Pesca Gerais

Curicaca: características, alimentação, reprodução, habitat e curiosidades

O Curicaca, carucaca, curicaca-branca, curicaca-comum, caricaca, curicaca-de-pescoço-branco e Buff-necked Ibis, são nomes vulgares de uma ave única.

Alías, o último nome é usado na língua inglesa.

Outro exemplo de nome comum é onomatopaico que está relacionado ao som do canto que é composto por gritos fortes.

Portanto, prossiga a leitura e saiba mais detalhes sobre a espécie.

Classificação:

  • Nome científico – Theristicus caudatus;
  • Família – Threskiornithidae.

curicaca voando

Quais as características da Curicaca?

Em primeiro lugar, entenda que a fêmea da espécie costuma ser menor que o macho.

Sendo assim, eles têm 143 cm de envergadura e 69 cm de comprimento.

A ave tem por diferencial o bico curvo e longo, bem como asas largas e uma cor clara.

Falando ainda sobre a coloração, entenda que o dorso é cinza-claro, com brilho esverdeado e as penas de voo são pretas.

Há uma mancha esbranquiçada no lado superior da asa que pode ser facilmente vista quando o animal voa.

Nesse sentido, esta é a única ave brasileira que tem branco na coloração, diferenciando-se dos demais membros da família.

Assim, entenda que a presença dos indivíduos é marcante, sendo que a silhueta das Curicacas se destaca quando elas voam em grupo.

Diferentemente de outras espécies, não estão associadas à água.

Ou seja, vivem em locais abertos, em especial os campos secos, pastagens e gramados.

No momento em que voam, podem emitir vocalizações que chamam a atenção de diversas pessoas.

E devido ao canto, a espécie também tem por nome vulgar de “despertador do Pantanal”.

Buff-necked Ibis

Reprodução do Curicaca

A Curicaca fêmea coloca entre 2 e 4 ovos em um ninho volumoso que é feito por gravetos.

Este ninho está em grandes rochas nos campos ou até mesmo em árvores altas.

Dessa forma, na época de reprodução é comum ver colônias de ninhos nas áreas de nidificação.

E além de emitir sons ao voar, o casal canta em dueto fazendo movimentos ascendentes com o bico, nessa época.

A vocalização ou canto seria agudo e se assemelha com a da seriema.

Fêmea e macho são responsáveis pela incubação dos ovos e após o nascimento, eles também se revezam para alimentar os pequenos.

Theristicus caudatus

O que a Curicaca se alimenta?

Logo ao entardecer é comum ver as aves em áreas calcárias a fim de pousar e dormir.

Já no amanhecer, elas levantam voo e vão em direção ao campo, para os locais em que há terra lavrada.

Nestes locais, os insetos são capturados, bem como, as cobras pequenas, lagartixas, caramujos, sapos e centopeias.

Até mesmo os grãos fazem parte da dieta, nos comprovando grande variedade.

Portanto, os ratos, aranhas, larvas, lagartos pequenos e algumas espécies de aves menores, fazem parte da alimentação.

E para pegar os insetos que ficam na terra fofa, a espécie usa o bico curvo e longo.

Também é um dos poucos predadores que não é afetado pelas toxinas liberadas pelo sapo (Bufo granulosus), por isso este anfíbio pode fazer parte de sua dieta.

Curiosidades

Como curiosidade sobre a Curicaca é importante falar sobre os seus hábitos.

No geral, a espécie é solitária, porém pode viver em pequenos bandos a fim de buscar por alimento em campos de gramíneas.

Também é diurna, sendo que durante a noite os indivíduos se empoleiram nas árvores.

Além disso, entenda mais informações sobre o situação:

Esta é uma espécie com grande variedade e com uma população estimada entre 25.000 a 100.000.

Como resultado, a situação é vista como menos preocupante conforme a Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN.

Ainda como curiosidade, saiba que a Curicaca, conforme a LEI MUNICIPAL N.° 636 DE 08 DE DEZEMBRO DE 2005, é a ave-símbolo do Município de São José dos Ausentes.

A ave é comum no município, valorizada e protegida pelos fazendeiros, pois é vista como um controlador biológico.

Sendo assim, a espécie não permite o desenvolvimento de pequenos animais que são nocivos às plantas e também ao homem.

Como resultado, o nome científico “Theristicus Caudatus” é um cartão postal das fazendas, estando presente em várias propriedades.

Por isso, vale falar que a espécie foi reconhecida no município a partir de um projeto de pesquisa e extensão universitária feito pela UFRGS.

A pesquisa foi divulgada em todo o estado e, atualmente, o Município de São José dos Ausentes identificou a ave como símbolo.

caricaca ou curicaca-branca

Onde vive a ave Curicaca?

É importante que você saiba que a espécie pode ser dividida em 2 subespécies que se diferenciam por meio da distribuição:

Em primeiro lugar, há o Theristicus caudatus caudatus que foi listado no ano de 1783, sendo que vive no Oeste da Colômbia, Venezuela e Guianas.

Em nosso país, a subespécie vive desde o norte até o estado de Mato Grosso.

Já a Theristicus caudatus hyperorius, catalogada em 1948, está presente no Oeste da Bolívia e norte da Argentina.

Outros locais que podem abrigar os indivíduos são sudoeste do Brasil, Uruguai e Paraguai.

Por fim, a espécie é restrita às planícies tropicais e subtropicais que sejam mais quentes.

Não tem o costume de realizar migrações, embora movimentos locais possam ocorrer.

Também já foi vista de forma acidental, no Panamá.

Gostou das informações? Deixe seu comentário logo abaixo, ele é importante para nós!

Informações sobre a Curicaca no Wikipédia

Veja também: Bem-te-vi, ave popular no Brasil conheça as espécies, alimentação e curiosidades

Acesse nossa Loja Virtual e confira as promoções!

Posts Relacionados

2 comentários

Fernando Verjus de Oliveira 23 de setembro de 2021 at 18:11

Moro em Itabira MG, na área urbana, mas há uma pastagem dentro do bairro. Há alguns dias tenho visto um casal de aves que muito se assemelha à Curicaca. Ainda não tive oportunidade de aproximação para fotografar. Elas estão dormindo no topo de uma palmeira imperial.
Estranho o fato de não ser típico da nossa região, de acordo com a matéria.

Resposta
Sandra Rodrigues 25 de setembro de 2021 at 9:18

Moro em Canela RS em um condomínio arborizado com, inclusive área de preservação ambiental e tenho visto Curicacas passeando por aqui.

Resposta

Deixe um Comentário