Pesca Gerais

Caranguejo: características e informações sobre a espécie de crustáceo

O caranguejo também tem por nome vulgar guaiá, uaçá e auçá, representando um crustáceo da infra ordem Brachyura.

Nesse sentido, o principal nome vulgar vem do termo castelhano “cangrejo” que é o diminutivo latino cancriculus e significa “pequeno cancro”.

Sendo assim, prossiga a leitura para conhecer 4 espécies de caranguejo, reprodução e alimentação.

Classificação:

  • Nome científico – Uca tangeri, Macrocheira kaempferi, Cardisoma guanhumi e Ucides cordatus.
  • Família – Ocypodidae, Inachidae e Gecarcinidae.

Espécies de Caranguejo

Primeiro de tudo, a espécie Uca tangeri está relacionada a um crustáceo que tem dez patas e apresenta dimorfismo sexual.

Com isso, o macho tem uma das pinças ou quelíceras maiores e mais desenvolvidas (hipertrofia), sendo usada para a reprodução.

Os olhos ficam nas extremidades dos pedúnculos e a cor dos adultos seria variável.

Por isso, o animal não é colorido, mas tem padrões de cores como vermelho escuro ou vinho, violeta escuro, amarelo, cinza e laranja.

A intensidade da cor também pode variar conforme o caranguejo, tendo em vista que depende das células tegumentares especializadas que ficam na hipoderme.

Os ritmos circadiano e das marés também podem ser características que influenciam diretamente na cor dos exemplares.

De outro modo, conheça a espécie Macrocheira kaempferi que atende por caranguejo-gigante-japonês, caranguejo-de-pernas-longas ou caranguejo-aranha-gigante.

Este é o maior artrópode vivo, pois atinge uma envergadura de 3,8 m, além da massa de 19 kg. Mas, saiba que o animal é medido com as patas esticadas.

Já a largura da carapaça seria de 40 cm.

Além disso, a cor é alaranjada, juntamente com manchas claras ao longo das patas.

Assim como a primeira espécie, este tipo de caranguejo apresenta dimorfismo sexual.

Como resultado, quando o macho é comparado com a fêmea, ele apresenta quelípodos mais alongados.

caranguejo em cima de um tronco

Demais espécies

Conheça também o Cardisoma guanhumi que tem por nome vulgar “Guaiamu”.

A espécie tem a carapaça em um tom de azul, alcançando 10 cm de comprimento e 500 g de massa.

Em machos, as pinças são desiguais, visto que a maior tem 30 cm.

Tal característica é importante para a alimentação porque o animal leva a comida à boca com facilidade.

Além disso, os machos têm o abdômen longo, triangular e estreito, bem como, na parte interna da face, também podemos notar a presença do parapetasma.

Por outro lado, elas têm o abdômen mais largo, tomando quase toda a região ventral e em sua face interna, há pleópodos.

Aliás, a fêmea tem pinças com tamanhos iguais e não confere a vantagem na alimentação.

No geral, é um caranguejo terrestre que tem hábitos noturnos e o costume de viver em tocas.

A área mais comum para ver os indivíduos seria arenosa, entre o manguezal e a restinga.

Por fim, o Ucides cordatus que tem por nome vulgar catanhão, caranguejo-uçá, uçaúna e caranguejo-verdadeiro, é muito famoso no comércio.

Basicamente, a carne do animal é usada na culinária e sua carapaça serve para o artesanato.

Portanto, é interessante falar que a espécie é dividida em duas subespécies de acordo com as características corporais:

Por exemplo, o U. cordatus occidentalis é um caranguejo de carapaça cinza-avermelhado com um tom de vermelho-alaranjado nas laterais. As patas também são da cor vermelha.

Em contrapartida, há o U. cordatus cordatus que tem a cor marrom-escuro ou azul-celeste na carapaça.

As patas do animal jovem são roxas ou lilás e quanto adulto, as patas são ferruginosas ou marrom-escuras.

caranguejo vermelho

Características do Caranguejo

Há 4.500 espécies de caranguejos que também podem ter por nome vulgar “siri”, principalmente aqueles que nadam.

Todos possuem 5 pares de patas, sendo que o primeiro par tem grandes pinças que auxiliam na alimentação e na defesa.

Os caranguejos aquáticos tem o último par achatado e largo que transforma as patas em remos. Inclusive, eles respiram por brânquias.

Já os caranguejos terrestres contam com brânquias bem desenvolvidas que atuam como pulmões.

Geralmente eles vivem em tocas na lama ou areia, porém alguns preferem viver dentro de mexilhões e também em conchas de ostras.

Reprodução do Caranguejo

A reprodução do caranguejo ocorre quando a fêmea libera sinais químicos na água a fim de atrair o macho.

Ela atrai diversos machos que precisam disputar entre si para que o mais forte se torne o seu parceiro.

E logo após o acasalamento, elas geram de 300 mil a 700 mil ovos.

Alimentação

A dieta do caranguejo varia conforme a espécie, mas normalmente eles comem moluscos e peixes, bem como os vermes e minhocas do filo annelida.

Também podem comer cadáveres de outros animais e de vegetais porque são onívoros.

caranguejo em destaque

Onde encontrar o Caranguejo

A distribuição do caranguejo varia de acordo com a espécie, por exemplo, o Uca tangeri vive nas costas oeste-africana e europeia.

Por esse motivo, falando inicialmente sobre a África, o animal está em países como Cabo Verde, Angola e também nas Ilhas do Golfo da Guiné.

Já as populações da Europa vivem na área sul da Península Ibérica, em especial, nas costas da Espanha e sul de Portugal.

Portanto, entenda que o animal não está no Mar Mediterrâneo.

A espécie Macrocheira kaempferi está em águas profundas do Oceano Pacífico, sendo abundante em águas do Mar do Japão.

Neste local, os indivíduos são capturados com objetivos comerciais.

A distribuição natural ocorre no largo da costa sul da ilha de Honshū, incluindo os lugares desde a baía de Tóquio até o largo da prefeitura de Kagoshima.

Outras populações com uma quantidade menor de indivíduos também foram vistas ao largo da prefeitura de Iwate e de Su-ao (Taiwan).

Dessa forma, a profundidade máxima que os adultos chegam seria de 600 m e eles podem ser vistos a partir de 50 m, em especial, no período de reprodução.

Além disso, o Cardisoma guanhumi está desde o estado da Flórida, nos Estados Unidos, até a parte sudeste do nosso país.

A preferência seria por lugares entre o manguezal lamacento e as matas, onde há terrenos úmidos e arenosos.

E por fim, o Ucides cordatus é natural da costa oeste do continente Americano.

Por esse motivo, habita as áreas de manguezais do Pacífico, desde a Califórnia até o Peru.

Gostou das informações? Deixe seu comentário logo abaixo, ele é importante para nós!

Informações sobre o caranguejo no Wikipédia

Veja também: Pato Selvagem Cairina moschata também conhecido como pato do mato

Acesse nossa Loja Virtual e confira as promoções!

Posts Relacionados

Deixe um Comentário