Pesca Gerais

Gavião-preto: características, alimentação, reprodução e seu habitat

Gavião-preto ou “Great Black Hawk” na língua inglesa, é uma ave de rapina da família Accipitridae que é composta por espécies de abutres do Velho Mundo, águias e falcões.

A seguir, você poderá entender mais informações sobre as subespécies, suas características, curiosidades e distribuição.

Classificação:

  • Nome científico – Urubitinga urubitinga;
  • Família – Accipitridae.

Subespécies de Gavião-preto

Há 2 subespécies, sendo que a primeira foi listada em 1788 e tem por nome “U. urubitinga urubitinga”.

Vive no leste do Panamá até o norte da Argentina.

No ano de 1884, U. urubitinga ridgwayi, foi catalogada, habitando desde o norte do México até o oeste do Panamá.

Características do Gavião-preto

A espécie mede de 51 a 60 cm de comprimento, além de o macho e fêmea pesarem entre 965 e 1300 gramas e de 1350 a 1560, respectivamente.

Sendo assim, as fêmeas são maiores que os machos.

A ave tem um corpo pesado e pernas longas, bem como o macho adulto tem uma plumagem negra em todo o corpo, com exceção da metade da cauda.

Além disso, há uma estreita faixa terminal da cor branca e a cauda seria curta.

No momento em que está voando, sob as asas, podemos notar bases esbranquiçadas e um barrado em tom acinzentado nas penas de voo.

Bico forte, curvo e preto, asas largas, cabeça preta, olhos castanhos escuros, bem como garras e pernas amareladas, são informações importantes sobre o Gavião-preto.

Os jovens são amarronzados, tendo a parte superior marrom, juntamente com alguns tons de branco.

Já as partes inferiores são brancas, com faixas marrons.

Cabeça amarelada ou esbranquiçada, cauda branca e barrada com castanho, tal como pés e pernas amarelos, são detalhes dos jovens.

No que diz respeito a vocalização, podemos observar um assobio agudo como um grito “ooo-wheeeeeeuur”, no momento em que está empoleirado ou voando.

Gavião-preto

Reprodução do Gavião-preto

Durante a época de reprodução, é comum observar exibições e comportamento de corte, sendo que as fêmeas e machos voam juntos.

Após definir o parceiro (a), o casal voa até uma árvore alta para construir  ninho em uma altura de até 22 m acima do solo, próximo de pântanos ou cursos de água.

O ninho do Gavião-preto é uma plataforma volumosa, feita com galhos fortes, local em que a fêmea coloca somente um ovo da cor branca.

Em casos raros, ela pode pôr 2 ovos, que são marcados com estrias negras e algumas manchas.

A incubação demora até 40 dias, feita geralmente pela mãe, e após a eclosão, os pequenos são alimentados pelo casal com diversos tipos de alimento.

Por exemplo, as cobras são trazidas para o ninho com a cabeça removida, além de os pais trazerem pequenos mamíferos, anfíbios, insetos e pássaros.

Gavião Preto

O que o Gavião Preto come?

A dieta dos indivíduos inclui espécies de cobras, ratos, rãs, lagartos, peixes e insetos.

Alguns também podem se alimentar dos filhotes de aves que caíram do ninho, além de frutas e carniça.

Portanto, note que a espécie tem uma enorme variedade de presas que podem até ser caçadas a pé.

Embora seja visto facilmente voando acima das florestas, à procura de presas, o animal tem pernas fortes e longas que permitem o andar sobre o solo para a caça de insetos grandes, répteis, sapos e lagartos.

Além disso, pode capturar a presa na água, mergulhando e perseguindo-a com grande facilidade.

Um exemplar adulto também foi visto tentando atacar uma garça-moura que estava escondida comendo em um barranco.

A garça havia pescado um peixe, por isso não se sabe se o Gavião-preto pretendia atacá-la ou se o alvo era mesmo o peixe.

Curiosidades

Primeiro de tudo, saiba que há diversas espécies similares a esta que estamos falando hoje.

Sendo assim, pode haver confusão com o Gavião-de-rabo-branco (Geranoaetus albicaudatus), embora seja uma ave maior.

Quanto aos jovens, há confusão com espécies como a águia-cinzenta (Urubitinga coronata), gavião-de-asa-telha (Parabuteo unicinctus) e o gavião-caboclo (Heterospizas meridionalis).

Em segundo lugar, vale destacar o estado de conservação do Gavião-preto.

As populações têm uma distribuição ampla e por isso, a classificação é “menos preocupante”.

Em países como a Argentina, a espécie tem grandes populações, tendo em vista que não é perturbada.

Mas, devemos destacar que a quantidade de exemplares vem diminuindo a cada dia no México e alguns locais da América Central.

Como principal causa, saiba que este gavião sofre com a perda do habitat devido ao desmatamento.

Gavião Preto

Onde vive o Gavião-preto

A espécie pode viver nas bordas de matas, desde que sejam próximas de água, brejos e pântanos.

Além disso, há a capacidade de viver em locais que foram alterados pelo o homem como os parques com corpos d’água e as pastagens.

Gosta de pousar em galhos secos, além de buscar por queimadas para capturar, no chão ou em pleno ar, animais espantados ou já queimados pelas chamas.

Ao aproveitar as correntes de ar quente, a ave plana a grande altura.

Tem o costume de viver a sós, em pares ou até mesmo em grupos pequenos, sendo que são vistos desde o nível do mar até 1600 metros de altitude.

Por isso, a distribuição do Gavião-preto inclui o México, passando pela América Central, Peru, Trinidad e norte da Argentina.

Gostou das informações? Deixe seu comentário logo abaixo, ele é muito importante!

Informações sobre o Gavião-preto no Wikipédia

Veja também: Gavião-carrapateiro: alimentação, reprodução, subespécies e onde encontrar

Acesse nossa Loja Virtual e confira as promoções!

Posts Relacionados

Deixe um Comentário