Pesca Gerais

Carretilha de pesca: saiba como escolher e quais os principais tipos

pescador com seu equipamento

A carretilha de pesca é um dos principais e mais importantes equipamentos de pesca. A escolha correta evita danos à vara e proporciona um melhor rendimento, performance e desempenho na sua pescaria.

Portanto, a carretilha de pesca é vista por muitos pescadores como um apetrecho superior ao molinete quando o assunto é a pesca com iscas artificiais.

Assim, a razão é simples: os arremessos mais distantes e precisos, o controle no trabalho das iscas, as regulagens finas para iscas menores, no momento da briga com o peixe fornece uma maior tração.

Então, para os iniciantes, a formar de “cabeleiras” é mais frequente, assim como aumenta a dificuldade de arremessar iscas leves e pequenas, principalmente em situação de pesca com vento contra.

Principais tipos e modelos de carretilha de pesca

Nor mercado mundial, há diversos tipos de carretilha de pesca.

Por exemplo, a de perfil baixo, perfil alto, fly, spincast, alguns modelos com manivelas do lado esquerdo ou direito, carretilhas elétricas, etc.

Os tipos de carretilhas mais conhecidos e usados são os modelos de carretilhas de perfil baixo, muito utilizados para a pesca de arremesso com iscas artificiais, e os de perfil alto, usado para pesca de grandes peixes principalmente os de couro.

Carretilha de pesca perfil baixo

Em geral, são equipamentos de tamanhos menores, muito usados para a pesca de arremesso com iscas artificiais. Têm recursos mais completos, oferecendo controle e principalmente precisão nos arremessos, são leves, não torcem a linha e têm uma capacidade maior de tração.

Nesse tipo de carretilha o freio é um pouco menor, comporta uma quantidade menor de linha, mas são ideias pescar peixes de pequeno e médio porte, cumprindo bem o seu papel.

carretilha em uma vara

Carretilha de pesca perfil alto

Esse modelo de Carretilha conta com uma estrutura física maior, suportando uma grande capacidade em armazenamento de linha. Muitas vezes são pesadas, oferecendo menos recursos ao pescador. Não são indicadas para arremessos de precisão.

A capacidade de tração alta, resistência e a força, facilitam a briga com os peixes grandes.

Carretilha perfil alto para pesca pesada

Spincast

Esse tipo de carretilha é pouco comum no Brasil, mas em determinados momentos quando o pescador for iniciante, pode ser bacana o seu uso, facilitando muito a vida do pescador.

Sua estrutura física parece uma mistura de molinete com carretilha, levando boas vantagens sobre os dois equipamentos. Mas como tudo na vida, também apresenta algumas desvantagens.

As vantagens do Spincast são: proporciona arremessos longos, não tem várias regulagens e não precisa ficar ajustando o freio, muito indicado para crianças e pescadores iniciantes, além ser mais barato em relação às carretilhas.

Podemos citar sobre desvantagens: recolhimento um pouco lento em comparação às carretilhas, tem maior facilidade de torcer a linha e são mais indicados para o uso com linhas de monofilamento.

spincast para pesca

Carretilha de Fly

Equipamento específico somente na prática da pesca de fly fishing. Utilizada apenas para acomodar e armazenar a linha principal e o backing. Serve também para frear a linha na briga com os grandes peixes, proporcionando também equilíbrio ao conjunto vara-carretilha-linha.

Equipamento específico somente na prática da pesca de fly fishing

Dicas e curiosidades sobre as carretilhas de pesca

  • Também conhecida como Baitcasting reel;
  • Exige um pouco mais de conhecimento técnico do pescador;
  • Executando a técnica certa consegue arremessos certeiros e com maior precisão;
  • Durante o arremesso o atrito da linha nos passadores da vara é bem menor;
  • A falta de prática durante os arremessos pode provocar as temidas “cabeleiras”;
  • Exige uma atenção maior do pescador durante a saída da linha do carretel durante o arremesso;
  • Durante os dias de pescaria com ventos forte o uso fica bastante prejudicado;
  • O poder de tração é muito maior comparado o uso do molinete;
  • Na pesca com iscas artificiais viabiliza um maior controle no trabalho, devido à posição da vara;
  • A agilidade de recolhimento da linha é maior quando comparado ao recolhimento com molinete;
  • O botão de travar e destravar a linha no carretel tornar a carretilha mais ágil e prática;

Classificação da carretilha de pesca

Podemos classificar as carretilhas de pesca em 4 tipos em relação à espessura da linha utilizada:

  • Leve – linhas de 0.14 a 0.20mm (3/6 lb)
  • Média – linhas de 0.23 a 0.37mm (8/20 lb)
  • Pesada – linhas de 0.40 a 062mm (25/48 lb)
  • Tipo Extra-pesada – linhas acima de 0.62mm (48 lb)

Noções sobre componentes da carretilha de pesca

Freio mecânico:

Para evitar a formação das temidas “cabeleiras”, basta o pescador seguir algumas regras básicas. As carretilhas possuem os freios magnéticos ou centrífugos e os freios mecânicos, e conforme o ajuste o pescador pode melhorar a qualidade e desempenho dos arremessos.

