Início Dicas e EquipamentosPlantas Porque ter uma horta em casa e como fazer uma horta vertical e mandala

Porque ter uma horta em casa e como fazer uma horta vertical e mandala

por Otávio Vieira

Não é de se espantar que o cultivo de horta em casa esteja em ascensão. Além de proporcionar uma importante economia, as hortas em casa também tornam as pessoas mais conscientes do que consomem, o que as leva a uma melhor qualidade de vida.

Embora existam inúmeros benefícios em cultivar uma horta, há um que talvez seja o mais importante: cultivar uma traz uma sensação de conexão com a terra.

Isso acontece porque cultivar uma horta nos obriga a nos relacionar com a natureza de uma forma que não estamos acostumados. Quando somos confrontados com a necessidade de regar as plantas, cuidar das pragas e lidar com a terra, passamos a nos preocupar com os ciclos naturais e a apreciar a simplicidade da vida.

Mas além de nos conectar com a natureza, cultivar uma horta também nos conecta com as outras pessoas. Ao compartilhar as nossas hortas com os nossos vizinhos, estamos criando uma comunidade de aprendizado e cultivo. Juntos, podemos aprender mais sobre a agricultura, a nutrição e a importância de ter uma alimentação saudável.

Cultivar uma horta em casa é uma experiência gratificante que permite fornecer produtos frescos para sua família e, ao mesmo tempo, controlar o que você consome. Para muitas pessoas, ter uma é mais do que apenas um hobby – é um estilo de vida. Da alegria de plantar as primeiras sementes à satisfação de colher legumes maduros, a jardinagem pode trazer benefícios imensuráveis.

Porque ter uma em casa

Quando pensamos em comida, logo nos vêm à cabeça as imagens de belas hortaliças, verdinhas e fresquinhas, dispostas em um belo prato. Mas você sabia que é possível ter uma pequena horta, e que isso pode ajudar a reduzir o seu gasto com alimentação?

A agricultura urbana vem crescendo cada vez mais no Brasil, e com ela a vontade das pessoas de cultivar os seus próprios alimentos. Além de ser uma atividade prazerosa, a horta em casa pode trazer diversos benefícios, como:

  • Redução no gasto com alimentação: cultivar os seus próprios alimentos em casa pode te ajudar a reduzir drasticamente o seu gasto com comida. Isso acontece porque você pode comprar os insumos necessários para a horta em grandes quantidades, e eles costumam ser mais baratos que os alimentos prontos.
  • Maior variedade de alimentos: quando cultivamos hortaliças em casa, temos acesso a uma grande variedade de tipos de alimentos. Além disso, podemos escolher as espécies que mais gostamos, e ter a certeza de que eles foram cultivados com muito carinho.
  • Alimentos mais nutritivos: os alimentos cultivados em casa costumam ser mais nutritivos do que os alimentos comprados prontos. Isso acontece porque eles são cultivados em solo fértil, e recebem os cuidados necessários para que elejam saudáveis.
  • Menor impacto ambiental: a agricultura urbana tem um menor impacto ambiental do que a agricultura convencional. Isso acontece porque a agricultura urbana utiliza menos agrotóxicos, e não interfere na fauna e na flora locais.

horta em casa

Benefícios de ter uma horta em casa

Além de fornecer produtos frescos e reduzir o impacto ambiental, existem inúmeros outros benefícios associados a ter uma horta caseira. Por um lado, a jardinagem pode ser uma atividade incrivelmente terapêutica.

Demonstrou-se que o ato de cavar a terra e cuidar das plantas reduz os níveis de estresse e melhora a saúde mental geral. Uma horta também oferece uma oportunidade de exercício – cuidar das plantas requer esforço físico, como cavar buracos ou carregar sacos de terra ou composto.

Além disso, a jardinagem incentiva a passar o tempo ao ar livre na natureza, o que tem seus próprios benefícios para a saúde, como o aumento da ingestão de vitamina D. Ter uma em casa pode economizar dinheiro em mantimentos ao longo do tempo.

