Pesca Gerais

Beluga ou Baleia-branca: qual o tamanho, o que come, quais são seus hábitos

Você conhece a Beluga? Também chamada pelo nome de baleia-branca. Mas na verdade esse nome está errado, ela é branca sim, parece de porcelana, mas não é uma baleia.

Balaenidae é a classificação da família das baleias. Aliás os animais dessa família não apresentam dentes.

Já as belugas junto com os narvais estão em outra família, chamada de Monodontidae.

O nome beluga vem do russo que significa branco. Chamada também de canário-do-mar ou cabeça-de-melão.

Canário-do-mar é porque elas costumam emitir muitos sons, como assobios e grunhidos agudos. Foi por isso que recebeu esse nome, já que esses sons lembra um canto de um canário.

Classificação:

  • Nome científico – Delphinapterus leucas;
  • Família – Monodontidae.

Características da Beluga

A beluga tem um corpo bastante diferente se comparado a outros animais marinhos. São bastante atarracadas, seu corpo arredondado e tem um estreitamento no pescoço, dando a aparência que a Beluga tem ombros. Somente ela tem essas características entre todos os animais do grupo dos cetáceos.

Os machos são pouco maiores que as fêmeas sendo até 25% mais compridos e encorpados.

As Baleias-brancas podem atingir três metros e meio a cinco metros e meio, enquanto as fêmeas medem de três a quatro metros de comprimento. Os machos pesam entre 1.100 quilos a 1.600 quilos. Existem registros de machos com até 1.900 quilos enquanto as fêmeas pesam de 700 a 1200 quilos.

As Belugas são classificadas como espécies de tamanho médio entre as baleias dentadas. Aliás, atingem esse tamanho máximo somente com 10 anos de idade.

Vocalização da baleia branca

Assim como a maioria das baleias que possuem dentes, a Beluga tem na testa, bem na fronte do animal um órgão chamado de melão. Ele é arredonda, utilizado para eco localização. Funciona dessa forma, a baleia emite diversos sons, diversos cliques rápidos e sequenciais. Esses sons passam pelo melão e são projetados para frente, viajando pela água até encontrar um objeto. Esse sons se espalham pela água uma velocidade quase 1,6 quilômetros por segundo, cerca de quatro vezes mais rápido que a velocidade do som no ar. As ondas sonoras refletem os objetos, um iceberg por exemplo e retorna como ecos que são ouvidos interpretados pelo animal.

Isso permite que eles determinem a distância, a velocidade, o tamanho, a forma e estrutura interna do objeto dentro do raio de som. Assim elas conseguem se orientar mesmo em águas escuras. A eco localização também serve para as Baleias-brancas se comunicarem e para encontrar buracos respiratórios no gelo.

Segundo o estudo a Beluga é capaz de imitar a voz humana. O estudo cita um caso impressionante: uma baleia chamada de Noc confundiu o mergulhador de um grupo, que ouviu várias vezes a palavra fora em inglês. Em seguida descobriu que o aviso vinha de Noc.

Dizem que as Belugas imitam as voz humana espontaneamente, como se o objetivo fosse bater mesmo um papo com seus cuidadores nos aquários.

A Beluga adulta não é confundida com qualquer outro animal marinho, já que sua cor é branca e é única entre os animais.

Assim como as espécies de baleias verdadeiras e os cetáceos elas possuem um orifício no alto da cabeça chamado de espiráculo. Ele serve para respiração, assim, a Baleia-branca puxa o ar por este orifício. Ele tem uma cobertura muscular, permitindo que seja completamente fechado no momento do mergulho.

baleia-branca ou beluga

Reprodução da Baleia-branca

As fêmeas atingi o auge reprodutivo aos oito anos e meio de idade. E a fertilidade começa a diminuir aos 25 anos. Não existem registros de fêmeas reprodutivas com mais de 41 anos de idade. A gestação é de 12 a 14 meses e meio.

Os filhotes recém-nascidos têm um metro e meio de comprimento e pesam cerca de 80 quilos e são de cor cinza. Eles são capazes de nadar ao lado de suas mães, imediatamente após o nascimento.

Os filhotes de Beluga nascem com a cor branca bem acinzentado e quando chegam a um mês de idade ficam cinza escuros ou cinza azulados.

Começam então a perder progressivamente a cor até ficarem completamente brancos. Isso acontece com as fêmeas aos sete anos de idade e com os machos aos nove anos. A cor branca é para as Belugas se camuflarem no gelo do ártico evitando o ataque dos predadores.

O que a Beluga come?

Comem diversos peixes e também adoram lulas, polvos e crustáceos. Alimentam-se de centenas de tipos diferentes de animais, que estão nos oceanos.

Possuem de 36 a 40 dentes. As Belugas não usa os dentes para mastigar, mas sim para capturar suas presas. Elas então os rasgam e os engolem quase inteiros.

baleia branca

Curiosidades sobre a Beluga

Possui uma audição excelente, elas escutam seis vezes mais que nosso humano. Seu ouvido é muito desenvolvido, a mesma coisa não acontece com a visão, que não é muito boa. Mas acontece uma coisa muito curiosa, ela enxerga tanto dentro como fora d’água. Mas a visão é melhor quando está submersa. Alguns estudos indicam que elas podem ver colorido, mas isso ainda não é uma certeza.

