Início AnimaisPet Cachorro Peludo: 8 raças de cães mais fofas e lindas para você criar

Cachorro Peludo: 8 raças de cães mais fofas e lindas para você criar

por Otávio Vieira

Quando falamos sobre raças de cachorro peludo, é comum que um grupo não consiga resistir a fofura e outro pense no seguinte: isso dá trabalho!

Porém, é interessante conhecer as características de cada raça, assim como cuidados básicos que tornam a criação do peludo mais simples do que um de pelagem curta.

Portanto, iremos destacar a seguir as principais raças de peludos e quais os cuidados necessários para manter um desses companheiros.

Cachorro peludo – Komondor

Embora a sua origem seja incerta, alguns indícios mostram que o animal pertencia aos magiares, um antigo povo húngaro.

Portanto, era usado para pastorear as ovelhas, tendo em vista que a sua pelagem densa e branca faz com que haja uma confusão com as ovinas por lobos e ursos.

Assim, o visual é inconfundível, sendo que os pelos se assemelham aos dreads de um cabelo rastafári.

É um cão grande porque a massa média é de 55 kg e a altura, de 69 cm.

Além disso, ama se exercitar, brincar e manter uma relação com crianças.

Galgo afegão (Afghan Hound)

Natural do Afeganistão, em especial das montanhas dessa nação, a raça chegou à Inglaterra no ano de 1900, como cão de exposição.

Isto é, é visto como um animal caçador e de perseguição, apesar de também ser famoso em competições de beleza.

A cabeleira lembra alguém que acabou de sair do salão porque os pelos ficam ao redor dos olhos e orelha, criando uma verdadeira moldura para a cabeça do pet.

Além de aparência elegante, o cão é brincalhão e ativo, sendo que precisa praticar exercícios para se manter saudável.

Samoieda ou Samoiedo

Esta raça de cachorro peludo é do tipo spitz, sendo natural da Rússia, em especial da região da Sibéria.

Por isso, o nome vulgar vem das tribos Samoyed que usavam os cachorros de várias cores para pastorear as renas mais ao sul.

Já os indivíduos brancos eram usados para tração de trenós e a caça, nos locais mais ao norte.

Atualmente, tornou-se um pet de estimação porque é fiel e companheiro.

cachorros peludos

Pastor de Shetland – Cachorro peludo

Esta é outra raça que antes era usada para pastoreio, sendo natural das Ilhas Shetland.

Tornou-se comum no restante do mundo porque os seus ancestrais foram levados das ilhas por colonizadores, visitantes e comerciantes.

Nesse sentido, o cachorro é visto como um mini collie de pelo longo.

Ama brincar e correr, agitado e gosta de agradar os tutores, porém é desconfiado com relação aos estranhos.

Como resultado, é importante localizá-lo desde filhote.

Cachorro peludo – Collie

Teve origem no norte da Inglaterra e na Escócia.

A raça é famosa pela estrela canina de cinema, “Lessie”, tendo como habilidade a inteligência.

Aliás, é um cão gentil com as crianças e demais animais.

Por outro lado, a sua pelagem é lisa, macia e densa, sendo que deve ser escovada.

Tendo em vista que o pet está acostumado a trabalhar com pessoas, ele precisa de muita atenção e companhia humana.

Por isso, além de ser um excelente cão de alerta, o peludinho irá te seguir pela casa com o rabo abanando.

Malamute-do-alasca

Assim como o seu nome vulgar nos indica, a raça é natural do Alasca, nos Estados Unidos.

E embora tenha sido provavelmente desenvolvido por tribos do Alasca para o trabalho, o cachorro tem uma origem incerta.

É um ótimo companheiro para as pessoas que pretendem fazer atividade ao ar livre como a corrida, pois é um pet disposto, ativo e brincalhão.

Não é visto como um cão de guarda porque tem um jeito muito simpático, por isso, irá amar as suas visitas e nunca estranhar os desconhecidos.

Vale destacar que apesar do peludo não latir, ele gosta muito de uivar e fazer outros tipos de sons.

Nesse sentido, você poderá conversar com o seu amigo e ele responderá, de sua forma, é claro.

Mastim tibetano – Cachorro peludo

Este cachorro peludo é um molossóide do tipo mastim, ou seja, um pet com um físico forte e porte grande.

A raça tem origem nos povos nômades do Tibete, Índia, Nepal e China, bem como era usada como um cão guardião de gado, além de comunidades e templos.

Isto é, é muito fiel ao seu tutor e arisco com estranhos.

Hoje, o animal é visto como um cão de companhia, apesar de não ser famoso em nosso país.

Por conta das suas características corporais, como uma grande quantidade de pelos na cabeça, o cão se parece com um leão, por ter uma “juba”.

Zwergspitz

Outro nome vulgar para a raça é “lulu-da-pomerânia”, sendo que é uma menor variedade de spitz alemão.

Original da Pomerânia, uma região que engloba parte da Polônia e da Alemanha, na Europa Central o cachorro tem uma natureza ousada, dócil e curiosa.

Por isso, é seguro de si mesmo, permanecendo distante de desconhecidos e outros animais, tal como é mais tranquilo com o seu tutor.

Um ponto interessante é que o peludo sempre alerta o seu dono sobre qualquer perigo.

No geral, é um pet que ama correr e brincar, além de ser muito inteligente.

Cuidados com cachorro peludo

Caso você acredite que as raças mencionadas acima soltam mais pelo, saiba que este é um mito.

Quando o pelo longo é comparado ao fio menor, é comum que a quantidade pareça maior, mas na realidade é a mesma.

Portanto, a diferença entre um cachorro peludo e um com poucos pelos é que o primeiro pet precisa de mais cuidados como o de escovação.

Pelo menos uma vez na semana, é importante escovar o cão a fim de eliminar os nós, remover impurezas, dar maciez e brilho, bem como reduzir a quantidade de pelos soltos pela casa e roupas.

E tendo em vista que os nós podem causar dermatites, entenda que a escovação previne doenças.

Com relação ao banho, saiba que é um passo muito importante, sendo que os produtos indicados são os shampoo e condicionador de uso veterinário para manter a pelagem bonita e evitar alergias.

Depois de deixar o peludo limpinho, basta enxaguar com muita água e secar bem.

Caso a pele fique úmida, é possível o desenvolvimento de dermatites muito dolorosas, por isso, dê o banho durante o dia e em períodos mais quentes.

Dessa forma, a fim de garantir todos os cuidados no momento do banho, é comum que os tutores levem o cachorro para centros de estética animal.

Normalmente estes locais contam com secadores potentes que deixam o animal bem sequinho e escovado.

Tosa de um cachorro peludo

Por fim, vale falar sobre algo importante: a tosa higiênica.

Os centros de estética contam com especialistas que fazem a tosa conforme a orientação do veterinário.

Isso porque cada raça tem um tipo de pelagem diferente.

E nesta tosa, retira-se o excesso de pelos dos genitais, patas, barriga, focinho e olhos. Quem tem um cachorro peludo sabe como faz a diferença.

Enfim, gostou das informações sobre cachorro peludo? Então, deixe seu comentário logo abaixo, ele é muito importante!

Informações sobre cão no Wikipédia

Veja também: Raças de Cachorro Pequeno ideal para ter em apartamentos ou em casa

Acesse nossa Loja Virtual e confira as promoções!

Caixa de Comentários do Facebook

Você pode gostar

Deixe um comentário