Embora provavelmente haja alguns custos iniciais associados à criação de um horta (como a compra de solo ou ferramentas), uma vez que sua horta esteja estabelecido, os produtos que você cultivar serão gratuitos. Sem mencionar que as frutas e vegetais caseiros costumam ter um sabor melhor do que os comprados na loja.

Importância de cultivar sua própria comida

A importância de cultivar sua própria comida não pode ser exagerada. Ao cultivar suas próprias frutas e vegetais, você tem controle total sobre o que entra em seu solo e quais produtos químicos são usados em suas plantas.

Isso significa que você pode cultivar produtos livres de pesticidas e herbicidas nocivos, garantindo que sejam os mais saudáveis possíveis para você e sua família. Além de fornecer alimentos seguros, cultivar sua própria comida também pode ajudar a reduzir seu impacto ambiental.

Ao reduzir o transporte necessário para levar os alimentos da fazenda à mesa, você diminui a quantidade de gases de efeito estufa emitidos no ar. Além disso, o cultivo de certos tipos de frutas e vegetais pode ajudar a promover a biodiversidade nos ecossistemas locais.

Planejando sua horta

Ter uma horta bem planejada é a chave para o sucesso no cultivo de uma horta caseira. O planejamento adequado envolve escolher o local certo, decidir o que cultivar e determinar a quantidade de espaço necessária para suas plantas. Aqui estão algumas dicas para ajudá-lo a planejar sua horta em casa.

Escolhendo o local certo

A localização da sua horta é importante porque determinará quanta luz solar e água suas plantas receberão. Escolha um local que receba pelo menos seis horas de sol direto por dia e tenha boa drenagem. Evite áreas com tráfego intenso de pedestres ou onde animais de estimação possam perturbar suas plantas.

Decidindo o que cultivar

Ao escolher o que cultivar em sua, considere o que você e sua família gostam de comer e o que cresce bem em seu clima. Se você é novo na jardinagem, comece com vegetais fáceis de cultivar, como tomate, pimentão, alface e ervas. Você também pode plantar plantas companheiras que repelem pragas ou atraem insetos benéficos.

Determinando a quantidade de espaço necessário

A quantidade de espaço necessária para suas plantas dependerá de vários fatores, como o que você está cultivando e quantas pessoas planeja alimentar. Verduras folhosas como alface ou espinafre podem ser cultivadas em pequenos espaços, enquanto vegetais maiores como tomate ou abóbora requerem mais espaço.

Certifique-se de dar a cada planta espaço suficiente para crescer sem superlotá-las. Ao planejar cuidadosamente onde e o que você vai plantar com antecedência, cultivar uma horta abundante pode ser bastante simples!

Preparando o solo

Antes de plantar sua horta, é essencial preparar o solo adequadamente. O primeiro passo é remover quaisquer ervas daninhas ou detritos da área. Depois de limpo, você pode começar a testar o nível de pH do solo, adicionando matéria orgânica e nutrientes, arando e nivelando o solo.

Testando o nível de pH do solo

O nível de pH do seu solo determinará quais tipos de plantas prosperarão em sua horta. Os kits de teste estão prontamente disponíveis na maioria das lojas de jardinagem ou viveiros.

A faixa ideal para a maioria das plantas é entre 6 e 7,5 em uma escala de 1 a 14. Se o nível de pH do solo cair fora dessa faixa, podem ser necessárias alterações para ajustá-lo de acordo.

Adição de matéria orgânica e nutrientes

A matéria orgânica fornece uma fonte de nutrientes para as plantas, melhorando a estrutura do solo e a retenção de água. Composto, esterco e bolor de folhas são excelentes fontes de matéria orgânica que podem ser adicionadas ao solo antes do plantio.

Além da matéria orgânica, também pode ser necessário adicionar nutrientes específicos de acordo com as necessidades da sua planta. O nitrogênio promove o crescimento das folhas; O fósforo ajuda no desenvolvimento das raízes; Potássio ajuda com flores e plantas frutíferas.