Encontramos nas carretilhas um botão em uma de suas laterais. Esse botão é responsável por apertar o eixo da carretilha. Quanto maior ou menor for esse aperto, a carretilha solta ou prende mais o carretel. Consequentemente será liberado mais ou menos linha.

O ajuste desse botão deve ser feito com a carretilha montada na vara de pesca, tendo como base o peso da isca que se pretende arremessar.

Na prática o pescador deve segurar a vara na posição horizontal, liberar aos poucos o freio, com o botão da carretilha destravado, até que o chumbo, isca artificial ou natural, desça de forma lenta, até chegar ao chão. Essa é uma forma prática para garantir um arremesso ideal.

 

freio magnéticoFreio Magnético:

Composto por ímãs que atuam sobre o carretel é um controle extra para um ajuste mais fino e homogêneo no freio da carretilha. O número “maior” do freio magnético promove uma “menor” rotação do carretel da carretilha.

Durante a pescaria com muito vento, acione o freio magnético para proporcionar um arremesso mais controlado.

Quando for usar iscas menores e com peso baixo é aconselhável também a ativação do freio magnético.

Quanto “maior” o número escolhido, menor será também a distância do seu arremesso. Assim, evitando as possíveis e indesejadas “cabeleiras”.

 

buchas do freio centrífugoFreio Centrífugo

Algumas carretilhas oferecem o freio centrifugo com uma opção adicional no controle anti cabeleira. Formado por um conjunto de buchas em torno de 4 ou 6 buchas acomodadas de forma uniforme nos pinos que se encontram em torno da base do carretel. Quando é efetuado o arremesso as buchas se movem para as bordas do carretel, evitando o giro disparado do carretel.

No mercado existe para compra carretilhas com o sistema “anti cabeleira”, na parte superior da carretilha possui um mecanismo que controla a saída da linha, por onde ela é passada. O sistema é disparado toda vez que a linha perde a pressão.

Outra dica importante para a eficiência do freio é sempre deixar o dedo polegar posicionado sobre o carretel e na hora do arremesso sentir a linha passando, caso perceba uma disparada do carretel, interrompa o lançamento com o aperto do polegar sobre o carretel.

 

roseta regulagem da carretilha

Regulagem da fricção:

A “roseta” que normalmente fica logo abaixo da manivela é o regulador da fricção é através desse mecanismo que regulamos a liberação da linha.

No procedimento de regulagem da fricção o sistema normalmente são os mesmos para as carretilhas, molinetes e spincast. De tal forma que são dotados de um dispositivo “roseta” que controla a pressão exercida no carretel permitindo o controle da liberação da linha. A principal função é diminuir a resistência como quanto à de liberdade para os peixes capturados.

Com o carretel mais livre, os peixes tem a liberdade de tomar muito mais linha da sua carretilha e se estiver mais fechada (presa) pode romper a linha logo nas primeiras corridas. A pressão no carretel precisa ser ajustada de acordo com a libragem da linha e tipo de pescaria e espécie de peixe a ser capturado.

Gear ratio:

Termo em inglês que indica a relação de recolhimento da sua carretilha.

Por exemplo: Observe na carretilha no seu manual a nomenclatura Gear 6.3:1.

Basicamente isso significa que a cada volta que você der na manivela da sua carretilha será dado automaticamente 6,3 voltas no carretel.

 

rolamento cerâmico da carretilhaRolamento

Termo em inglês Ball Bearing significa que a carretilha tem rolamentos. Por outro lado, alguns modelos podem vir de fábrica com rolamentos marinizados ou até mesmo blindado.

Com o avanço das tecnologias e matérias primas as empresas aperfeiçoam os rolamentos aumentando cada vez mais a vida útil em diversas situações de pesca, seja na água doce ou salgada. Um número maior de rolamentos, de fato um melhor desempenho da carretilha.

Alguns pescadores efetuam a troca dos rolamentos originais por rolamentos de cerâmicos, aumentando ainda mais a eficiência no arremesso da sua carretilha, conseguindo alcançar longas distâncias.

 

Dicas de como arremessar com sua carretilha de pesca:

Para extrair um arremesso legal com sua carretilha, o pescador deverá liberar o carretel apertando o botão. Usando o polegar mantenha o carretel preso por enquanto. Ao efetuar o arremesso alivie a pressão do polegar liberando o carretel para que gire e libere a saída da linha.

Dica importante: quando a isca chegar ao local arremessado no exato momento que tocar na água, exerça novamente a pressão do polegar no carretel para interromper o giro, evitando dessa forma a temida “cabeleira”.

Cabeleira em uma carretilhaComo proceder para evitar a cabeleira:

Antes de tudo o pescador deve aprender e ficar atento à regulagem da carretilha antes de qualquer arremesso.

Para o pescador iniciante, o ideal é usar a regulagem máxima do freio.

Nas carretilhas com freio magnético, quanto maior o número selecionado, menos linha será liberada na hora do arremesso, resultando em arremesso mais curtos com poucas distâncias.

