Pesca Gerais

Biguá: alimentação, características, reprodução, curiosidades e habitat

Biguá de assas abertas

Biguá é uma espécie de ave que também tem os seguintes nomes vulgares:

Cormorão, corvo-marinho, pata-d’água, miuá, biguaúna, imbiuá e mergulhão.

Por isso, saiba que o nome de “corvo-marinho” vem da cor do animal que pode ser toda preta.

No geral, os indivíduos vivem desde o México até algumas regiões da América do Sul, algo que iremos entender com detalhes a seguir:

Classificação:

  • Nome científico – Phalacrocorax brasilianus ou Nannopterum brasilianus;
  • Família – Phalacrocoracidae.

Características do Biguá

Em primeiro lugar, o Biguá não tem a glândula uropigial, aquela responsável por deixar as asas leves quando o tempo está chuvoso, evitando que a ave caia.

Ou seja, esta glândula permite que as penas do animal sejam impermeáveis à água.

Apesar disso, há uma vantagem em não ter a glândula, justamente porque as penas se molham, tornando o animal mais pesado.

Como resultado, menos ar é retido e os indivíduos são capazes de mergulhar rapidamente.

E para secar as asas, a ave as mantêm estendidas ao sol ou abertas ao vento.

Portanto, esta é uma espécie aquática que caça mergulhando e permanece um bom tempo debaixo d’água.

Geralmente os exemplares vivem em grupos e podem ser vistos voando em grandes bandos próximos d’água, em formação em “V”.

Assim, o tipo de voo faz com que o animal se pareça com os patos.

O comprimento total varia entre 58 e 73 cm e o peso máximo é de 1,4 kg, assim como a envergadura seria de 100 a 102 cm.

De outro modo, a plumagem é negra e o saco gular é amarelado, bem como o bico é longo, fino e de um tom cinza-amarelado.

O pescoço é longo, a cabeça pequena e a ponta da maxila termina em um formato de gancho.

Também é possível ver uma discreta sobrancelha da cor branca, pés e pernas pretos e as íris azuis.

Nesse sentido, saiba que não há nenhuma diferença na plumagem entre a fêmea e o macho.

Já os jovens têm um tom de marrom e na parte da garganta, também contam com uma cor mais clara e as asas são escuras.

biguá

Reprodução do Biguá

No período de reprodução, o Biguá tem penas brancas beirando a garganta nua.

Além disso, há tufos claros logo atrás da parte auricular.

Já na época nupcial, as cores de ambos os sexos se tornam mais vivas.

Dessa forma, a espécie é monogâmica, sendo que a ave tem somente um parceiro em toda a sua vida.

Para atrair a atenção de um parceiro, o animal pode emitir vários tipos de sons, além de realizar diferentes movimentos.

Dentre estes movimentos, vale falar sobre a movimentação do pescoço de maneira peculiar e também a agitação das asas.

Os casais emitem um ronco similar à de um porco e logo iniciam a cópula.

Sendo assim, os ninhos são feitos em colônias sobre as árvores em matas alagadas ou sarandizais.

O macho é o responsável por definir um bom local e trazer todo o material necessário para que a fêmea construa o ninho.

Portanto, é possível que o macho defina um local em que já há um ninho, a fim de reutilizá-lo.

O ninho é feito de uma camada de galhos e gravetos que fica na parte de fora e por dentro, há gramíneas moles e algas.

São no máximo 4 ovos que têm uma cor de azul-claro ou azul e são incubados pelos pais por até 26 dias.

Após a eclosão os filhotes são alimentados pelo pai ou mãe, que regurgitam a comida em seus bicos.

Com 12 semanas, os filhotes se tornam independentes.mergulhão

Alimentação

O Biguá come os crustáceos e também os peixes.

Por isso, a caça se resume ao ato de mergulhar a partir da superfície da água para que submerso, venha perseguir a sua vítima.

A ave é uma excelente nadadora, não se contentando com os peixes que ficam na superfície.

Como resultado, alguns indivíduos podem ser vistos mergulhado mar abaixo e em meio a ziguezagues para pegar a presa.

O bico e os pés contam com uma função importante na perseguição e captura.

E outras espécies que fazem parte da dieta seriam os insetos aquáticos, girinos, sapos e rãs.

Curiosidades

É interessante entender mais sobre os hábitos da espécie como a o local exato em que vive:

Alguns podem ser vistos em águas interiores e na orla marítima, além dos lagos, rios, banhados, represas, açudes, manguezais e estuários.

Quando as aves vivem na cidade, elas podem ser vistas em parques que têm lagoas.

Normalmente, o animal não se afasta da costa a fim de se aventurar no mar, porém pode voar para ilhas próximas à costa.

Tem o costume de descansar pousando na beira d’água, sobre as árvores, pedras, cabos e estacas.

O Biguá dorme nas árvores secas, nos manguezais ou em sarandizais, sempre ao lado das garças.

Assim, um ponto interessante é que a espécie tem fezes ácidas que podem até danificar as árvores.

No entanto, estas fezes adubam a água e beneficiam a manutenção de populações de várias espécies de peixes.

Como resultado, outras aves são atraídas para as regiões em que esta espécie vive por conta da oferta de alimento.

Por ser uma ave aquática, é muito desajeitada em terra, pois tem dificuldade em andar.

A expectativa de vida dos indivíduos é de até 12 anos, para a vida em natureza.

Por fim, no que diz respeito à vocalização, saiba que seria uma grito como “biguá” ou “oak”.

De longe, o grito de indivíduos cantando em grupo soa como um ruído de motor.

três biguas no tronco

Onde encontrar

Conforme informações do Comitê Brasileiro de Registros Ornitológicos, a distribuição da espécie se estende do sudoeste do Arizona nos Estados Unidos até a Terra do Fogo.

Ou seja, está desde a América do Norte até a extremidade austral da América do Sul.

E de maneira específica, devemos falar sobre as subespécie de Biguá para entender onde se estão:

  1. brasilianus brasilianus, listada em 1789, ocorre desde os locais da Costa Rica até a Terra do Fogo.

Já a N. brasilianus mexicanus, de 1837, está desde os EUA até a Nicarágua, Bahamas, Cuba e na Ilha dos Pinheiros ou Ilha da Juventude.

Gostou das informações? Deixe seu comentário logo abaixo, ele é importante para nós!

Informações sobre o Biguá no Wikipédia

Veja também: Pato Selvagem Cairina moschata também conhecido como pato do mato

Acesse nossa Loja Virtual e confira as promoções!

Posts Relacionados

Deixe um Comentário