Cultivando e nivelando o solo

Depois de adicionar correções como matéria orgânica ou fertilizantes na camada superior do solo, o preparo do solo ajudará a misturá-los uniformemente em toda a área de plantio. Esse processo também quebra torrões de sujeira que podem impedir o desenvolvimento das raízes. Depois de lavrar bem o canteiro, use um ancinho ou enxada para nivelar as áreas irregulares criadas pelo cultivo ou outras perturbações na preparação para o plantio.

Plantando sua horta

Cultivar sua própria horta pode ser uma experiência gratificante. É importante plantar sua horta na época correta do ano para garantir a melhor chance de sucesso.

Dependendo do clima em que você vive, a época de plantio pode variar. Em geral, é melhor plantar na primavera, depois que todo o perigo de geada já passou.

Começando as sementes dentro de casa ou ao ar livre

Começar as sementes dentro de casa é uma ótima maneira de obter uma vantagem inicial em sua horta. Este método é especialmente útil para plantas que requerem uma estação de crescimento mais longa, como tomates ou pimentões.

Para iniciar as sementes dentro de casa, você precisará de bandejas de sementes ou pequenos vasos cheios de terra para vasos. Coloque uma ou duas sementes em cada recipiente e cubra levemente com terra adicional.

Mantenha o solo úmido e coloque perto de uma janela ensolarada ou sob luzes de cultivo até que estejam prontos para o transplante. Se você preferir plantar as sementes ao ar livre, espere até que todo o perigo de geada tenha passado e prepare o solo removendo quaisquer detritos e adicionando composto ou outra matéria orgânica.

Crie sulcos com uma enxada ou ancinho que sejam profundos o suficiente para cobrir as sementes depois de plantadas. Coloque duas a três sementes a cada poucos centímetros ao longo de cada linha e cubra com o solo.

Transplante de mudas

Uma vez que suas mudas tenham amadurecido o suficiente, é hora de transplantá-las para seu lar permanente em sua horta. Certifique-se de endurecer suas mudas antes do transplante, expondo-as gradualmente a condições externas por vários dias.

Para transplantar as mudas, cavar um buraco um pouco maior que o torrão de cada planta e retirá-la delicadamente de seu recipiente tomando cuidado para não danificar as raízes delicadas. Coloque a planta no buraco em sua profundidade original e preencha ao redor com terra.

Semeando sementes diretamente no solo

Semear diretamente no solo é um método simples e fácil de plantar sua horta. Este método funciona bem para plantas que não requerem uma longa estação de crescimento, como feijões ou rabanetes.

Para semear sementes diretamente, prepare o solo removendo quaisquer detritos e adicionando composto ou outra matéria orgânica. Crie sulcos no solo com uma enxada ou ancinho que sejam profundos o suficiente para cobrir as sementes depois de plantadas.

Coloque uma ou duas sementes a cada poucos centímetros ao longo de cada fileira e cubra com terra. Seguindo essas técnicas de plantio, você pode cultivar uma horta bem-sucedido que fornecerá produtos frescos e saudáveis durante toda a estação de crescimento.

Como fazer uma horta em casa

Para ter uma é preciso ter espaço suficiente. Geralmente, uma horta de pequeno porte ocupa cerca de 2 metros quadrados. Além disso, é preciso preparar o solo e adubá-lo de acordo com as espécies que serão cultivadas.

As hortaliças mais comuns cultivadas em casa são:

  • tomate;
  • pimentão;
  • quiabo;
  • abobrinha;
  • alface;
  • cenoura;
  • beterraba;
  • ervilha;
  • repolho.

Mas é possível cultivar outras espécies, dependendo do espaço disponível e das suas preferências.

A horta em casa é uma ótima forma de ter alimentos saudáveis e frescos sempre à mão. Além disso, ela é uma atividade prazerosa e que traz diversos benefícios para a saúde.

Se você tem interesse em cultivar a sua própria, procure se informar para te ajudar a iniciar esse belo projeto.

