Pesca Gerais

Mamíferos que botam ovo: quantas espécies desses animais existem?

equidnas mamíferos que botam ovos

Você sabia que há mais de uma espécie de mamíferos que botam ovo?

Isso mesmo, o ornitorrinco não está sozinho! Então, ao todo existem cinco espécies desses animais.

Os monotremados, são mamíferos que pertencem à subclasse Prototheria e a ordem Monotremata.

Basicamente possuem cinco famílias a Ornithorhynchidae que é a família do ornitorrinco e a Tachyglossidae que é a família das equidnas.

Das cinco espécies existentes, apenas uma é de ornitorrinco que é a Ornithorhynchus anatinus.

As outras espécies são de equidnas, são elas: Tachyglossus aculeatus, a Zaglossus attenborughi, a Z. bruinji e a Z. bartoni.

Todas essas espécies só podem ser encontradas nos países da Nova Guiné, Tasmânia e na Austrália.

E até o momento os cientistas não sabem ao certo em período da evolução os monotremados surgiram.

Entretanto, calcula-se que eles devem ter pelo menos 180 milhões de anos e tenham surgido na Austrália!

Já que o fóssil mais antigo encontrado da espécie, uma parte do maxilar, com mais de 100 milhões de anos foi descoberto na Austrália.

Em 2013 os paleontólogos da Universidade de New South Wales, na Austrália descobriram um fóssil gigante de ornitorrinco! A descoberta do fóssil ocorreu em um parque no norte do país.

Através da análise do fóssil os cientistas descobriram que o animal era duas vezes maior, que os animais atuais.

Os ornitorrincos são animais comuns em uma extensa faixa lesta da Austrália. Aliás, a característica do lugar com rios e lagos afastados, sem conexões entre si.

Levam os cientistas a pensar na hipótese que todos os animais dessa espécie, descendem de um mesmo animal.

Mas, cada animal acabou evoluindo de forma diferente, o que levou ao desenvolvimento de subespécies do animal, com diferentes DNA entre os animais.

Principais características dos mamíferos que botam ovo

Esse animal curioso, que combina as características de répteis, aves e mamíferos, despertam a curiosidade de todos!

Esses mamíferos que botam ovo, possuem focinhos e bicos com características únicas e quando adulto esses animais perdem seus dentes. Porém, possuem pelo, ao invés de pena e também amamentam seus filhotes.

Aliás, você sabe de onde vem o termo Monotremata? A palavra se origina da palavra grega monotreme, que tem como significado “abertura única”. O nome não foi escolhido em vão.

Esses animais possuem apenas uma abertura para o sistema urinário, digestivo e reprodutivo, conhecida como cloaca.

Outro fato bastante curioso sobre essas espécies, é que embora eles sejam ovíparos. O ovo permanece um longo período dentro das fêmeas para receber nutrientes. Além disso, mesmo após o nascimento, os ovos ainda recém cuidado por muito tempo.

Assim, para botar seus ovos as fêmeas cavam um túnel de cerca de 30 metros. Após, entrar elas fecham as entradas e permanecem lá por cerca de 10 dias, para chocar os ovos.

Elas geralmente botam um ou dois ovos. Para aquecer os ovos ela deita de costas no ninho coloca os ovos na bolsa marsupial igual aos cangurus e se curva para aquecer.

Então, esses animais nascem e ficam nessa toca por mais quatro meses para serem amamentados e se desenvolver o suficiente para sair. Apesar desses animais amamentarem, os mamilos não são bem definidos.

O leite usado na amamentação é expelido por pequenas aberturas na pele, perto da região ventral da fêmea.

Ou seja, os animais precisam lamber o leite que escorre nessa região, já que elas não possuem o bico da mama como em outros mamíferos.

Diferente de outras fêmeas que possuem apenas um útero, as monotrematas possuem dois úteros. Mas, na reprodução apenas um produz o ovo, enquanto o outro fica atrofiado.

ornitorrinco nadando

Quais são as principais características do ornitorrinco?

O bico parece de pato, o corpo de lontra, a cauda é de castor, ele é um animal carnívoro e possuem hábitos aquáticos, permanecendo até dois minutos submersos. Apesar de parecer fofo, ele não é!

O ornitorrinco é um dos mamíferos que botam ovo, e produzem veneno! Isso mesmo! Em seus tornozelos ele possui uma espécie de esporão afiado.

Esses esporões são conectados a uma glândula interna que produz veneno. Esse veneno é capaz de matar pequenos mamíferos como coelhos. No ser humano ele causa uma terrível dor.

Os esporões também são usados em brigas para disputar a fêmea, o macho que sair menos machucado é o que irá acasalar. Há, lembra que falamos do bico? Então, apesar de parecer rígido.

O bico do ornitorrinco é feito de couro mole e é muito sensível, pois é através do bico que ele sente a presença das presas.

Já na alimentação ele prefere uma espécie australiana de lagostim, conhecida como yabby, encontrada em água doce.

Assim, os ornitorrincos comem cerca da metade do seu peso de alimentos com o yabbys, as plantas e larvas de insetos diariamente.

O animal se movimento mais nas primeiras horas do dia e á noite. As outras 17 horas do dia ele passa em sua toca descansando.

Outra grande curiosidade desses animais é que eles possuem um sistema eletro receptor. Eles podem captar as ondas eletromagnéticas do ambiente.

Por fim, os ornitorrincos pesam entre meio a dois quilos, chegam até dois metros de comprimentos e podem viver até quinze anos!

equidnas

Conheça a Equidna!

Os mamíferos que botam ovo possuem duas espécies, o ornitorrinco e a não tão conhecida Equidna! Essa espécie lembra muito um porco-espinho! Já que toda a região dorsal do animal possui pelos marrons com espinhos compridos e duros de coloração amarelada.

Apesar de compararmos a espinhos, são os pelos das equidnas que são modificados e acabaram ficando endurecidos.

Como ficam em uma camada muscular, um pouco abaixo da epiderme, eles possuem muita mobilidade.

Então, quando se sentem ameaçada ela se enrola parecendo uma bola de espinhos.

Também tem o costume de hibernar no inverno e possui uma língua bem parecida com a do tamanduá. Sua língua comprida e gosmenta é usada para capturar formigas para se alimentar.

A reprodução é bem parecida com a do ornitorrinco, só que a fêmea bota apenas um ovo por vez.

O ovo permanece na bolsa por 10 dias, mas quando o filhote nasce permanece na bolsa por mais 7 dias até que os espinhos fiquem resistentes.

As patas da equidna são curtas e possuem unhas longas. Os machos também possuem os esporos venenosos nas patas traseiras, se tornando uma característica comum nos mamíferos que botam ovo.

Não ultrapassam um metro de comprimento e pesam de 2 a 10 quilos.

Ao contrário do ornitorrinco, as equidnas são animais terrestres e podem vivem em regiões desérticas, assim como em florestas. Durante o dia preferem ficar em túneis que elas escavam e a noite sai para comer.

A média de vida é de 15 anos, mas um animal em cativeiro já atingiu 50 anos de idade! E aí o que achou dos mamíferos que botam ovo?

Conclusão

Quer conhecer mais curiosidades sobre peixes e alguns animais? Visite o nosso blog! Agora se você quer se preparar para sua próxima aventura nossa loja virtual está recheada de acessórios!

Enfim, gostou das informações? Então deixe seu comentário logo abaixo, ele é importante para nós!

Posts Relacionados

Deixe um Comentário