Pesca Gerais

Onça-parda, segundo maior felino do Brasil: conheça mais sobre o animal

onça parda deitada na tronco

Os nomes vulgares Onça-parda, leão-baio e Suçuarana são usados em nosso país para representar um mamífero carnívoro que faz parte do gênero Puma.

E apesar de ser nativa da América, a espécie também pode ser vista na Europa e lá, tem o nome de “puma”.

Assim, este é o mamífero terrestre que tem a maior distribuição geográfica no ocidente, visto que está desde a Colúmbia Britânica, que fica no Canadá, até a parte extrema do sul do Chile.

Ou seja, o habitat inclui desde os locais desérticos, com o clima subártico ou tropical, até as florestas densas.

Por isso, esta espécie de onça vive em lugares que foram alterados pelo homem, como os cultivos agrícolas e as pastagens.

E diferentemente dos grandes felinos, a Suçuarana não é capaz de rugir.

Assim, a vocalização é similar a um miado, entenda mais informações a seguir:

Classificação:

  • Nome científico – Puma concolor;
  • Família – Felidae.

suçuarana ou onça-parda

Quais são as características da Onça-parda?

Este é um felídeo de grande porte e seria o maior dentre os membros de sua família.

Por isso, quantos quilos pesa a onça-parda e qual o seu tamanho?

Os machos pesam entre 53 e 72 kg e as fêmeas são menores, tendo em vista que pesam de 34 a 48 kg.

Dessa forma, saiba que já foi visto um macho com 120 kg.

Com relação ao tamanho, saiba que varia entre 86 e 155 cm de comprimento, sem contar com a cauda.

A cauda longa, chega a medir até 97 cm de comprimento total e tem um formato de “J”.

Além disso, o animal tem de 60 a 70 cm na altura da cernelha.

O corpo da Suçuarana é estreito e longo, bem como as pernas traseiras são as mais compridas quando comparamos com a de outros felídeos.

Portanto, acredita-se que este diferencial das pernas se dá ao fato dos grandes saltos que chegam a ter até 5,5 m de altura.

No que diz respeito à cor dos adultos, saiba que ela varia do cinza-claro até o marrom-avermelhado na região do dorso.

As partes ventrais da onça-parda têm um tom mais claro que se aproxima do branco.

A ponta da cauda, parte de trás das orelhas e o lado do focinho são da cor marrom-escuro ou preto.

No meio do focinho e do queixo, há um tom de branco.

Já a coloração dos filhotes é mais fosca e o corpo tem rosetas, sendo que este padrão persiste até as primeiras 14 semanas de vida.

As pupilas também são diferentes porque são azuis quando os filhotes nascem e na fase adulta, se torna dourada ou acinzentada.

onça-parda

Por fim, como a onça parda se locomove?

No geral, o animal se locomove andando, mas também é um excelente nadador.

Reprodução da Onça-parda

O ciclo da Onça-parda varia de 12 a 16 dias quando vive em cativeiro e na natureza fica entre 3 e 4 meses.

Assim, caso os filhotes sejam removidos ou nasçam mortos, a fêmea inicia um novo estro depois de algumas semanas.

O sistema de acasalamento seria promíscuo, tendo em vista que a fêmea pode copular com diversos machos.

Logo em seguida, a gestação da Suçuarana dura, no máximo, 96 dias, sendo que podem nascer até 6 filhotes.

Por isso, ao analisar todo o mundo, os nascimentos ocorrem durante o ano inteiro, mas há algumas exceções.

Por exemplo, o nascimento ocorre entre os meses de abril e setembro na América do Norte por conta do inverno rigoroso.

Aliás, na parte sul do Chile, os filhotes nascem entre fevereiro e julho.

O peso quando nascem está entre 226 e 453 gramas e os olhos se abrem somente depois de 2 semanas.

Com 6 semanas de vida, eles podem se alimentar de carne e somente a partir do terceiro mês deixam de ser amamentados.

Portanto, quando têm 6 meses, os filhotes caçam com as mães e entre 1,5 e 2,5 anos de idade, tornam-se “subadultos“.

Ou seja, eles são independentes, mas ainda não estão maduros porque a onça-parda se reproduz somente com 3 anos de idade.

Por outro lado, entenda que nem todas as fêmeas se reproduzem em determinada população.

E conforme dados obtidos no Novo México, 75% das mães deixam seus filhotes.

As fêmeas que cuidam dos filhotes são totalmente responsáveis por eles porque elas podem se associar a machos.

Porém eles não cooperam no cuidado com os pequenos.

E qual a expectativa de vida da onça parda?

Bom, o animal vive entre 8 e 13 anos na natureza e o mais velho em cativeiro tinha 19,5 anos.