Cuidando da sua horta

Regar e fertilizar plantas

Um dos aspectos mais importantes de cuidar de sua horta é garantir que suas plantas recebam a quantidade certa de água e nutrientes. O ideal é regar as plantas pela manhã ou à noite, evitando o período mais quente do dia para evitar a evaporação da água. A frequência da rega dependerá de uma variedade de fatores, como tipo de solo, temperatura, umidade e espécies de plantas.

Como regra geral, os vegetais requerem cerca de 2,5 cm de água por semana. Fertilizar suas plantas irá ajudá-las a crescer mais fortes e produzir melhores rendimentos.

Você pode usar fertilizantes orgânicos ou sintéticos, dependendo de sua preferência. As opções orgânicas incluem composto, chá de estrume, farinha de ossos e farinha de sangue.

Os fertilizantes sintéticos são feitos de produtos químicos que fornecem um rápido aumento de nutrientes, mas podem prejudicar os microorganismos benéficos no solo ao longo do tempo. Certifique-se de seguir as instruções cuidadosamente ao aplicar o fertilizante para evitar o excesso de fertilização.

Controle de pragas e doenças

Pragas como pulgões, lagartas, besouros e lesmas podem causar sérios danos a uma horta se não forem controladas. Da mesma forma, doenças como o oídio ou a mancha preta podem se espalhar rapidamente pelas plantas se não forem tratadas prontamente.

Uma maneira de controlar as pragas é ficar atento a qualquer sinal de infestação e remover as áreas afetadas imediatamente. Você também pode usar métodos naturais de controle de pragas, como plantio companheiro (plantar certas espécies juntas que repelem pragas naturalmente), spray de óleo de nim (feito de sementes de nim esmagadas) ou armadilhas pegajosas (que atraem insetos com cores vivas).

As doenças podem ser evitadas praticando bons hábitos de higiene, como higienizar as ferramentas antes do uso ou evitar a irrigação aérea, o que pode promover o crescimento de fungos nas folhas e caules. Existem também muitos fungicidas orgânicos disponíveis, como sulfato de cobre ou spray de bicarbonato de sódio, que são eficazes na prevenção ou tratamento de infecções fúngicas.

Mulching para conservar a umidade

Mulching é uma maneira simples de conservar a umidade em sua horta, o que é especialmente importante durante o tempo quente ou seco. A cobertura morta pode ser feita de aparas de grama, folhas, palha, composto ou qualquer outro material orgânico.

Ajuda a manter o solo fresco e úmido, evitando a evaporação da água e reduzindo o crescimento de ervas daninhas. Ao aplicar cobertura morta, certifique-se sempre de que não seja muito grossa ou próxima à base das plantas, pois isso pode promover o apodrecimento.

Uma camada de cerca de 2-3 polegadas é melhor. A cobertura morta deve ser reabastecida todos os anos, pois se decompõe com o tempo e perde a eficácia.

No geral, o cuidado adequado da sua horta exigirá algum esforço de sua parte, mas as recompensas valem a pena. Com irrigação e fertilização regulares, medidas vigilantes de controle de pragas e aplicação de cobertura morta quando necessário, você pode garantir uma colheita saudável estação após estação.

Colhendo suas plantas

Depois que suas plantas amadurecerem, é hora de colher os frutos de seu trabalho árduo. Técnicas de colheita adequadas ajudarão a garantir que você aproveite ao máximo sua horta e mantenha a qualidade de seus produtos.

Saber quando colher cada safra

Cada vegetal tem suas próprias características únicas que indicam quando está pronto para a colheita. Para vegetais de raiz como cenoura e beterraba, uma boa regra é esperar até que a parte superior do vegetal atinja um tamanho apropriado.

O mesmo vale para folhas verdes como alface e espinafre. Quando se trata de frutas como tomates e pepinos, espere até que atinjam sua cor e tamanho completos antes de colhê-los da videira.

