Pesca Gerais

Arara-canindé: onde vive, características, curiosidades e reprodução

duas araras canindé no tronco

A Arara-canindé foi listada no ano de 1758 e também atende pelos nomes vulgares arari, arara-amarela, barriga-amarela, araraí, arara-azul-e-amarela e Canindé.

Esta seria a espécie mais famosa do gênero Ara, por isso, é uma das araras emblemáticas do cerrado brasileiro, além de ser importante para as comunidades indígenas.

Vale falar que os indivíduos estão distribuídos desde a América Central ao Brasil, Paraguai e Bolívia.

Classificação:

  • Nome científico – Ara ararauna;
  • Família – Psittacidae.

Características da Arara-canindé

O comprimento total da Arara Canindé é de 90 cm e a massa seria de 1,1 kg.

Na parte superior, podemos notar alguns tons de azul e na região inferior, há uma cor amarela.

O alto da cabeça do animal é verde, bem como há fileiras de penas faciais negras sobre o rosto sem pelos e branco.

De outro modo, a garganta é preta e a íris do olho, amarelada.

Longa cauda triangular, bico negro, grande e forte, bem como asas largas, são alguns diferenciais da espécie.

Também tem grande destreza para manipular a comida e escalar árvores, pois conta com dois pares de dedos opostos.

As vocalizações são usadas para a comunicação entre os membros da espécie e na maioria das vezes, os gritos são ouvidos muito antes de as aves serem vistas.

E todas estas características tornam a arara uma das aves mais belas.

É comum que a arara fique durante longos períodos em repouso, fazendo acrobacias no alto dos galhos ou relacionando-se com seu parceiro.

Dificilmente os exemplares formam grandes grupos, por isso, podemos ver somente três juntos.

Entre os locais de nidificação, alimentação e repouso, eles podem voar por grandes distâncias.

arara canindé em destaque

Reprodução da Arara-canindé

A Arara-canindé tem um parceiro em toda a sua vida e caso os lugares para nidificação sejam poucos, é possível que o casal expulse outras aves de seus ninhos.

Em alguns casos, as araras se tornam muito agressivas e podem até matar outras aves.

A construção do ninho é feita a cada dois anos, em troncos de palmeiras e árvores, entre os meses de agosto e janeiro.

A serragem que fica no fundo do buraco serve para acolchoar os ovos e também para secar as fezes.

Desse modo, as fêmeas colocam 2 ovos na época de reprodução e os chocam por até 25 dias.

Portanto, o macho tem a responsabilidade de alimentar a sua parceira neste período e não permite que nenhum outro animal venha ameaçar os ovos.

De acordo com um estudo feito no Parque Nacional das Emas, em que 18 ninhos foram monitorados, acredita-se que a taxa de natalidade é de 72%.

Assim, os filhotes nascem sem penas, cegos e indefesos, sendo ainda mais importante a proteção de seus pais.

Para alimentar as pequenas aves, a fêmea e o macho regurgitam sementes e frutas.

arara-canindé

Logo depois de 3 meses, as crias saem do ninho e aprendem a voar, apesar de permanecerem com os pais por até um ano inteiro.

A maturidade sexual é atingida a partir do terceiro ano de vida.

O animal se torna maduro a partir do terceiro ano de vida.

Alimentação

A dieta natural da Arara Canindé inclui sementes e frutas de palmeiras, por exemplo.

Em contrapartida, a alimentação em cativeiro pode ser composta de legumes, verduras, castanhas e ração.

Por isso, a comida é oferecida de duas a três vezes por semana.

É importante destacar que a ração para a espécie não seria uma simples mistura de sementes.

Isso porque é necessário que o bicho tenha uma dieta adequada para que ele se desenvolva.

Curiosidades

Apesar de não estar em perigo de extinção, tendo em vista que a distribuição é vasta, as populações de Arara-canindé estão diminuindo.

De modo geral, os indivíduos sofrem com o comércio e a destruição do habitat natural.

Os exemplares são capturados através da caça ilegal e vendidos como animais de estimação por conta da beleza e docilidade.

Nesse sentido, conforme o relatório da Rede Nacional de Combate ao Tráfico de Animais Silvestres, há 4 tipos de tráfico de animais no Brasil:

O primeiro seria voltado para os zoológicos e colecionadores da América do Norte, Ásia e Europa.

Em contrapartida, a caça ilegal também é feita para a pesquisa científica, sendo que a terceira é a busca de animais em petshops.

Por fim, o quarto tipo de tráfico de animais em nosso país seria a busca por penas na indústria da moda.

E embora a distribuição em todo o mundo seja boa, estas atividades estão causando a extinção de populações em determinadas regiões.

Por exemplo, lugares como Santa Catarina, Trinidad e Tobago, bem como São Paulo, registraram a queda das populações de indivíduos desta espécie.

E quando falamos um pouco sobre a destruição do habitat natural, entenda que isto atrapalha a reprodução dos exemplares que fazem os ninhos em árvores.

arara-canindé pousada no tronco

Onde encontrar a Arara-canindé

A Arara-canindé vive em uma grande parte da América do Sul a leste da Cordilheira dos Andes.

A maioria das populações vive na região amazônica até o norte do Paraguai e Bolívia.

Também podem estar na parte norte do continente, entre o Pará e a Venezuela.

Por fim, a distribuição inclui ilhas de ocorrência no sul do Panamá, Equador, Peru e Colômbia.

Além disso, vivem em habitats diferentes, desde as savanas secas até florestas tropicais úmidas.

Gostou das informações? Deixe seu comentário logo abaixo, ele é importante para nós!

Informações sobre Arara-canindé no Wikipédia

Veja também: Nossas Aves, um Voo no Imaginário Popular

Acesse nossa Loja Virtual e confira as promoções!

Posts Relacionados