Puma deitado

Alimentação

Os dentes da Onça-parda têm o maior tamanho quando o animal está com 2 anos de vida.

E quando o está idoso, podemos notar a diminuição dentária por conta do desgaste dos dentes.

Dessa forma, a espécie tem carniceiros bem desenvolvidos que são usados para mastigar e cortar as partes duras de presas.

O estômago dos indivíduos é simples como o de qualquer felídeo, sendo que é possível armazenar até 10 kg de comida.

E apesar desta capacidade, a fêmea come no máximo 2,7 kg de carne por dia e o macho até 4,3 kg.

Sendo assim, a Suçuarana é carnívora, tornando-se uma importante predadora de cervos.

Por esse motivo, na América do Sul, o animal se alimenta das espécies dos gêneros Blastocerus, Hippocamelus e Mazama.

Já na América do Norte, a alimentação inclui indivíduos do gênero Odocoileus.

Como estratégia para atacar os cervos, a onça os persegue e os ataca na parte da face ou pescoço.

E por ser um predador oportunista, o bicho pode comer conforme a disponibilidade de presas no ambiente.

Como resultado, os insetos, peixes, aves e répteis fazem parte da sua dieta.

Outros exemplos de presas de grande porte seriam as Linces (Lynx rufus), Lobos(Canis lupus) e os jovens Ursos-pardos(Ursus arctos).

Para isso, a onça usa a sua audição e visão, além das estratégias de emboscada.

Curiosidades

Quanto à determinação do sexo da onça-parda, saiba que esta não é uma tarefa fácil.

Isso ocorre porque os machos não têm o pênis distinto externamente.

Aliás, os testículos não estão fora do corpo no escroto, de forma evidente.

Como resultado, a diferenciação entre o sexo é complicada, em especial quando falamos sobre os filhotes e jovens.

Também é importante destacar uma curiosidade que tem relação com as subespécies:

De acordo com estudos de morfologia, há 32 subespécies que são divididas conforme a sua distribuição geográfica e ano de classificação.

Apesar disso, estudos genéticos indicam que há somente 6 subespécies.

De outro modo, como a onça parda se relaciona com o ser humano?

Como dito na introdução, o animal se adapta a ambientes impactados pelo ser humano.

E isso ocorre por conta da presença de ratos que servem para a alimentação, por exemplo.

Mas, a Suçuarana tem medo do homem, fazendo com que os ataques sejam raros.

Por fim, devemos falar sobre a conservação da onça-parda:

Conforme a União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais, o estado do animal é “pouco preocupante”.

Isso por conta da sua distribuição ampla em diversos locais do mundo.

No entanto, a espécie está listada no apêndice II da Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies da Fauna e da Flora Silvestres Ameaçadas de Extinção.

Em especial, as populações que vivem no leste da América do Norte e na América Central precisam de atenção.

Por isso, houve uma redução de mais de 50% nas populações da América do Norte, fazendo com que a Suçuarana fosse extinta em algumas áreas.

De modo geral, a distribuição no mundo é ampla.

Porém as populações de determinadas regiões sofrem com o ataque de predadores e a caça ilegal, tornando-se extintas.

Onde vive o animal Puma?

Em primeiro lugar, onde tem onça-parda no Brasil?

No geral, a espécie vive no Pantanal, na região de contato entre a Amazônia e o Cerrado, tal como os locais de savanas amazônicas.

Mas, algumas ações do homem extinguiram a espécie na faixa litorânea, desde o Maranhão até Sergipe.

E podemos incluir o leste da Bahia.

Inclusive, no nordeste do estado de São Paulo, a Suçuarana usa fragmentos tão pequenos quanto 30 ou 14 hectares, embora não use menos de 300 hectares em locais da Mata Atlântica.

No que diz respeito à distribuição mundial, houve a confirmação no território do Yukon, que fica no noroeste do Canadá.

Também há uma pequena população na Flórida, especificamente, na região das Everglades.

Pode estar em outras regiões dos Estados Unidos por conta da introdução de cervos.

Assim, ocorre desde o Canadá até a região meridional da cordilheira do Andes.

Isto é, caso a espécie ache um local para sobreviver com poucos predadores e sem caçadores, é possível que ela viva em diversos locais.

Por exemplo, está em lugares repletos de vegetação, além de desertos e áreas totalmente secas.

O único bioma e local em que a espécie não pode ser vista de forma alguma, seria tundra.

Neste bioma, as temperaturas médias são extremamente baixas como, por exemplo, -28ºC.

Gostou das informações? Deixe seu comentário logo abaixo, ele é importante para nós!

Informações sobre a Onça-parda no Wikipédia

Veja também: Onça-pintada: características, alimentação, reprodução e seu habitat

Acesse nossa Loja Virtual e confira as promoções!

Posts Relacionados

Deixe um Comentário