Outro fator importante para determinar quando colher são as condições climáticas. É melhor evitar a colheita durante os dias chuvosos ou úmidos, pois isso pode aumentar a probabilidade de deterioração ou doenças.

Limpeza e armazenamento dos produtos colhidos

Depois de colher suas colheitas, é importante limpá-las adequadamente antes de armazená-las. A maioria dos vegetais pode ser lavada com água fria e seca delicadamente com uma toalha. No entanto, alguns vegetais, como batatas, devem ser escovados apenas levemente, pois a umidade excessiva pode levar ao apodrecimento.

O armazenamento adequado também é essencial para manter a qualidade do produto após a colheita. Alguns vegetais requerem refrigeração, enquanto outros são melhor armazenados em temperatura ambiente em uma área seca.

As folhas verdes devem ser armazenadas em um saco plástico perfurado, enquanto as raízes devem ser armazenadas em um local fresco e escuro, como um porão ou despensa. Técnicas de colheita adequadas são essenciais para tirar o máximo proveito dos produtos da sua horta.

Saber quando colher cada safra é crucial, assim como limpar e armazenar adequadamente os produtos colhidos depois. Com essas dicas em mente, você poderá desfrutar de comida caseira fresca durante toda a temporada!

Horta com garrafa PET

Aproveitando a garrafas PET

O reaproveitamento de garrafas PET é uma prática cada vez mais comum no Brasil. As garrafas PET podem ser transformadas em diversos objetos, como vasos, luminárias e até mesmo hortas.

A horta de garrafas PET é uma excelente ideia para quem quer ter sua própria horta, sem gastar muito dinheiro. Além disso, é uma ótima alternativa para quem mora em apartamento e não tem espaço para uma horta tradicional.

Para fazer uma horta de garrafas PET, você vai precisar de:

  • Garrafas PET – Pegue várias garrafas PET, de preferência de cores diferentes.
  • Substrato – Para a terra, você pode usar o mesmo substrato que você usaria para um jardim convencional.
  • Fertilizante – O fertilizante é importante para garantir que as plantas cresçam saudáveis.

Tome alguns cuidados ao fazer uma horta de garrafas PET. Em primeiro lugar, as garrafas devem estar bem lavadas e secas. Além disso, é importante furar as garrafas na parte de baixo, para que o substrato e a água possam circular.

Depois de furar as garrafas, preencha cada uma delas com um pouco de substrato. Em seguida, plante as suas plantas preferidas e regue sempre que necessário. Você pode usar um fertilizante específico para hortas.

Por fim, você pode pendurar as garrafas PET em um local ensolarado e deixar que as plantas cresçam. É uma ótima ideia para decorar o seu quintal ou jardim.

Além de ser uma atividade divertida, você vai ter vegetais frescos para consumir durante todo o ano.

horta

O que pode ser plantado em uma horta

As hortas são ótimas maneiras de cultivar alimentos saudáveis. Além disso, é possível plantar uma variedade de alimentos em uma horta, dependendo da disponibilidade de espaço e de solo.

Alguns vegetais plantados em uma são cenoura, alface, beterraba, repolho, tomate, pepino e ervilha. Plantamos também legumes como vagem, feijão e milho, além disso, hortaliças como salsa e cebolinha.

É importante escolher um local para que receba sol direto pelo menos durante algumas horas do dia. O solo deve ser fértil e preparado antes de ser semeado.

A melhor época para semear os vegetais em uma horta é durante o inverno ou o início da primavera. Isso porque esses períodos são menos quentes e as plantas crescerão mais devagar, permitindo que as raízes se estabeleçam melhor.

Depois de semear os vegetais, é importante regá-los diariamente. É recomendável utilizar um regador para não molhar as raízes da planta.

Ao final de alguns meses, os vegetais estarão prontos para serem colhidos. É importante colher os vegetais regularmente para estimular o seu crescimento.

Horta vertical

As hortas verticais estão se tornando cada vez mais populares nos apartamentos, pois são uma forma eficiente de aproveitar espaço. Quem mora em apartamento ou casa não tem espaço disponível para cultivar uma horta convencional, mas pode cultivar uma horta vertical.

