Início » Gavião-carijó: características, alimentação, reprodução, habitat e curiosidades

Gavião-carijó: características, alimentação, reprodução, habitat e curiosidades

por Otávio Vieira

Você conhece o gavião mais comum do Brasil? Hoje falamos sobre um dos gaviões mais comuns e fáceis de se observar do Brasil! O Gavião-carijó!

É bem provável que exista gavião-carijó em sua região, ou até mesmo no seu bairro! Pois ele é muito comum, inclusive está se tornando cada vez mais frequente nas cidades brasileiras.

Gavião-carijó é um dos seus vários nomes! Mas ele também é conhecido como gavião-pinhé, pega-pinto e gavião-indaié.

Classificação:

  • Nome científico – Rupornis magnirostris;
  • Família – Accipitriformes.

Características do Gavião-carijó

O Gavião Carijó tem mais ou menos o tamanho de um pombão, mede em torno de 31 a 41 centímetros.

Seu peso varia entre 206 e 290 gramas, embora a fêmea é 20% maior.

Sua plumagem é predominantemente marrom, com o peito claro, todo barrado.

A base da cauda é branca, mas se torna barrada em direção à extremidade. Apresenta duas listras negras visíveis no final da cauda.

Já o jovem é mais claro. Tem um padrão de estrias no peito que o adulto não tem.

Macho e fêmea nesta espécie são idênticos. A cor da espécie também muda um pouco ao longo do país, na região norte por exemplo, o gavião-carijó é mais acinzentado.

Até existem alguns gaviões parecidos com ele, como é o caso do gavião-miúdo e de alguns jovens de outras espécies.

Costuma voar em casais, fazendo movimentos circulares.

Gavião Carijó

Reprodução Gavião-carijó

Apesar de ser um gavião acostumado com o agito das cidades, ele ainda precisa de um pouco de árvores para descansar e fazer seus ninhos.

Como muitos rapinantes, gavião-carijó constrói seu ninho com gravetos, revestidos com folhas no alto de árvores.

A fêmea geralmente coloca de 1 a 2 ovos, que são incubados por 30 a 35 dias. Os ovos geralmente são manchados, de cor variável, isso ocorre dentro da mesma postura.

Nesse período a fêmea é alimentada pelo macho. E quando está com ninho, a mãe carijó é bem agressiva, atacando qualquer animal, incluindo pessoas, que aproximar do ninho.

Por causa desse comportamento defensivo no período reprodutivo, de vez em quando, gavião-carijó aparece em alguma reportagem na TV. Mas é só uma mãe muito protetora defendendo seu filhote! Aliás, é um comportamento super compreensível!

gavião-carijó

O que come o Gavião Carijó

O gavião-carijó é uma espécie oportunista e ousada! Ele caça vários tipos de presas, desde pequenos passarinhos, lagartos, artrópodes até roedores e morcegos!

Nas cidades, insetos, pardais e rolinhas são as presas favoritas! Até serpentes, podem virar comida para o gavião!

O gavião-carijó geralmente captura suas presas, atacando a partir de um poleiro. Por isso é tão comum ver esse gavião pousado em postes e mourões de cerca. Ele fica ali um tempão aguardando uma oportunidade de caça!

A verdade é que essa espécie é uma grande aliada no controle populacional de diversos pequenos animais do meio urbano, evitando, por exemplo, a superpopulação de muitas aves, insetos e roedores.

É um serviço ambiental que o gavião realiza nas cidades, sem cobrar nada de nós!

Aliás nenhum passarinho pequeno quer um gavião-carijó por perto! O gavião é frequentemente atacado por bem-te-vis, beija-flores, chupins, suiriris, entre outros passarinhos. Pois esses passarinhos sabem que ele é um predador perigoso, então se aproveitam da própria agilidade para atacar o gavião pelas costas, na intenção de incomoda-lo ao ponto de sair do local. Muitas vezes dá certo!

Curiosidades

Mas o canto do gavião-carijó é inconfundível: Costuma fazer essa vocalização em voo, geralmente quando está voando em círculos pela manhã, é um canto de demarcação territorial.

Mas ele tem um chamado diferenciado: Geralmente ele faz esse som quando percebe algum intruso invadindo seu território. É um chamado de alerta!

E apesar de ser predador, o gavião-carijó também tem seus predadores. Aliás, muitos predadores naturais! Águias e gaviões maiores, até mesmo corujas, são os predadores mais comuns do gavião-carijó.

Mas tem outros animais que também pode comer esse gavião! Uma das fotos mais famosas publicadas no Wikiaves, feita por Pablo Souza, é de uma imensa jiboia comendo o gavião! É um registro surpreendente!

Onde encontrar o Gavião-carijó

Essa ave ocorre em praticamente todo território nacional. Encontrada também do México a Argentina.

Nos últimos tempos esta ave passou a se tornar mais comum nos centros urbanos, adaptando-se bem a este ambiente, pois nas cidades a oferta de alimento é maior. Por outro lado, seus predadores naturais são escassos nos grandes centros urbanos.

Apesar de viver muito bem nas cidades, o gavião-carijó enfrenta uma série de perigos nas paisagens urbanas! Eletrocussão, colisão com janelas espelhadas, linhas de cerol de pipas e até atropelamentos, são os perigos mais comuns para a espécie.

Não é à toa que o primeiro ano de vida do gavião-carijó é o mais difícil! Pois muitos jovens carijós morrem antes de completar um ano de idade!

E se você ficou com vontade de observar ou fotografar essa espécie em sua cidade, saiba que não é difícil. Pois como disse, é um dos gaviões mais comuns do Brasil!

Basta dar uma volta em bairros mais arborizados, e ficar de olho no alto de árvores, postes e antenas.

Nas áreas rurais, ele quase sempre está pousado às margens de estradas aguardando uma oportunidade de caça.

Não é à toa que seu nome em inglês é “Roadside Hawk” que significa gavião beira de estrada.

O início da manhã e o final da tarde, são os melhores horários para observar essa espécie.

Enfim, gostou das informações? Então, deixe seu comentário logo abaixo, ele é muito importante!

Informações sobre o Gavião Carijó no Wikipédia

Veja também: Xexéu: espécies, alimentação, características, reprodução e curiosidades

Acesse nossa Loja Virtual e confira as promoções!

Caixa de Comentários do Facebook

Você pode gostar

Deixe um comentário