Pesca Gerais

Conheça algumas espécie de Peixe Anjo, características e reprodução

O nome vulgar Peixe Anjo está relacionado a dezenas de espécies que têm por característica marcante, o corpo colorido.

Dessa forma, grande parte dos peixes é marinha, vivendo em torno de recifes de coral, ao mesmo tempo em que outros são de água doce.

Os que vivem em água doce também atendem por “escalares” e são muito usados no aquarismo, como animais de estimação.

Portanto, nos acompanhe para conhecer 4 espécies de Peixe Anjo, características e informações sobre a distribuição.

Classificação

  • Nome científico – Pygoplites diacanthus, Holacanthus ciliaris, Pomacanthus imperator e Pomacanthus paru;
  • Família – Pomacanthidae.

Principais espécies de Peixe Anjo

Em primeiro lugar, conheça o peixe anjo real (Pygoplites diacanthus) que representa uma espécie marinha e alcança até 25 cm de comprimento total.

O animal tem por nome Regal Angelfish na língua inglesa, bem como tem um corpo alongado e comprimido.

A borda ventral do inter-opérculo seria lisa, os olhos são pequenos, assim como a boca é terminal e protrátil.

Há um formato arredondado na barbatana caudal e a cor dos indivíduos varia de acordo com a região.

Este tipo de variação se torna mais notável em populações do Oceano Índico, Mar Vermelho e do Oceano Pacífico Sul.

Mas, como semelhança, podemos mencionar que o corpo tem estreitas listras azuis-brancas e laranjas que ficam nas bordas.

Já parte posterior da barbatana dorsal tem um tom negro ou azul, juntamente com pontos azuis.

A região posterior da barbatana anal conta com algumas faixas azuis e amarelas.

Por fim, a barbatana caudal seria amarelada e a expectativa de vida é de 15 anos.

Em contrapartida, há o Peixe-anjo-rainha (Holacanthus ciliaris) que tem as barbatanas peitorais e a cauda totalmente amarelas.

Além disso, podemos ver uma mancha negra na testa cercada por manchas azuis elétricas.

O corpo do bicho também é contornado com um azul elétrico e grande parte das manchas azuis fica na base da barbatana peitoral.

De outro modo, saiba que os peixes adultos têm espinhos curtos nas margens e a sua coloração é azul púrpura com bordas laranja-amarelo nas escamas.

Acima do olho é possível notar um tom de azul escuro e logo abaixo há um amarelo esverdeado.

A garganta, queixo, boca, tórax e abdômen apresentam a cor azul púrpura, como também o animal é muito resistente.

E por conta das características corporais acima, a espécie é exposta em aquários, embora tenha um comportamento agressivo.

peixe anjo colorido no aquario

Demais espécies

Também é interessante falar sobre o peixe-anjo-imperador (Pomacanthus imperator). Quando jovem, apresenta anéis azuis e brancos sobre um fundo preto-azulado. Além de uma mancha branca na barbatana dorsal.

Já os indivíduos adultos contam com listas azuis claras e amareladas, que se desenvolvem a partir do seu crescimento.

Os jovens ficam em saliências, áreas semi protegidas de canais, buracos e planos de recifes externos.

De outro modo, os peixes adultos vivem em canais de ondas, saliências, cavernas, canais e recifes voltados para o mar.

E assim como os demais peixes anjo, a espécie desempenha um grande papel no comércio de aquários.

Por fim, conheça o Peixe-frade ou Paru (Pomacanthus paru) que apresenta escamas negras, exceto aquelas na frente da nuca que vão ao abdômen.

As bordas do corpo tem um tom de amarelo dourado, tal como o filamento dorsal é amarelo.

Já o queixo tem um tom de branco e a parte externa da íris seria amarelada, ao mesmo tempo em que os olhos são contornados abaixo com azul.

Dessa forma, o nome vulgar na língua inglesa é Angel Paru e uma característica muito importante é que a coloração vívida é vista somente quando o animal está em um ambiente ideal.

Caso o peixe seja mantido em um local inadequado, a coloração se torna pálida.

Características do peixe Anjo

A princípio, saiba que Peixe Anjo representa espécies da família dos pomacantídeos que contam com um corpo oval.

Outras características corporais similares seriam a boca protrátil e pequena com dentes em forma de cerdas, focinho saliente e um forte espinho no pré-opérculo.

Geralmente os peixes são ornamentais e os mais queridos pelos criadores são os amarelos e escuros que não possuem mancha vermelha nos lados.

Em especial, a distribuição ocorre em regiões rasas de recife e sua alimentação em aquário inclui flocos de ração ou alimentos naturais.

Reprodução do peixe Anjo

O Peixe Anjo gera centenas de ovos de cada vez e tanto os machos quanto as fêmeas, protegem os ovos.

Dessa forma, as informações sobre a reprodução foram obtidas através de análises em aquário, entenda:

A fêmea organiza os ovos em um pedaço de ardósia submersa que está na parede do tanque.

O macho vem fertilizando cada ovo e caso o processo seja bem-sucedido, os filhotes começam a mexer a cauda com dois dias.

Logo após 5 dias, os filhotes nadam livremente, bem como 2 dias depois eles comem sozinhos.

Portanto, os pais cuidam dos alevinos até que eles cresçam.

Alimentação

Quando consideramos a dieta do Peixe Anjo na natureza, podemos citar os briozoários, zoantídeos, gorgônias e tunicados.

Além disso, eles comem esponjas, algas, invertebrados e outras espécies de peixe.

De outro modo, a alimentação em aquário pode ser feita com ração, artêmias ou vermes minúsculos.

Onde encontrar o peixe Anjo

A distribuição varia de acordo com a espécie, por isso, o peixe anjo real está no Indo-Pacífico.

Com isso, algumas regiões do Mar Vermelho e no Oceano Índico ao redor da África Oriental e nas Maldivas, podem abrigar o animal.

Nesse sentido, podemos incluir as Ilhas Tuamoto, Nova Caledônia e Grande Barreira de Corais, com uma profundidade máxima de 80 m.

O peixe-anjo-rainha vive no oeste do Oceano Atlântico em áreas do Mar do Caribe, Flórida e Brasil.

Esta espécie vive a sós ou pode nadar em pares e está principalmente em recifes de coral.

Já o peixe-anjo-imperador  fica no Indo-Pacífico, mais especificamente no Mar Vermelho e África Oriental, incluindo as ilhas Havaiana, Tuamoto e Line.

Também vale mencionar desde o norte até o sul do Japão, além das Ilhas Ogasawara, ao sul da Grande Barreira de Corais, Ilhas Austral e Nova Caledônia.

Por fim, o Peixe-frade ou Paru vive no Oceano Atlântico Ocidental. Com isso, o peixe habita regiões desde a Flórida até o nosso país.

Podemos incluir também o Golfo do México e Caribe, locais em que há águas rasas.

Informações sobre Peixe-anjo no Wikipédia

Gostou das informações? Deixe seu comentário logo abaixo, ele é importante para nós!

Veja também: Peixes de aquário: informações, dicas de como montar e manter

Acesse nossa Loja Virtual e confira as promoções.

Posts Relacionados

Deixe um Comentário