Durante o dia de pesca, alterações no clima tais como situação de ventos fortes ou troca de isca com pesos diferentes, exige a alteração no ajuste da regulagem do freio. Por outro lado, na condição de vento forte evite efetuar o arremesso contra o vento, sempre busque e execute o arremesso a favor do vento.

Procure arremessar sempre mais paralelo à água, evitando assim que o vento contrário pegue sua isca no meio do caminho diminuindo a velocidade da sua isca, mas não diminuindo proporcionalmente o giro do carretel.

Sobretudo, treine para evitar que os arremessos aconteçam com um ângulo muito aberto, para cima. Nessa situação sabemos que a isca perde muita velocidade na sua subida. Treine arremessos a 45 graus é um ângulo que terá maior eficiência e alcançará maiores distâncias.

 

Cuidados com a manutenção

Sem dúvida, para o bom funcionamento da sua carretilha alguns cuidados na manutenção são importantes. Depois da pescaria trave a fricção, lave sua carretilha em água doce corrente usando uma bucha ou escova macia, preste atenção com a manivela e guia fio, locais onde pode acumular mais sujeira ou até mesmo barro e areia.

Deixe secar a sombra, bem como lubrifique com uma gota de óleo fino de preferencia o que veio junto com sua carretilha. Na falta do óleo do fabricante pode-se usar o tipo “Singer”. Em determinados pontos da carretilha o uso de uma graxa de consistência fina também se faz necessário.

De fato, procedendo com essas ações depois de cada pescaria você vai aumentar e prolongar a vida útil da sua carretilha e terá sempre o melhor rendimento do equipamento. Nunca utilize outro produto não recomendado e se for preciso busque o auxílio e o trabalho de um profissional em manutenção.

desmontagem completa da carretilha

A escolha da carretilha de pesca ideal

A carretilha é um equipamento que vai acompanhar o pescador por um bom tempo da sua jornada de pesca, por isso, escolher uma boa procedência é fundamental e merece atenção em alguns aspectos como:

Marca: para evitar arrependimento compre uma carretilha de boa marca com procedência e principalmente com facilidade de encontrar peças de reposição. Nem sempre as mais caras são melhores. No entanto, evite comprar as carretilhas muito baratas, pois com certeza suas peças serão de baixa qualidade e durabilidade.

Estrutura e peças: dê preferência para as carretilhas com estruturas e liga de metal. São um pouco mais caras, mas a durabilidade é notável. Carretilhas com muitas partes em plástico tendem a atrapalhar sua pescaria com o tempo, pois tendem a desalinhar as engrenagens.

Relação de recolhimento: decerto, observar a relação de recolhimento é fundamental para o acerto na escolha da sua carretilha.

Durante a pescaria com iscas artificiais a velocidade de trabalho da isca pode influenciar no resultado das capturas, e o recolhimento está ligado à quantidade de voltas o carretel dá ao recolher a linha. Em outras palavras, quanto maior a relação de recolhimento, mais rápida será o seu recolhimento.

Carretilha de perfil alto normalmente recolhe mais lento que as carretilhas de perfil baixo. Na pescaria com iscas de superfície, geralmente as melhores são as de perfil baixo, pois além do recolhimento rápido, consegue-se também o trabalho lento das iscas.

Outros fatores

A escolha da carretilha ideal está relacionada à modalidade de pesca a ser feita.

Além disso, o local que o pescador pretende pescar e principalmente o peixe que deseja capturar, podem influenciar.

Por isso leve em consideração todas as informações na hora de escolher para fazer o conjunto com sua vara de pesca.

Aliás, o ideal é sempre treinar, mesmo que seja em casa até mesmo no seu quintal, no lugar da isca, na ponta da sua linha utilize um pincho de arremesso, com o treino vai conseguir desenvolver a prática e prática leva a perfeição extraindo assim o melhor do seu conjunto de pesca.

Em conclusão, quais são as melhores carretilhas do mercado? Deixe sua sugestão e seu comentário logo abaixo, ele é muito importante para aumentar nosso conhecimento.

Gostou dessa dica? No blog do Pesca Gerais você encontra muito conteúdo legal sobre pesca. Temos tutoriais, sugestões, notícias e muita mais. Confira!

Posts Relacionados

4 comentários

João Carlos 24 de maio de 2020 at 9:05

Muito bom o conteúdo, tirou as minhas principais dúvidas. Valeu!

Resposta
Otávio Vieira 24 de maio de 2020 at 14:08

Valeu João Carlos, o objetivo do nosso blog é transmitir conhecimento aos amigos pescadores. Obrigado pelo retorno.

Resposta
Miranda 12 de janeiro de 2021 at 18:07

Parabéns amigo, estou iniciando na pesca e serei frequentador assíduo de seus conteúdos. Visitarei também sua loja, para adquirir alguns produtos.
Obrigado!
Miranda.

Resposta
Otávio Vieira 16 de janeiro de 2021 at 10:49

Obrigado pelo incentivo Miranda. Estamos dedicando ao máximo para trazer bons conteúdos. Forte abraço amigo!

Resposta

Deixe um Comentário