Pesca Gerais

Baleia Orca: Características, alimentação, reprodução e curiosidades

baleia orca

A Baleia Orca faz parte da família dos maiores golfinhos e representa um superpredador versátil.

A espécie também atende por “baleia-assassina” ou “killer whale”,na língua inglesa, por atacar outras baleias e animais do oceano.

Dessa forma, uma característica interessante tem relação com o nome “Orcus”, que significa inferno ou deus da morte, além de “Orcinus” significar “do reino da morte”.

Com isso, a partir de 1960, o termo “orca” passou a ser mais usado do que “baleia-assassina”.

Nesse sentido, prossiga a leitura e saiba mais informações da espécie, incluindo curiosidades e distribuição.

Classificação:

  • Nome científico – Orcinus orca;
  • Família – Delphinidae.

Características da Baleia Orca

Os indivíduos têm uma vida social complexa, em que formam grandes grupos familiares para a desova ou para a caça.

A primeira descrição da espécie foi de um “monstro marítimo feroz”, sendo feita por Plínio, o Velho.

Aliás, a Baleia Orca tem uma coloração negra na região do dorso e a zona ventral é branca.

Há também algumas manchas claras que ficam na lateral posterior do corpo, tal como atrás e acima dos olhos.

O corpo é robusto e pesado, bem como a espécie tem a maior barbatana dorsal de todo o reino animal, pois ela mede até 1,8 m de altura.

Desse modo, uma característica que diferencia os gêneros é que a barbatana seria mais ereta e maior nos machos.

E eles medem de 9,8 a 10 m, além de pesarem até 10 toneladas.

Já as fêmeas alcançam somente 8,5 m e variam entre 6 e 8 toneladas.

Além disso, os indivíduos se comunicam através de sons, algo que iremos compreender com detalhes no tópico de “curiosidades”.

baleia orca assassina

Reprodução da Baleia Orca

Antes de mencionar qualquer informação sobre a espécie. Saiba que todos os dados foram obtidos por meio de pesquisas de longa duração com populações da costa de Washington e da Colúmbia Britânica.

Também foram observados alguns exemplares em cativeiro.

Portanto, o filhote de Baleia Orca já nasce com 180 kg e mede 2,4 m de comprimento total e a fêmea alcança a sua maturidade sexual com 15 anos de idade.

Com isso, elas têm períodos de ciclo poliestral, o que significa que o cio é contínuo e regular.

Há também os períodos sem o ciclo estral que duram entre 3 e 16 meses.

Inclusive, elas geram somente um filhote e isso ocorre uma vez a cada cinco anos, como também amamentam os filhotes até os 2 anos de idade.

Elas deixam de ser férteis com cerca de 40 anos, o que nos indica que conseguem gerar até 5 filhotes.

Com isso, saiba que as fêmeas de Baleia Orca podem alcançar até 50 anos de vida. Ao mesmo tempo em que os machos vivem somente 30 e se tornam ativos aos 15 anos.

O nascimento ocorre em qualquer época do ano, porém existem mais relatos de nascimento durante o inverno.

Por outro lado, a taxa de mortalidade dos recém-nascidos é alta e alguns estudos sugerem que metade dos filhotes morre antes de alcançar seis meses .

Alimentação

A dieta da Baleia Orca inclui diversos animais como as tartarugas, focas, aves, moluscos, peixes e tubarões.

Quando elas caçam em grupo, também podem se alimentar de baleias de outras espécies.

Por esse motivo, ataca a baleia-de-minke, a baleia-cinzenta e o filhote de baleia azul.

Neste último exemplo de espécie, as orcas formam grandes grupos e simplesmente começam a perseguir o filhote e a mãe.

Em alguns casos, as orcas conseguem separar as vítimas ou as rodeiam para impedir que subam para a superfície e tomem ar.

Por fim, o filhote morre sem ar e as Orcas podem se alimentar.

Nesse sentido, cabe mencionar que a orca é o único cetáceo que caça regularmente outros cetáceos.

Assim, alguns estudos que examinaram o conteúdo estomacal indicaram que 22 espécies de cetáceos são caçadas por orcas.

Aliás, saiba que a espécie pode ser canibal, pois de acordo com um estudo feito nas águas temperadas do Sul do Pacífico, foi possível notar o seguinte:

O conteúdo estomacal de dois machos tinha restos de orcas, além de 11 das 30 orcas estarem com o estômago completamente vazio.

Por isso, o estudo de 1975 nos indica que os indivíduos se tornam canibais quando há uma falta extrema de comida.

Curiosidades

Assim como ocorre com o golfinho, a Baleia Orca tem um comportamento vocal complexo.

Ou seja, elas são capazes de produzir uma grande variedade de assobios e estalidos. Para se comunicarem ou para detectarem a posição de outro objeto a metros de distância.

Sendo assim, a vocalização depende do tipo de atividade.

Além disso, os grupos sedentários têm uma maior tendência de emitir sons do que os grupos nômades.

Isso pode ocorrer por dois motivos:

O primeiro é que as orcas sedentárias ficam juntas por mais tempo. Desenvolve uma grande relação com os outros indivíduos e emitindo mais sons para se comunicar.

De outro modo, os grupos nômades ficam juntos por um período que pode variar entre horas e dias, fazendo com que eles se comuniquem menos.

Em segundo lugar, isso pode ocorrer porque as orcas nômades preferem se alimentar de mamíferos. O que torna necessário que elas passem despercebidas pelos animais para que a caça seja efetiva.

Com isso, elas usam apenas estalidos isolados ao invés de uma longa série de estalidos que é usada pelos grupos sedentários.

Por fim, saiba que a espécie tem diferentes dialetos regionais.

Isto é, os indivíduos têm conjuntos de assobios e estalidos diferentes, de acordo com o local que é observado.

E quando analisamos dois grupos com os mesmos ancestrais, mas que vivem em lugares diferentes, podemos afirmar que eles continuam com um dialeto similar.

À vista disso, especialistas afirmam que os dialetos passam da mãe para o filhote durante os dois anos de amamentação.

Onde encontrar a Baleia Orca

A princípio, saiba que a Baleia Orca é o segundo mamífero de maior área de distribuição geográfica por viver em todos os oceanos.

Portanto, a espécie habita até as regiões que são raras para os cetáceos como o mar da Arábia e também o mar Mediterrâneo.

Por preferência, os indivíduos vivem em águas frias de regiões polares.

E quando falamos de maneira específica, cabe mencionar as populações que vivem na zona nordeste da Bacia do Pacífico. Aliás, onde o Canadá faz curva com o Alasca.

Assim, podemos incluir a costa da Islândia e da Noruega.

Os indivíduos também vivem nas águas antárticas logo acima do limite das calotas polares.

Sendo assim, as orcas têm a capacidade de sobreviver somente com o ar de bolsas de ar. O que faz com que consigam se aventurar abaixo da calota de gelo.

Gostou das informações sobre a Baleia Orca? Deixe seu comentário logo abaixo, ele é importante para nós!

Acesse nossa Loja Virtual e confira as promoções

Posts Relacionados

Deixe um Comentário