou forma quando atingem cerca de três meses de idade.

Com apenas 3 meses de vida, o peixe Betta já está apto à reprodução, o desempenho está ligado diretamente a alimentação, as fêmeas que foram alimentadas 3 vezes nos estágios iniciais de vida são melhores que as alimentadas apenas 2 vezes. O aquário também é uma peça fundamental, dê preferência para os menores, já questão mais fáceis para manejo, o fundo escuro deixa os peixes menos estressados e torna mais fácil a coleta de ovos.

Dicas finais sobre o Peixe Betta

  • Agora vamos para umas dicas finais:
  • Faça a limpeza do aquário entre 10 a 15 dias;
  • Fique de olho na mudança de anatomia do peixe, pode ser alguma doença;
  • Mudanças no comportamento também requer atenção;
  • Se treinado essa espécie pode aprender diversos truques.

Peixe Beta: cuidados e dicas para um Peixe Beta feliz!

Os peixes Beta (Betta splendens) são conhecido por sua beleza, interatividade e custo de manutenção relativamente baixo. Os peixes beta com suas caudas longas e coloridas despertam admiração e embelezam aquários de todo o mundo! Os preferidos geralmente são o peixe bete vermelho e o peixe beta azul mas outras variações de cores podem ser encontradas com facilidade.

Se você tomou a decisão de comprar peixe betta saiba que o mais importante é descobrir quais os cuidados essenciais que você precisa ter com este peixinho. Apesar de ter uma fama de forte (o peixe beta adora uma boa briga) na verdade este peixinho é delicado e exige amor e atenção. Muitas vezes as lojas de animais não dispõe de muita informação sobre essa espécie de peixe.

O peixe beta precisa de espaço: suas lindas caudas devem ter espaço suficiente para abrir completamente, bem como suas barbatanas, sem se danificarem ao bater no vidro do aquário ou em outros peixes. Se você puder proporcionar ao seu peixe beta um aquário um pouco maior isso também assegurará que há oxigênio suficiente na água.

Condição da água

As condições da água aliás são importantíssimas: água limpa deve ser um requisito óbvio além de uma limpeza semanal do aquário. O peixe beta não requer um sistema de filtragem para viver feliz, mas se você realmente quer seus amiguinhos saudáveis e brilhantes então substituir a água a cada 3 dias pode ser uma ótima opção.

Não adicione água da torneira para não deixar seu peixe beta doente: se você adicionar água direto da torneira você estará dando ao seu peixe uma dosagem desagradável de cloro. Compre água mineral engarrafada para ter a certeza de estar proporcionando ao seu peixe beta o ambiente ideal.

Se nenhum sistema de filtração for utilizado, dependendo da densidade de peixes e quantidade/tipos de plantas, o aquário inteiro e o cascalho vão precisar de limpeza a cada 3/6 meses. Se um sistema de filtração é usado, a limpeza do aquário não será um problema após o ecossistema equilibrar-se.

Iluminação do Aquário dos Peixes Beta

A iluminação para o seu aquário pode ser tão simples como utilizar somente a luz natural. Esta só não é uma boa ideia se não permitir o crescimento adequado das plantas e nem mostrar as cores de seu belo peixe. Além disso, a luz natural incentiva o rápido crescimento das algas, mas cuidado pois se elas crescerem demais podem criar um problema de limpeza.

Opte sempre pela melhor qualidade para todo o conjunto de sistema de iluminação (que você pode pagar). Se tiver problemas com a luz natural poderá optar pela artificial, que se trata de uma tira de luz que é quase idêntica à luz solar. Para aquários menores, um simples “bulbo” é perfeitamente aceitável.

Peixe Beta gosta de uma boa briga!

Os peixes beta também são conhecidos como peixes de luta siameses, e a razão é que se você colocar dois machos juntos eles vão lutar até a morte! Alguns consideram divertido assistir essas lutas mas não percebem o sofrimento dos peixinhos. O melhor é se obter 2 peixes beta fêmea, mas se quiser, também pode ter um macho com tantos peixe beta fêmea que o seu tanque permita. Além de poder também ter um beta com uma variedade de outras espécies, incluindo comedores de alga. Peixe beta vermelho e o peixe beta azul são os mais populares.

O peixe beta pode ser criado, mas isso não é simples para um amador devido a várias considerações. O que acontece na maior parte das vezes é que as pessoas decidem comprar peixe beta e depois logo após ter o peixinho ele acaba morrendo.

