Pesca Gerais

Ferrão de Bagre: Saiba que fazer se for ferroado pelo peixe

Depois do ouriço-do-mar, caravela e a água-viva, o ferrão de bagre é o quarto responsável por incidentes que ocorrem nos mares e rios no município de Ubatuba, São Paulo.

E este número não é diferente em todo o país, pois os banhistas e pescadores sofrem anualmente com acidentes causados por animais aquáticos, principalmente na época de verão.

Dessa maneira, ao considerar que grande parte destes animais é venenosa, você deve manter-se atento e informado sobre o assunto.

Sendo assim, ao prosseguir a leitura você poderá conhecer todas as informações necessárias a respeito do ferrão de bagre.

Também será possível conferir dicas para manipular o peixe sem se ferir e o que você deve fazer se for ferroado.

Por que o Ferrão de bagre é tão perigoso?

Existe no mundo mais de 2200 espécies de bagre, por isso, este grupo é da família Siluriformes e é classificado em quase 40 famílias.

Aliás, o bagre é nativo da América do Sul, além de ser encontrado em diversas regiões da África e do Oriente Médio.

Mas, como em nosso conteúdo “Pesca de Bagre: Dicas e informações de como capturar o peixe”, nós esclarecemos tudo a respeito da espécie, não iremos citar características específicas no artigo de hoje.

Sendo assim, caso tenha dúvidas sobre o bagre, confira inicialmente o conteúdo acima e em seguida, prossiga a leitura deste artigo.

Portanto, para a total compreensão sobre o tema de hoje, cabe citar o seguinte:

Basicamente o ferrão de bagre fica localizado em três espinhas nas nadadeiras do peixe.

Uma destas espinhas está localizada na parte dorsal e duas nas laterais do animal.

Deste modo, quando uma pessoa encosta nas nadadeiras, elas furam através do ferrão, que por sua vez, solta o veneno.

Ou seja, o que acontece é que o ferrão de bagre é o principal meio de defesa contra predadores.

Assim, por mais que o peixe esteja morto, o veneno continua ativo no ferrão durante algumas horas.

O que a ferroada do peixe pode causar?

A primeira grande causa da ferroada de bagre é uma dor intensa que pode durar até 24 horas sem o tratamento adequado.

E esta dor intensa vem do veneno que, por sorte, não é fatal.

Dessa forma, de acordo com o biólogo Emanuel Marques, além de uma dor insuportável e inchaço, o ferrão de bagre pode evoluir para febre, sudorese, vômitos e, em casos mais graves, necrose ou infecção.

Para que você tenha noção, há exemplos de pessoas que precisaram de cirurgia para a remoção do ferrão do peixe.

Por esse motivo, o tema é sério e todo o cuidado é pouco para a prevenção contra qualquer acidente.

Inclusive, cabe evidenciar que até mesmo um arranhão pode causar dores insuportáveis, por isso, conheça alguns cuidados fundamentais:

Principais cuidados para evitar acidentes

Um dos principais cuidados é a atenção ao caminhar na areia da praia.

Basicamente alguns pescadores, principalmente aqueles que pescam com redes, capturam alguns bagres pequenos e fazem o descarte do animal na onda ou até mesmo na areia.

Com isso, caso o descarte seja feito nas ondas, é possível que o peixe morra e seu corpo fique na areia.

Isso ocorre principalmente devido à descompressão causada pelo tempo de exposição fora da água, tornando o peixe incapaz de voltar ao mar.

Por isso, para evitar o número de acidentes com o ferrão de bagre, esteja atento ao caminhar na praia, em especial, se estiver acompanhado de crianças.

Além disso, você precisa aprender a remover o anzol do peixe sem que ele lhe ofereça riscos, conheça um método muito interessante:

  • Ponha a vara no suporte, para que o peixe fique pendurado no anzol;
  • Utilizando a sua mão esquerda, tenha o auxílio de um alicate tipo prendedor para imobilizar a parte inferior da boca do bagre;
  • Com a sua mão direita e a ajuda de um alicate de bico (ponta), retire cuidadosamente o anzol, assim o bagre ficará preso no alicate prendedor;
  • Vá a um local com água no joelho e solte o animal.

Note que a dica final é que você vá a um lugar com água no joelho para libertar o bagre.

Deste modo é possível evitar acidentes com os banhistas ou outros pescadores.

O que fazer se for ferroado pelo peixe

E para encerra o nosso conteúdo, você poderá conferir a seguir o que fazer em casos de acidentes com o bagre.

Primeiro de tudo, entenda o seguinte:

Você nunca deve arrancar o ferrão de bagre sozinho!

Isso porque este é um trabalho que precisa ser feito por um especialista.

Dessa maneira, o ideal é que você coloque a região atingida em uma bacia com água morna durante 30 minutos.

Tal ação fará com que os vasos e poros sejam dilatados e as dores aliviadas temporariamente.

Em seguida, é fundamental que você vá ao pronto socorro retirar o ferrão de bagre, após é claro, a aplicação de uma anestesia sobre o local do ferimento.

Inclusive, caso não tenha água morna disponível no momento, lave o local com vinagre ou álcool líquido.

Também é possível diminuir a dor ao cortar o espinho com uma tesoura ou alicate, separando assim, o animal da pele do indivíduo.

Entretanto, o ideal é que você não somente utilize métodos caseiros.

Há pessoas que se negam a visitar um médico e daí surgem os casos de necrose ou infecção.

Assim, a ida ao hospital é essencial para que o ferrão de bagre seja removido corretamente.

Conclusão sobre ferrão de Bagre

Como dica final, sempre se lembre de que grande parte dos acidentes com o bagre ocorre especialmente devido o descarte incorreto do animal na areia.

Isto é, o grande vilão da história não seria o peixe, mas a atitude inadequada de alguns pescadores.

Portanto, você como um bom pescador tem o dever de evitar tal problema, libertando o bagre no local correto.

Assim você poderá contribuir para a sua segurança, bem como a proteção de outros colegas pescadores e dos banhistas.

Posts Relacionados

Deixe um Comentário