As hortas verticais são constituídas de caixas de madeira, plástico ou metal, com diversos furos nas laterais. Preenchemos essas caixas com substrato, onde plantamos as hortaliças. O substrato pode ser composto de terra, areia, vermiculita ou coco cozido.

Fixamos as caixas na parede ou no teto. Se for fixada na parede, é necessário furar e furadeira. Se for fixada no teto, é necessário utilizar um suporte especial, que pode ser comprado em lojas de jardinagem.

Apesar de serem mais populares nas cidades, as hortas verticais também podem ser utilizadas em propriedades rurais. Nesses lugares, utilizamos para cultivar hortaliças em locais onde não há espaço para uma horta convencional.

Utilizamos as hortas verticais para cultivar diversas hortaliças, como por exemplo alface, tomate, cebola, pepino, abobrinha e ervilha. Utilizadas também para cultivar temperos, como manjericão, hortelã, salsinha e cebolinha.

Além de serem uma forma de aproveitar espaço, as hortas verticais são uma forma de cultivar hortaliças de forma ecologicamente correta. As hortaliças cultivadas nessas não necessitam de agrotóxicos, pois são cultivadas em um substrato fértil.

Elas também são uma forma de economizar água, já que as hortaliças não necessitam de grandes quantidades de água para serem cultivadas.

Utilizamos as hortas verticais para produzir alimentos saudáveis e de qualidade. Elas são uma excelente forma de cultivar hortaliças em locais onde não há espaço para uma horta convencional.

Horta tipo mandala

Há um novo tipo de horta que está fazendo sucesso entre os adeptos da agricultura orgânica e que se chama horta mandala. Trata-se de uma horta em formato de mandala, que além de lindo, é muito prático e funcional.

A horta mandala é composta por diversos círculos concêntricos, cada um com um tipo de planta. Essa disposição simétrica favorece o crescimento das plantas e ajuda na organização da horta.

A horta mandala é uma excelente opção para quem quer ter uma orgânica em casa, pois é fácil de montar e não ocupa muito espaço. Além disso, as plantas podem ser facilmente mudadas de lugar, de acordo com as suas necessidades.

Conclusão

Incentivar outras pessoas a começar suas próprias hortas

Agora que você experimentou os muitos benefícios de ter uma em casa, por que não compartilhar essa alegria com outras pessoas? Incentive amigos e familiares a começarem suas próprias hortas, compartilhando seus conhecimentos e experiências. Eduque-os sobre os benefícios de cultivar seus próprios alimentos, como melhoria da saúde, redução dos custos dos alimentos e sustentabilidade ambiental.

Você pode até dar um passo adiante iniciando uma horta comunitária ou fazendo voluntariado em uma em sua área. Isso não apenas ajudará outras pessoas a desfrutar de produtos frescos, mas também pode criar um senso de comunidade à medida que as pessoas trabalham juntas em direção a um objetivo comum.

Cultivar uma horta caseira requer algum planejamento e esforço, mas acaba sendo recompensador tanto no nível pessoal (uma vez que desfrutamos de uma vida mais saudável) quanto no nível ambiental (uma vez que reduzimos o desperdício de alimentos).

Ao reservar um tempo para plantar nossas colheitas cuidadosamente em solo testado rico em nutrientes e matéria orgânica, sabendo quando regá-las adequadamente, mantendo as pragas longe de nossas plantas usando métodos naturais como plantio associado ou técnicas integradas de manejo de pragas – estamos levando uma vida mais sustentável enquanto desfruta de uma abundância de deliciosas frutas, vegetais e ervas caseiras.

Informações sobre horta no Wikipédia

Enfim, gostou  do artigo? Como cultivar um jardim vertical e ideias de plantas para o seu ambiente

Acesse nossa Loja Virtual e confira as promoções!

Youtube Video

Caixa de Comentários do Facebook

Deixe um comentário