Esta com certeza não é a situação ideal, se você realmente deseja proporcionar uma vida feliz ao seu peixinho você precisa ter cuidados adicionais.

Peixe beta: faça a escolha

Os peixes betas preferidos são os de cor azul e claro o peixe beta vermelho. Ao escolher o seu peixe na loja, escolha um de aparência bem saudável, por exemplo o peixe beta macho (preferido em relação ao beta fêmea já que possui uma cauda maior e mais colorida) quando em boa saúde se movimenta com vigor e faz bolhas. Se ele estiver parado, triste esquecido no fundo do aquário saiba que pode se tratar de um peixe beta doente.

Infelizmente em muitas lojas os peixinhos são tratados com descaso e são importantes apenas enquanto objetos de venda. Um erro comum que as pessoas cometem é escolher apenas peixes beta macho e colocá-los no mesmo aquário. Como dissemos anteriormente os betta machos são os preferidos já que aparentam mais beleza já que maiores e mais coloridos.

Guerreiro por natureza, o comportamento dos peixes Beta macho é bastante agressivo, os machos necessitam proteger seu território e se colocados no mesmo aquário brigarão até que tenha apenas um sobrevivente. Você pode imaginar o estresse vivido por um peixe beta em um aquário sabendo que existe um inimigo pronto a lhe atacar.

O ideal portanto é ter um peixe beta macho por aquário, o número de peixes beta fêmea varia e depende apenas do tamanho do seu aquário. Ambos os peixes machos e fêmeas se adaptam bem em aquários comunitários, desde que haja espaço suficiente para que possam abrir suas caudas e nadar tranquilamente. O constante tocar entre peixes é resultado de um aquário pequeno demais que diminui a qualidade de vida de seu peixe beta.

Temperamento do peixe beta

Cada peixe Beta tem sua própria personalidade, eles são curiosos, simpáticos e passam a reconhecer seu dono, podem até nadar para cima da água para serem acariciados.

Se um macho é retirado do tanque imediatamente após a desova, o peixe fêmea sentirá falta e poderá até sofrer de depressão.

Na natureza eles podem sobreviver em águas rasas. Especula-se que eles se adaptaram ao desenvolver um novo órgão que lhes permitisse obter oxigênio da atmosfera, portanto ele não vai sofrer privação de oxigênio como um peixinho dourado porque tem a capacidade de respirar o ar da superfície da água. Tais órgãos respiratórios lhes permitem viver fora da água por curtos períodos de tempo.

Entretanto é importante que você tenha cuidados com as condições da água: não utilize água de torneira, use sempre água mineral e pelo menos uma vez por semana troque a água. Mantenha uma temperatura da água constante e lembre-se que o peixe beta não gosta de frio: este peixinho é originário do sudeste asiático onde faz muito calor, se você estiver localizado em um estado onde faça frio saiba que para os meses de inverno é recomendável ter um aquecedor e controlar constantemente a temperatura da água (a temperatura da água deve estar entre 24°C e 27°C).

Peixe beta macho e peixe beta fêmea

Peixes beta machos e fêmeas tendem a ser facilmente distinguíveis, mas ocasionalmente uma fêmea pode parecer bastante semelhante a um macho. Geralmente, o sexo feminino não é tão bonito e suas cores são opacas em comparação ao macho.

Na maioria dos casos, suas barbatanas não são tão longas ou tão chamativas, porém sempre há exceções. Muitas vezes, a barbatana caudal é arredondada em contraste com a barbatana muito longa do macho. A única maneira de saber com certeza se o peixe é uma fêmea é olhar para o ovipositor ou óvulos. Este é o lugar onde ela produz seus ovos e tem a aparência de um pequeno ponto branco localizado atrás das barbatanas ventrais. Quando eles são muito jovens, é praticamente impossível de decifrar seu sexo.

Cuidados adicionais com seu peixe beta

Mantenha o aquário limpo já que a maioria das doenças em peixes Beta ocorrem devido às más condições da água, além de temperatura da água, alimentação e condições gerais do aquário. Os peixes Beta são animais de estimação ideais para pessoas de todas as idades mas exigem cuidado e atenção.

Antes de gastar dinheiro com acessórios ou aquário enormes o mais importante é que você aprenda a cuidar direito de seu peixinho para que tenha muita saúde e seja feliz em sua companhia.