Não são nadadoras muito rápidas, frequentemente nada entre 3 e 9 quilômetros por hora. Embora sejam capazes de manter uma velocidade de 22 quilômetros por hora por 15 minutos.

E não saltam da água com golfinhos ou orcas, mas são ótimas mergulhadores. Podem mergulhar a 700 metros de profundidade.

Caça comercial da baleia-branca

A caça comercial realizada por baleeiros europeus e americanos durante o século 18 e 19 diminuíram muito a população desses animais em toda a região do ártico.

Os animais foram cassados por sua carne e gordura. Os europeus usavam óleo como lubrificante para relógios, máquinas, iluminação e faróis. O óleo mineral substituiu o óleo de baleia na década de 1860, mas a caça desses animais continuou.

Em 1863 muitas indústrias usavam couro das Belugas para fazer arreios para cavalos e correias de máquinas.

Aliás, esses itens manufaturados fizeram com que a caça as Belugas continuasse pelo resto do século 19 e início do século 20.

Surpreendentemente, entre 1868 em 1911 os baleeiros escoceses e americanos mataram mais de 20 mil belugas e Lancaster Sound e Estreito de Davis.

Hoje em dia a caça às baleias está sob controle internacional desde o ano de 1983. Atualmente apenas as populações nativas do norte como os Inuíts, também conhecidos com esquimós é que podem caçar as Baleias-brancas.

Eles sempre utilizaram a carne e a gordura do animal para alimentação. Antigamente também, usavam o couro para confecção de caiaques e roupas e até os dentes para fabricar lanças e diversos artefatos, inclusive como decoração.

O número de animais mortos é de 200 a 550 no Alasca e cerca de mil no Canadá.

Predadores da baleia branca

Além do homem as Belugas também são casadas por orcas e ursos polares. Os ursos ficam de tocaia nos buracos das camadas de gelo, quando uma Beluga aparece na superfície para respirar, ele salta com força, usando seus dentes e suas garras.

Os ursos arrastam as Belugas para o gelo para comê-las. Aliás, são capazes de capturar grandes animais. Em um documentário um urso pesando entre 150 e 180 quilos foi capaz de capturar uma beluga que pesava 935 quilos.

Belugas estavam entre as primeiras espécies de cetáceos mantidas em cativeiro. O museu de Nova Iorque no ano de 1861 mostrou a primeira Beluga em cativeiro.

Durante a maior parte do século 20 o Canadá foi o maior caçador exportador de Belugas destinado a exposição. Enfim a proibição da caça aconteceu em 1992.

Desde que o Canadá deixou de ser um fornecedor desses animais, a Rússia tornou-se o maior fornecedor. Belugas são capturadas no delta do Rio Amur e nos mares longínquos no país. Então são transportadas internamente para aquários em Moscou, São Petersburgo e só que ou exportados para nações estrangeiras, incluindo o próprio Canadá.

Hoje continua sendo uma das poucas espécies de baleias, mantidas em aquários e parques marinhos na América do Norte, Europa e Ásia.

Uma contagem o ano de 2006 mostrou que 30 Belugas estavam no Canadá e 28 nos Estados Unidos.

A maioria das Belugas que vivem aquários são capturadas na natureza. Infelizmente os programas de reprodução em cativeiro não tiveram muito sucesso até agora.

casal de baleia branca

Onde vive as Belugas?

Vive nas regiões frias do ártico, por isso possui uma camada de gordura muito grande, chegando a 40% ou até 50% do seu peso. É muito mais do que qualquer outro cetáceo que não vive no ártico, onde a gordura é apenas 30% do peso corporal do animal.

A gordura forma uma camada que cobre todo o corpo, exceto a cabeça e pode ter até 15 centímetros de espessura. Funciona como um cobertor, isolando o corpo da beluga das águas geladas com temperaturas entre 0 e 18 graus. Além de ser uma importante reserva de energia durante os períodos sem alimentação.

A maioria das Belugas vivem no oceano ártico, região que engloba parte de países como a Finlândia, Rússia, Alasca, Canadá, Groenlândia e Islândia.

Em média vivem em grupos de dez animais, mas durante o verão se reúnem formando grupos enormes que podem ter centenas ou até mesmo milhares de Belugas.

São animais migratórios e maioria dos grupos passa o inverno ao redor da calota de gelo do ártico. Aliás, quando o gelo do mar derrete no verão, elas se movem para estuário mais quentes e áreas costeiras, regiões onde rios deságuam no oceano.

Algumas Baleias-brancas não gostam de viajar, e não migram por grandes distâncias durante o ano. Estudos atuais demonstram que existem próximo de 150 mil Belugas no mundo todo.

Conclusão

Um programa muito bacana para salvar as Belugas e outras baleias é o turismo de observação de baleias. Esses passeios acontecem no Canadá por exemplo e em diversos outros países. Durante a migração a observação é mais fácil, pois chegam bem próximas dos barcos já que são animais bastante curiosas.

Enfim, gostou das informações? Então, deixe seu comentário logo abaixo, ele é muito importante!

Informações sobre a Baleia Branca no Wikipédia

Veja também: Baleia Comum ou Baleia Fin, segundo maior animal existente no planeta

Acesse nossa Loja Virtual e confira as promoções!

Posts Relacionados

Deixe um Comentário