Segredos do peixe Betta

Os peixes Bettas são peixes extremamente exóticos e agradáveis e encantam os mais diversos ambientes devido a sua exuberância de cor e formato, sendo considerado o destaque dentre as demais raças de peixes. Em sua forma geral apresentam uma coloração voltada para o castanho se misturando ao ambiente em tons de vermelho e azul nas barbatanas, porém devido à criação em cativeiro, surgiram Bettas das mais variadas forma e cores.

Algo interessante desse peixe é a possibilidade de respirar ar atmosférico, eles possuem órgãos chamados labirintos que possibilitam que o ar passe próximo à corrente sanguínea fazendo a troca de oxigênio com sangue por meio da difusão, mas isso não quer dizer que a água pode ser poluída!

Devido à variedade e mutação que esses peixes possuem, é muito comum a confusão com os nomes, que são muitos, diga-se de passagem, mas podemos chamar a atenção para características comuns, tais como: presença da nadadeira Dorsal e Anal, “barriga”, nadadeira Ventral/Pélvica e nadadeira caudal. São exatamente as caldas que classificam esses peixes!

Abaixo você verá os nomes das principais raças de acordo com suas características marcantes, aprendendo de uma forma bem prática como é definido cada Betta e qual a melhor mistura de raça para se obter, facilitando na hora de decidir qual peixe Betta é o mais interessante para a ornamentação de sua residência.

Variedades de peixes Bettas

VeilTail (Cauda de véu): é o mais popular, apresenta cauda e nadadeira alongadas e finas que se inclinam para baixo. Quando é demonstrado seu vigor perante as fêmeas, a cauda toma um formato de véu, com uma abertura maior na parte mais perto da base, do tronco, do que na extremidade.

Delta: tem a abertura de suas caudas entre os 30° aos 100° ao ser realizado alguma demonstração de força, sua maior característica é o tamanho da abertura da cauda em formato de leque, mas existem variantes em que o formato lembra o véu.

Super Delta: possuem abertura da cauda entre 100 a 179 graus, sendo muitas vezes confundidos, quando desenvolvidos, com os Halfmoons.

Halfmoon (cauda meia lua): sua característica mais notável é a abertura em 180 graus, é considerado o ápice da beleza e harmonia, podendo ser encontrado nas mais diferentes cores e por isso são os mais procurados para concursos. Para ser considerado um exemplar perfeito, o tamanho da barbatana dorsal deve ser o mesmo da cauda, formando assim uma lua quase cheia.

Over Halfmoon: sua característica marcante é abertura da cauda superior acima de 180° e tanto sua cauda como sua nadadeira são maiores e mais exuberantes comparados aos outros Bettas.

Mais algumas variedades:

Rose tail: o excesso de ramificações nas três nadadeiras é a principal característica deste peixe, dando uma aparência de pétalas de rosas. Outras características são ventrais menores, dorsal menor e corpo colorido mais claro.

Feathertail (cauda em formato de pena): um tipo de cauda incomum é a com reentrância larga e bem marcada, essa é a cauda característica da raça, que lembra muito as penas de aves.

Plakat: são facilmente confundidos com fêmeas por presentarem cauda curta e nadadeira ventral comprida.

Crowntail: conhecido no Brasil como “Pente”, apresenta os raios da cauda e nadadeiras se estendem em forma de dentes de peixe. Por ter em todas as barbatanas e caudas prolongamentos dos filamentos espinhosos, ele é facilmente reconhecido.

Double tail (Cauda dupla): como sugerido em seu nome, a cauda é dívida no meio, dando a impressão que são duas caudas, o tamanho dessas caudas não é uniforme.

Curiosidades sobre o peixe Betta

Uma curiosidade sobre o Betta é que ele não é um peixe utilizado apenas para ornamento, mas também como controle de mosquitos, tais como Aedes aegypti e o Culexquinquefasciatus, devido aos locais onde esse peixe consegue sobreviver.

Dentro a diversidade de espécie, o mais comum é o Bettasplendens, sua diferenciação se dá pela diversidade de cores e formato das nadadeiras, que podem ser: redonda, cauda-de-véu, cauda-dupla, halfmoon, etc.; as cores podem variar em vermelhas, pretas e diferentes tonalidades de azul.

Doenças do Peixe Betta, saiba como identificar!

Se não seguidos as dicas de condições favoráveis a criação do peixe Betta, esses podem ficar fracos e sem resistência a doenças. É importante que o peixe não fique estressado nem suprimido para não desenvolver condições de proliferação de patógenos como: bactérias, fungos, protozoários e vírus que resultam em doenças. Os primeiros sintomas são inespecíficos devido às semelhanças – encolhimento das nadadeiras, falta de apetite e perda de coloração -, tais doenças são mais frequentes no inverno, portanto mantenha a água em temperatura acima de 15 ºC.

Ictio (Ichthyophthirius Multifiliis)

Para entendermos melhor, começaremos a falar de doenças causadas por fungos, como Ictio (Ichthyophthirius Multifiliis) .Ele é um protozoário que tem como principal fonte de alimentação células epiteliais e os glóbulos vermelhos, parasitando a pele, nadadeiras e brânquias, mas é comum também parasitar as córneas, boca e epitélio do esôfago, gerando pontos brancos por todo o corpo do animal, encolhimento das nadadeiras e perda de apetite, deixando o peixe quieto e com o hábito de raspar seu corpo no fundo e no vidro do aquário.

Oodinium (Oodinium Ocellatum)

O Oodinium (Oodinium Ocellatum) é um protozoário que atinge todos os peixes do aquário e leva a uma obstrução das brânquias e danos nas nadadeiras, seus sintomas são perda de apetite, dificuldades respiratórias e, assim como no caso do Ictio, os animais tendem a ficar com as nadadeiras fechadas raspando no vidro e no fundo do aquário. O criador deve ficar atento caso o peixe fique com uma impressão de veludo, pois essa é uma doença devastadora, levando a óbito do animal caso não recebe o tratamento adequado.

Saprolegniose (Saprolegnia Sp)

Saprolegniose (Saprolegnia Sp) pode ser encontrado nos ovos, brânquias, boca e tecido epitelial, normalmente em locais onde há lesão posterior. Sua característica é o aspecto de algodão – crescimento micelial branco ou cinza claro- que cresce no corpo do animal, sendo uma doença de alta incidência que requer atenção durante o período de reprodução.

Exoftalmia, Hidrópsia

Caso o peixe apresente exoftalmia, hidrópsia, nadadeiras necrosadas, lesões ulcerativas e hemorrágicas, é sinal de que o animal está com algum tipo de bactéria. A exoftalmia (Pop- eye) pode ser ligada a ocorrência de algum tipo de trauma ou algum outro tipo de sinal clínico como a hidrópsia. Seu sintoma é o inchaço e o aspecto fosco dos olhos, geralmente ocorre quando a água não está bem cuidada, e para tratamento basta trocar a água periodicamente e usar antibióticos como a tetraciclina, mas se o estágio estiver avançado, o peixe pode perder o olho afetado.

Hidrópsia

A hidrópsia é uma das doenças mais temidas e dificultosas de ser tratada, caracterizada pela dificuldade do peixe de eliminar água do organismo, deixando o ventre com aspecto abaulado e as escamas eriçadas, devido à retenção de líquidos no corpo do peixe levando à paralisia dos órgãos afetados.

Peixes que não foram submetidos às condições tranquilas durante o desenvolvimento podem desenvolver necrose nas nadadeiras, os sintomas são a tonalidade esbranquiçada e a queda das nadadeiras, mas se verificado e tratado precocemente, pode ocorrer das nadadeiras voltarem a crescer e se desenvolver normalmente.

Constipação intestinal

Por último, falaremos sobre a constipação intestinal, que não é causada por bactéria, fungo ou parasita, mas sim por uma má alimentação. O uso constante de rações não indicadas, tais como rações peletizadas com baixos níveis de proteína e de consistência muito dura, faz com que haja um acúmulo de dejetos no aparelho digestivo do animal, impedindo a defecação. Caso o uso da ração seja feita por muito tempo, o animal pode desenvolver uma cavidade celomática abaulada, a morte é eminente nesse período. Para evitar esse tipo de problema é simples, basta usar rações de boa qualidade!

Com essas dicas básicas você já conseguirá ter seu aquário de peixe Betta! Que tal acessar a loja Pesca Gerais para conhecer todo nosso material de pesca? Acesse aqui!

Veja também: Peixe Mato Grosso: Conheça tudo sobre essa espécie

Informações sobre o Peixe-betta no Wikipédia

Gostou das informações? Deixa seu comentário logo abaixo, ele é importante para nós!

Youtube Video

Caixa de Comentários do Facebook

Deixe um comentário